InícioGrupo EspecialSuper Som realiza ensaio na Sapucaí e mestre Marcão comemora: 'Sensação de...

Super Som realiza ensaio na Sapucaí e mestre Marcão comemora: ‘Sensação de dever cumprido’

Bateria do Paraíso do Tuiuti realizou trabalho sem carro de som e promete grande espetáculo no próximo domingo

A quarta-feira foi marcada pelo ensaio da bateria do Paraíso do Tuiuti no setor 11 da Marquês de Sapucaí. Sem carro de som, apenas com os ritmistas do mestre Marcão, a Super Som fez grande trabalho na Avenida para ajustar os detalhes para o ensaio técnico do próximo domingo. Marcão falou sobre o desempenho da equipe no Sambódromo nesta noite e a escolha de uma atividade exclusiva para a bateria.

“Essa rapaziada é sem comentários, compraram uma causa, de um novo mestre de bateria, vindo de fora. Eu cheguei e falei ‘pessoal, é só trabalhar que a gente chega no nosso êxito’, e a prova está aí. Tem gente de Friburgo e São Paulo aqui, isso é Tuiuti. É um ajudando o outro. Espero que domingo seja ainda melhor, mas hoje a gente cantou, tocou, tudo no mesmo andamento, as bossas entraram. Esse samba já tem um andamento próprio, então é só executar o trabalho”, comentou Marcão, antes de emendar:

Fotos: Leonardo Damico/Site CARNAVALESCO

“A sensação é quase de dever cumprido. Agora temos o ensaio técnico no domingo para em abril a gente brilhar. Hoje foi só com a bateria, pra gente ver o que está certo, o que está errado e corrigir as pontas que estão frouxas. Só com a bateria aqui, a gente tira tudo de dentro da gente, do sangue, da alma, principalmente quem é da comunidade. De repente no dia ocorre um problema no carro de som, aí a gente vai estar cantando tudo, por isso hoje fizemos sem o carro de som”, completou.

Para o desfile oficial, a Super Som levará 250 ritmistas, com cinco bossas planejadas. Para o mestre Marcão, a bossa do ‘robô’, que será feita com timbal, pode surpreender na Avenida. O comandante da bateria do Paraíso do Tuiuti também comentou sobre a utilização do metrônomo pelos jurados. O aparelho vai mensurar o BPM (batidas por minuto) das baterias nos desfiles.

“Bateria de escola de samba é sentimento. Cada uma tem sua característica, tem umas mais para trás, outra para frente. Eles não podem mudar isso. Eles não podem comparar uma escola com a outra. Não deve haver um parametro. A bateria da Mangueira é própria, a da Mocidade é própria, e a da Tuiuti também”, analisou Marcão.

Apesar de não ter cantado nesta quarta-feira, o intérprete Celsinho Mody marcou presença no ensaio da Super Som, assim como o corpo de passistas da escola, que fez atividade no Sambódromo. O cantor da Paraíso do Tuiuti falou sobre o retorno à Sapucaí e a importância do ensaio da bateria no local. O intérprete também projetou o desfile da agremiação de São Cristóvão.

“Pra mim é uma experiência nova. Nunca participei do ensaio nesse setor, então estou muito feliz. Agradecer a oportunidade de fazer mais um carnaval maravilhoso como esse e de estar ao lado do meu povo. Cada local tem um tipo de som, na quadra, na rua, aqui. Mas é bom vir aqui sentir a energia e a sonoridade. A expectativa para o desfile é a melhor possível. A Tuiuti vem para fazer mais um carnaval histórico e terminar levantando a taça de primeiro lugar”, comentou Celsinho.

- ads-

União do Parque Acari anuncia renovação de Cida Lima e novo reforço para direção de carnaval

A União do Parque Acari está a todo vapor preparando-se para o Carnaval de 2025, e as novidades não param de chegar. A agremiação...

Multivacinação movimenta dia de ações sociais no Salgueiro

No último sábado, a quadra do Acadêmicos do Salgueiro, localizada na Rua Silva Teles, no bairro do Andaraí, foi palco de uma importante iniciativa...