InícioSérie OuroSão ClementeAs iguarias do Rio foram apresentadas com leveza e alegria na São...

As iguarias do Rio foram apresentadas com leveza e alegria na São Clemente

Quando se fala praia e Rio de Janeiro, a cabeça do carioca ou do turista passa por iguarias que marcam a Cidade Maravilhosa: o mate gelado, o biscoito Globo, a caipirinha, o camarão. Não seria diferente no verão de Pindorama, na ficção elaborada pelo carnavalesco Jorge Silveira. Alas 10 e 11 representavam respectivamente as “Iguarias de Pindorama” e o “Patrimônio Cultural de Pindorama”. Na ala da frente, os desfilantes passaram “equilibrando” uma bandeja de caipirinhas. Na ala de trás, os componentes desfilaram com os clássicos dois galões de mate, o natural e o com limão.

Um destaque para as fantasias foi a leveza que permitiu os clementianos brincarem carnaval. Para Elizabeth Landim, de 62 anos, que já desfila há 10 anos pela São Clemente, a iguaria que não pode faltar na sua praia é o espetinho de camarão.
“As iguarias do verão são as caipirinhas, os vendedores de mate. Eu prefiro o camarão, porque eu não bebo caipirinha. As iguarias são tudo que vende na praia do Rio”, comentou Elizabeth.

O turista que descobre o Rio de Janeiro não quer voltar. O goiano João Pedro, de 22 anos, disse que se sentiu carioca ao vestir e desfilar pela São Clemente, na ala “Iguarias de Pindorama”.

“Foi uma surpresa! Eu não sabia que eu ia desfilar, mas assim que surgiu a oportunidade eu falei ‘Claro que sim’, ainda mais sendo a São Clemente, uma escola que tem história. A primeira coisa que eu quero consumir quando eu chego ao Rio de Janeiro, é o Sol, depois um bom pastel, um milho, um mate e um biscoito Globo”, disse João que pretende desfilar em mais escolas nos próximos anos.

Os amigos Mauro Veloso e Anderson Lírio desfilaram na 11º ala já estão acostumados à Marquês de Sapucaí. A felicidade de desfilar com uma roupa mais leve deixou a dupla feliz para festejar na avenida.

“A fantasia está leve, bem acabada, fresquinha para o Rio de Janeiro. Não tem nada melhor que demonstre o que é Rio de Janeiro que ser vendedor de mate. É a primeira vez que eu desfilo na São Clemente e senti uma diferença enorme na qualidade e no peso da fantasia. Parece que eles pensam muito em nós que estamos desfilando. A gente vê um esmero, um capricho, muito grande da escola”, apontou Mauro.

O amigo Anderson acredita que a ala representa a cara do Rio de Janeiro e reafirma bem o enredo. Ele já havia desfilado na Rocinha e na Mangueira e está feliz com a experiência na São Clemente.

“O verão carioca para quem chega é a caipirinha. Mas, para quem está aqui, é a cerveja e o churrasco e, quem vai à praia, é o mate e o biscoito Globo”, contou o componente.

- ads-

Confira a ordem dos desfiles do Acesso 1 de São Paulo para o Carnaval 2025

A Liga-SP definiu na noite deste sábado, em evento na Fábrica do Samba, a ordem dos desfiles do Acesso 1 de São Paulo. As...

Confira a ordem dos desfiles do Acesso 2 de São Paulo para o Carnaval 2025

A Liga-SP definiu na noite deste sábado, em evento na Fábrica do Samba, a ordem dos desfiles do Acesso 2 de São Paulo. As...

Leandro Vieira sobre temática afro nos enredos de 2025: ‘condição raríssima de cidadania e educação pro povo brasileiro’

Tricampeão do Grupo Especial do Rio de Janeiro, o carnavalesco Leandro Vieira publicou nas redes sociais sua opinião sobre a temática afro nos enredos...