InícioSão PauloWander Pires demonstra amor pela Vila Maria e sonha com título da...

Wander Pires demonstra amor pela Vila Maria e sonha com título da escola.

Wander Pires é um dos intérpretes mais experientes e renomados de todo o carnaval. O cantor é a voz da Unidos de Vila Maria desde o carnaval de 2018. Portanto, em 2023, será o quinto desfile e o sexto ano de Wander pela escola. O intérprete é um sucesso na agremiação. Tem um carinho enorme e é recíproco. Sempre é muito bem recebido, tira muitas fotos na quadra e atende a todos. A comunidade sempre vai no embalo de seus bordões dentro dos sambas. Vale lembrar que Pires atua no carnaval paulistano desde 2011, onde começou no Vai-Vai. Por lá, ele também cantou em cinco carnavais, mas foram em duas passagens diferentes. Também participou do carro de som do Tatuapé por dois anos. Porém, seguidamente, somente na Vila Maria ele se encontrou em São Paulo e, vendo a carreira do cantor, apenas na Mocidade Independente de Padre Miguel ele teve tanta longevidade. Wander Pires conversou com o CARNAVALESCO e detalhou a sua passagem na ‘Vila Mais Famosa’.

Um sonho antigo
Segundo Wander Pires, o namoro com a verde, azul e branco era antigo e também ele já poderia fazer parte da escola nos anos anteriores. “Eu estava para vir para a Vila desde 2016. Sempre escutei falar da história da Vila Maria e dos projetos sociais. Isso me deixava sempre curioso. Peguei um carinho pela escola mesmo sem conhecê-la. Só através das redes sociais. Quando ocorreu um problema em 2017, eu peguei e falei para o meu padrinho Dudu Nobre que eu queria vir para a Vila Maria. Ele já estava desde 2016 e, quando eu cheguei aqui, foi aquele amor à primeira vista com os componentes, presidente, diretoria, bateria, mestre Moleza”, contou.

Foto: Gustavo Lima/Site CARNAVALESCO

Carinho pela agremiação
O intérprete aproveitou para falar do carinho que tem com a diretoria da ‘Vila Mais Famosa’ e da relação com o presidente Adilson José e seus diretores. “Eu costumo chamar o senhor Adilson José de ‘paitrão’, porque ele me acolheu muito e me abraçou. A escola também abraçou muito a minha família, meus filhos, minha esposa e quando você recebe carinho e amor, não tem como você não retribuir. Não tem como não se apaixonar. A minha relação com meu presidente é maravilhosa. De grande respeito e de grande admiração. Ele conversa comigo, me dá conselhos. É de pai para filho. A diretoria te pega no colo. Faz de tudo para te agradar. A recíproca é verdadeira e eu procuro agradar não só cantando, mas também corresponder à altura. A minha relação com a Vila Maria é até quando Deus quiser, até quando Deus deixar”, disse.

Foto: Fábio Martins/Site CARNAVALESCO

Trabalho no carro de som
O cantor enalteceu sua ala musical. Ao decorrer de sua passagem, Wander Pires levou alguns apoios do Rio de Janeiro para reforçar o carro de som. Principalmente vozes femininas. “Quando eu cheguei, percebi que tinha um espaço. Muita gente achou que eu ia mudar. O presidente falou que gostaria de manter o pessoal da ala musical e eu falei que tudo bem e vamos fazer um projeto para ensaiar no nosso estúdio aqui na quadra. Eu comecei a ensaiar os meninos e percebi que precisava de suas vozes femininas. Fui lapidando, eles foram me ouvindo e fomos nos alinhando. No primeiro ano não fomos tão vistos. Já no segundo ano, o presidente, mestre Moleza, diretor de carnaval, me deu mais abertura e eu comecei a colocar um por um para cantar e eles ouvirem. Acho que conquistei os meninos e tem um carinho por mim. Então eu trouxe duas meninas, a Débora e a Viviane, que trabalham na Mocidade do Rio. Logo após, deu certo o trabalho e eu trouxe a Milena, que é a minha assessora de imprensa. Graças a Deus em 2019 deu aquele impacto e é uma relação de muito respeito e admiração”, declarou.

O carnaval de 2023
Wander Pires falou de suas expectativas para o desfile de 2023. A Vila Maria irá contar a sua própria história e de seu bairro. O cantor terá a missão de passar isso para a avenida. O intérprete, assim como toda a escola, sonha e espera um título no próximo carnaval. “Eu já tenho alguns anos que eu sonho junto com os nossos componentes e segmentos e digo que ano passado e retrasado achei que viria o título, mas não aconteceu. Acho que agora, alguma coisa me diz. Sonhei de tudo. Está mais do que na hora. Os erros que tivemos nos anos anteriores já foram consertados. Agora, eu acho que a escola está cada vez mais experiente. Como eu digo, em cada setor, o nosso presidente está cada vez mais atento às coisas que nos fizeram não chegar ao título. Ele é uma pessoa inteligente e tem os pés no chão. Eu sonho muito, temos um samba lindo e a nossa bateria nem se fala. Nossa direção de carnaval agora com nosso Queijo, que é uma pessoa experiente e que entende muito de carnaval. Nossa direção de harmonia com o Cesinha. Eu estou rezando sempre e tenho fé que nós vamos conquistar esse título do carnaval 2023. Tenho certeza que o nosso carnavalesco Cristiano Bara vem acertando, mas dessa vez ele vai acertar muito mais”, completou.

- ads-

É a bateria do Zaca! Mestre Serginho se diz contente pela proposta diferente e conquista do Estrela do Carnaval

A “Bateria do Zaca” vive uma fase espetacular. É o segundo ano consecutivo em que a batucada comandada por mestre Serginho conquista os 40...

‘Reflete a alma e a ancestralidade que o Salgueiro tanto valoriza’, diz Jorge Silveira sobre o enredo para o Carnaval 2025

O carnavalesco Jorge Silveira falou sobre o enredo do Salgueiro para o Carnaval 2025, que foi divulgado na noite desta sexta-feira. Intitulado "Salgueiro de...

Conheça o enredo do Salgueiro para o Carnaval 2025

“De corpo fechado”: preparo o tacho de óleo de oliva, arruda, guiné, alecrim, carqueja, alho e cravo. Com o sinal da cruz na fronte,...