Com enredo ‘Fala, Majeté! As sete chaves de Exu’, a Grande Rio conta com o apoio da comunidade para ter sucesso no desfile em abril de 2022. O dançarino Aly Moreira, de 32 anos, integrante da comissão de frente da escola de Caxias, comentou a importância do enredo da agremiação.

Fotos de Nelson Malfacini

“Quando as pessoas escutam esse nome de Exu, vem esse impacto pela força do orixá. Mas ele é o orixá da dualidade, e não voltado para um lado ‘maligno’ ou ‘demoníaco’. Então esse é o papel da Grande Rio, de desmistificar isso. Todo orixá tem muito do ‘querer da pessoa’ e não da entidade, não é sobre ser ruim ou mau”, disse Aly.

Na última década, a Grande Rio prezou por enredos mais populares, como as homenagens a Ivete Sangalo, Chacrinha, cidade de Santos e Maricá, o que não rendeu boas colocações. Contudo, no último Carnaval, de 2020, trouxe Joãozinho da Gomeia como enredo, e aliado a um grande desfile, chegou ao vice-campeonato.

“A Grande Rio está em um momento muito bom de se redescobrir, de se reconectar com a comunidade. Os enredos que faziam muito sucesso estão voltando para a escola. Depois de enredos mais populares, de ‘oba-oba’, a escola está resgatando nossa raiz, que é a cultura negra e afro-brasileira. A comunidade e os dirigentes estão muito felizes com essa escolha”, encerrou Aly.

Deise Sanchez, de 50 anos, que é do Candomblé, componente da ala Zumbi dos Palmares, comentou a importância de Exu e também falou sobre a mudança de perfil de enredos da escola de Caxias. “Esse enredo é muito importante, principalmente para os candomblecistas, assim como eu, que sou ialorixá. Nós vamos poder mostrar para as pessoas que Exu é caminho. Estamos ensinando o quanto ele pode mudar a nossa vida de forma positiva. Para nós é um orgulho e alegria poder falar sobre esse orixá”, disse, antes de emendar.

“A importância da mudança no perfil dos enredos já foi vista no último Carnaval, quando a Grande Rio quase chegou ao título com o Joãozinho da Gomeia. Nós sentimos que a energia daquele enredo foi muito boa, vamos repetir neste ano e eu acho que vai dar bom na Sapucaí”, completou Deise.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui