InícioSão PauloUma semana antes do carnaval e com entrada franca, Grupo de Acesso...

Uma semana antes do carnaval e com entrada franca, Grupo de Acesso II acontece neste sábado em São Paulo

Onze escolas brigam por duas vagas no Acesso I

O carnaval chegou e já tem desfiles neste final de semana no Sambódromo do Anhembi. É isso mesmo! Neste sábado, dia 3 de fevereiro, teremos as primeiras escolas de samba desfilando em São Paulo. São onze agremiações no Grupo de Acesso II, a terceira divisão do carnaval paulistano. Duas brigam pela vaga no Grupo de Acesso I, enquanto três escolas irão para a UESP disputar o Grupo Especial de Bairros.

Abrindo os desfiles, São Miguel e São Lucas estão de volta ao Anhembi, enquanto pavilhões que estiveram no Grupo Especial dos anos 2000 para cá como X-9 Paulistana, Morro da Casa de Casa Verde, Imperador do Ipiranga, Unidos do Peruche e própria São Lucas, e também escolas mais jovens como Primeira da Cidade Líder, Amizade Zona Leste e Camisa 12, além de Uirapuru da Mooca e Imperatriz da Paulicéia.

1 – Unidos de São Miguel (20h)

Desde 2014 longe do Anhembi, a Unidos de São Miguel está de volta ao templo da folia paulistana. A agremiação da Zona Leste, que já participou do Grupo Especial nos anos 90, nesta volta conta com uma dupla de artistas, Alexandre Callegari e Natanael Serra, para desenvolver o enredo “Um príncipe negro na corte dos esfarrapados”. A São Miguel contará a história de Dom Obá, militar que participou do exército durante a Guerra do Paraguai e virou amigo pessoal do Imperador Dom Pedro II.

Fundação: 1977
Melhor resultado: 11ª lugar no Grupo Especial 1994 e vice do Acesso I em 93
Participações no Acesso II: Nove vezes (última 2014)
Colocação em 2023: Vice-campeão do Especial de Bairros (UESP)

2 – Unidos de São Lucas (20h50)

Outro retorno para o Anhembi é o da campeã da Especial de Bairros, a Unidos de São Lucas. A escola esteve no Grupo Especial de São Paulo por duas ocasiões, em 2001 e 2002, entretanto está longe do Sambódromo do Anhembi desde 2016. Neste retorno, a São Lucas tem Clara Nunes como inspiração através da canção que serviu para gerar “O Canto das Três Raças… o grito de alforria do trabalhador!”, tema comandado por Fernando Dias. Mas vale citar que não é uma retratação, e sim uma inspiração para falar sobre o sistema de trabalho no Brasil. Vem de títulos consecutivos do Acesso 1 de Bairros em 2022 e o Especial de Bairros em 2023.

Fundação: 1980
Melhor resultado: 11º lugar Grupo Especial (2001) e vice do Acesso (2000)
Participações no Acesso II: Doze vezes (última 2016)
Colocação em 2023: Campeã do Especial de Bairros (UESP)

3 – Imperatriz da Pauliceia (21h40)

Pelo segundo ano consecutivo no Grupo de Acesso II, a Imperatriz da Paulicéia escapou do peso de abrir um dia de desfiles e será a terceira a pisar no Anhembi. Ficou em 8ª lugar em 2023 e quer melhorar o feito após conseguir a permanência. Para isso, conta com a única mestra de bateria mulher entre as 33 escolas filiadas à LIGA-SP, a Mestra Rafa, e o enredo será “Maracatu – Bendito é o Seu Rito”. Serão diferentes rituais presentes no cortejo pernambucano representados pela comissão de carnaval formada por Wagner Miranda, o Bimbo, Deuseni Ignotti e Clayton Kaomi.

