InícioGrupo EspecialNascida no berço do samba, cantora Wic Tavares lança primeiro vídeo clipe

Nascida no berço do samba, cantora Wic Tavares lança primeiro vídeo clipe

A cantora Wic está lançando seu primeiro vídeo clipe. Produzido por Leandrinho, Fernando Rezende, Prateado e João Carlos Filho, ‘Ciúme’ já está rodando no Youtube simultaneamente com o single no streaming. Aos 27 anos, a artista nascida em Duque de Caxias, brilhou no Carnaval de 2022, quando se tornou intérprete oficial da Unidos da Tijuca.

“Eu sou apaixonada pelo carnaval, mas sempre quis ser outras Wics, ser artista além da escola de samba. Ser uma cantora de pagode sempre foi minha meta e estar no meio desses caras que eu sempre admirei é muito gratificante, é um sonho!”, disse.

Os “caras” mencionados por Wic são referências do pagode como Prateado e Salgadinho, que assinam ‘Ciúme’ com dois representantes na nova geração, Gaab e Fabinho. O arranjo foi feito por Rafael Castilhol, experiente músico que trabalhou com Rita Lee, Alexandre Pires e Anitta, entre outros, e é produtor musical de Ludmilla.

Wic cresceu em uma família amante do samba e do carnaval. É filha de Wantuir Olivera. Sua mãe foi passista-show e fez backing vocal para grupos como Exaltasamba e Pixote. Seus avós maternos fundaram os blocos carnavalescos que deram origem à Grande Rio.

“Eles são minhas referências”, diz a cantora, que é fã do Grupo Fundo de Quintal, Elza Soares, Djavan, Gilberto Gil, Thiaguinho, Ludmilla, Linkin Park e Beyoncé.

Há dois anos, Wic é MC no Spanta, um dos mais relevantes festivais de música brasileira que acontece no Rio de Janeiro. Ampliando suas possibilidades profissionais, Wic foi repórter da Band no Carnaval deste ano.

“Eu amei fazer a transmissão da Band, estar do outro lado. Entrevistar as pessoas que fazem o carnaval nos grupos Mirim, na Intendente Magalhães, na Série Ouro e no Grupo Especial, afirmou.

Valente, Wic encara novos desafios com a mesma naturalidade com que conquistou seu espaço no grupo de intérpretes da escola de samba, um lugar predominantemente masculino.

“O mundo está mudando e a gente tem que levar essas mudanças para o samba. O carro de som é um espaço que estamos conquistando devagarinho, mas ainda não vemos uma mulher comandando uma bateria”, pondera.

O lançamento de “Ciúme”, seu primeiro vídeo clipe, pela gravadora Samba JP, é o início de uma nova jornada. “Eu quero fazer meu som chegar a milhares de pessoas, fazer shows, viajar. Dar os passos certos para que todos conheçam a Wic cantora”.

- ads-

Jorge Silveira exalta preparação da Mocidade Alegre para ganhar duas categorias no Estrela do Carnaval: ‘São Paulo cada vez mais competitivo’

Em 2024, a Mocidade Alegre foi bicampeã do Grupo Especial do carnaval de São Paulo, conseguindo unir beleza e facilidade de leitura para tratar...

Ei Psiu! Emerson Dias comemora chegada no carnaval de São Paulo e estreia levantando comunidade da MUM

A Mocidade Unida da Mooca apresentou seu novo intérprete para o carnaval de 2025, e é Emerson Dias, que fará sua estreia em São...

É a bateria do Zaca! Mestre Serginho se diz contente pela proposta diferente e conquista do Estrela do Carnaval

A “Bateria do Zaca” vive uma fase espetacular. É o segundo ano consecutivo em que a batucada comandada por mestre Serginho conquista os 40...