InícioSão PauloNenê de Vila Matilde traz o carnaval baiano para o Anhembi em...

Nenê de Vila Matilde traz o carnaval baiano para o Anhembi em ensaio arrebatador

A Nenê de Vila Matilde encerrou o sábado de ensaios técnicos no Sambódromo do Anhembi, em preparação para o desfile do Grupo de Acesso. O alto astral da comunidade conduzida pela bateria coroaram o treinamento de alto nível realizado pela comunidade do Lado Leste, que será a primeira escola a desfilar no dia 19 de fevereiro com o enredo “Faraó-Bahia”.

Comissão de Frente

A Nenê aposta em uma comissão de frente que mistura o gingado africano de um protagonista acompanhado de um grupo amplo de dançarinos coreografando com referências egípcias, reunidos no Pelourinho para essa mistura que forma o Faraó-Bahia.

Uma dança que dura uma única passagem do samba, mas realizada com grande sincronia de movimentos por componentes sorridentes e cantando o samba. Excelente apresentação.

Fotos: Fábio Martins/Site CARNAVALESCO

Mestre-Sala e Porta-Bandeira

O primeiro casal da Nenê, formado por Cley Ferreira e Thayla Trentin tem como destaque a dança rica em movimentos do Mestre-Sala, com olhar penetrante e constante para a Porta-Bandeira. Sincronia bem afiada em uma apresentação animada e com boa velocidade. Outro quesito com bom rendimento no ensaio da escola.

Harmonia

A comunidade compareceu em peso para este primeiro ensaio, o que favoreceu em muito o andamento da harmonia da escola. Os componentes desfilaram soltos ao ritmo da Bateria de Bamba, com destaque especial para a ala das crianças que mesmo no último horário cantou o samba como gente grande.

Evolução

A Nenê desfilou com um grande contingente, e mesmo assim conseguiu realizar uma evolução fluída e sem se preocupar com o tempo, terminando o ensaio aos 55 minutos. Ver uma escola tradicional retornando a um grupo superior com tamanha técnica agrada a qualquer sambista.

Samba-Enredo

Um samba com a cara da Nenê. A obra, fruto de uma junção de finalistas, foi abraçada pela comunidade que cantou com empolgação. O carro de som liderado por Agnaldo Amaral se apresentou muito bem, com o samba recebendo muitas bossas criativas durante o treinamento.

Outros destaques

Não dá para encerrar esta análise sem citar a Bateria de Bamba. A mistura de samba com o ritmo do Olodum era explícita, principalmente nas bossas. A Nenê trouxe um pouco da essência do bom Carnaval baiano, e fez uma apresentação digna do nome gigante que possui na história da folia paulistana.

É gratificante ver uma escola como a Nenê voltando a fazer grandes carnavais. Pode ter sido apenas o primeiro ensaio técnico, mas a comunidade do Lado Leste mostrou que não está para brincadeira. O título do Grupo de Acesso 2 parece que não foi o suficiente para sanar a sede de glórias que vem dos lados da Vila Matilde.

- ads-

Mauro Quintaes estreia ‘Quintas Com Quintaes’ na TV Alerj

Fazendo parte das comemorações de seus 20 anos de fundação, a TV Alerj através de seu diretor geral, Luciano Silva, traz para a sua...

Rodrigo Meiners não é mais carnavalesco dos Gaviões da Fiel

A direção dos Gaviões da Fiel anunciou a saída do carnavalesco Rodrigo Meiners. Confira abaixo a publicação da escola. "Gostaríamos de informar que o carnavalesco...

Viradouro: arte do enredo de 2025 virá de Pernambuco

A arte do enredo da atual campeã do Carnaval do Rio de Janeiro será escolhida através de um concurso cultural promovido pela Viradouro em...