Fundação: 1980
Melhor resultado: 5ª lugar do Grupo Acesso II
Participações no Acesso II: Três vezes (2004, 2005 e 2023)
Colocação em 2023: 8ª lugar no Acesso II

4 – Amizade Zona Leste (22h30)

É a Rosas de Ouro representada no Grupo de Acesso II. O homenageado é nada mais nada menos que Eduardo Basílio, um dos grandes baluartes do carnaval de São Paulo, um dos fundadores da Roseira e pai da atual presidente Angelina Basílio. A agremiação da Zona Leste vai para o décimo carnaval consecutivo no terceiro grupo e já bateu na trave pela promoção ao Acesso I, e com o enredo “Eduardo Basílio. Um Mar de Rosas de Ouro do Quilombo da Brasilândia para o Mundo” busca alcançar pela primeira veza segunda divisão da folia paulistana.

Fundação: 1995
Melhor resultado: 3º lugar do Grupo de Acesso II em 2014
Participações no Acesso II: Nove vezes
Colocação em 2023: 9ª lugar

5 – Uirapuru da Mooca (23h20)

Ou seria a Mocidade Independente de Padre Miguel? Mas o enredo não será o Caju, e sim uma homenagem para a tradicional agremiação do carnaval carioca. O enredo é “Da estrela guia que brilha no céu, vem aí, a Mocidade Independente de Padre Miguel”, desenvolvido por Toninho Tatuapé. Desde 2012, a agremiação está no Grupo de Acesso II, e no passado chegou a ter dois anos no Grupo de Acesso I. Foi campeã logo em seu primeiro ano no terceiro grupo, em 2009.

Fundação: 1976
Melhor resultado: Campeão Acesso II (2009) e 6ª lugar no Acesso I (2010)
Participações no Acesso II: 12 participações
Colocação em 2023: 7ª lugar

6 – X-9 Paulistana (00h10)

Desde 1988, quando embalou entre Grupo de Acesso e Especial se consagrando bicampeã da folia paulistana em 1997 e 2000, não voltava para divisões inferiores. Em 2024, tradicional agremiação da Zona Norte estará no Grupo de Acesso II, o qual já venceu em duas ocasiões, 1981 e 1987. O retorno ao terceiro grupo será com o enredo “Nordestino sim… Nordestinado jamais!”, desenvolvido por uma comissão de carnaval em homenagem ao poeta cearense Patativa do Assaré. Mostrará vitórias do povo nordestino, retratando um Nordeste alegre e claro, combatendo o preconceito.

Fundação: 1975
Melhor resultado: Campeão Grupo Especial (1997 e 2000)
Participações no Acesso II: Sete vezes
Colocação em 2023: 7ª lugar no Acesso II

7 – Camisa 12 (01h00)

Oriunda da torcida organizada do Corinthians, a Camisa 12 está desde 2018 no Grupo de Acesso II. Bateu na trave do acesso em 2020 quando ficou no segundo lugar, que se fosse hoje, garantiria a promoção. Para buscar o acesso mais uma vez, terá como tema “Meu black é de rei, minha coroa é de Chico. Chico Rei entre nós”, desenvolvido pelo carnavalesco Gleuson Pinheiro. O enredo falará sobre a lenda imaginária de Chico Rei, citado no livro “História Antiga de Minas” e que foi resgatado pelo historiador Diogo de Vasconcelos em 1904.

Fundação: 1996
Melhor resultado: 4ª lugar no Acesso I e campeão Acesso II (2001 e 2003)
Participações no Acesso II: Quinze vezes
Colocação em 2023: 5ª lugar no Acesso II

8 – Primeira da Cidade Líder (01h50)

Ou seria a Majestade do Samba? Depois de homenagear o Salgueiro, a Cidade Líder dessa vez falará sobre a Portela através do enredo “Salve ela! A Majestade do Samba Portela!, desenvolvido pelo carnavalesco Ewerton Visotto. Uma homenagem para a Águia de Madureira que contém 22 títulos no carnaval carioca e completou 100 anos recentemente. Essa é a quinta participação consecutiva da agremiação de trinta anos no Grupo de Acesso II, que ficou em quarto lugar em 2022 e 2023.

