O Carnaval de 2025 deve ser marcado como o último ainda com barracões precários para todas escolas de samba da Série Ouro do Rio de Janeiro. O prefeito Eduardo Paes anunciou em maio que o processo de licitação das obras começou e as escolas e a Liga-RJ tiveram oportunidade de participarem da entrega do terreno para Prefeitura do Rio por parte do Governo Federal. Ao site CARNAVALESCO, o novo presidente da Liga-RJ, Hugo Junior, citou a importância e o sentimento que representa enfim ver a realização do sonho de todos os sambistas do Acesso, que é ter um espaço digno para produção dos desfiles.

Fotos: Divulgação/Prefeitura do Rio

“Foi um momento de muita alegria (estar na cessão da antiga Estação Ferroviária Leopoldina). Ver um sonho começar a tornar realidade. Importante para dar dignidade para os trabalhadores que produzem os carnavais da Série Ouro. É um divisor. Momento que a Série Ouro começa a ganhar projeção muito maior. Quando a gente tem boas condições de fazer o melhor tudo engrande. Nos barracões da Cidade do Samba 2 vamos poder mostrar mais a grandiosidade da Série Ouro”, comentou o presidente da Liga-RJ.

Fábrica do Samba da Série Ouro terá 14 galpões para agremiações e espaço para eventos

Hugo Junior afirmou que a Cidade do Samba 2 vai proporcionar um espetáculo ainda melhor para todas agremiações da Série Ouro.

“A Cidade do Samba 2 vai dar outro visual para o espetáculo. Teremos uma estrutura muito melhor para o desenvolvimento do carnaval. Carros vão poder ser bem executados em um espaço mais amplo e seguro. Tenho certeza que nossas alegorias vão ter nível de Grupo Especial. Sem nada a desejar. Com barracões iguais, em condições igualitárias, o espetáculo vai ganhar muito com essa projeção”.

Sambistas desejam melhores condições e vida cultural para a futura Fábrica do Samba da Série Ouro

O dirigente da Liga-Rj ainda falou do fim da preocupação com a chuva, que não existirá mais com a construção da Cidade do Samba 2.

“A dignidade dos profissionais melhora. Cada profissional vai ter uma condição mais favorável para desenvolver seu trabalho. Sem medo de chuva e enchente. É uma vida repaginada. Vai melhorar muito a qualidade de trabalho de todos os profissionais”.

Paes assina contrato de cessão da Leopoldina e fala em até 60 dias para o início das obras da Cidade do Samba da Série Ouro