Fundação: 1993
Melhor resultado: 4ª lugar no Acesso II (2019, 2022 e 2023)
Participações no Acesso II: Quatro vezes
Colocação em 2023: 4ª lugar no Acesso II

9 – Imperador do Ipiranga (02h40)

Outro pavilhão pesado, vem da Zona Sul de São Paulo, a Imperador do Ipiranga vai para cinco anos no Grupo de Acesso II, tendo como a melhor colocação neste período um 5ª lugar no primeiro ano, em 2019. Com o enredo “Desperte a criança que há dentro de você”, desenvolvido por uma comissão de carnaval, trará o imaginário infantil para Avenida em busca o retorno ao Grupo de Acesso I, o qual venceu quatro vezes, para assim almejar o Especial, onde esteve pela última vez em 2010. No Acesso II, venceu as edições de 1971 e 1977.

Fundação: 1968
Melhor resultado: 7ª lugar no Grupo Especial
Participações no Acesso II: Oito vezes
Colocação em 2023: 6ª lugar no Acesso II

10 – Morro da Casa Verde (03h30)

Após dois anos no Acesso I, a agremiação de Dona Guga retornou ao terceiro grupo onde apresentará o enredo “O canto de Ominirá: Negra é a raiz da liberdade!”, do carnavalesco Ulisses Bara. Sua última vez no Grupo Especial foi em 2002, quando homenageou Zeca Pagodinho. Já no Acesso I é uma presença mais recorrente, porém busca a volta cantando sobre a liberdade da mulher. Foi a campeã do Acesso II em 2020.

Fundação: 1962
Melhor resultado: 6ª lugar no Grupo Especial
Participações no Acesso II: 9 participações
Colocação em 2023: 8ª lugar no Acesso I

11 – Unidos do Peruche (04h20)

Com o enredo “Da Cultura do Reino de Ifé, ao legado da Rainha Ronke”, desenvolvida por Mauro Xuxa, a Peruche busca retornar ao segundo grupo após quatro anos no Acesso II, sendo que esteve em 2018 no Especial e 2019 no Acesso I. Em 2022, quando ainda subia apenas uma escola, bateu na trave com o vice-campeonato, enquanto em 2023 ficou na terceira colocação. É o pavilhão com mais títulos neste grupo: são cinco do Especial e três do Acesso I.

Fundação: 1956
Melhor resultado: 5 vezes campeã do Grupo de Especial (última em 1967)
Participações no Acesso II: 3 participações
Colocação em 2023: 3ª lugar no Acesso I

Transmissão e o evento

A entrada é franca, e os desfiles começam às 20 horas, com a previsão de a última agremiação entrar na pista às 4h20. Haverá transmissão pelo canal do YouTube oficial da Liga das Escolas de Samba de São Paulo, e cobertura completa do site CARNAVALESCO, com crônicas e redes sociais em tempo real direto do Sambódromo do Anhembi.

- ads-

Confira a sinopse do enredo da Imperatriz Leopoldinense para o Carnaval 2025

O texto que apresento como enredo é fruto da escuta. Ele nasce da condição de ouvinte da sabedoria ancestral daqueles que guardam nas palavras...

Unidos de Bangu anuncia enredo em homenagem à resistência da Aldeia Maracanã no Carnaval de 2025

Símbolo de resistência na cidade do Rio de Janeiro, localizada nas proximidades do antigo Museu do Índio e ao lado do estádio do Maracanã,...

Diretor fala do pioneirismo da Mocidade ao abrir a nova terceira noite de desfiles do Grupo Especial em 2025

A Mocidade foi a décima colocada no carnaval deste ano. A expectativa para o próximo carnaval era de participar normalmente do sorteio da ordem...