InícioSérie Ouro'Voz embargou em alguns momentos', declara Pixulé

‘Voz embargou em alguns momentos’, declara Pixulé

Samba-enredo da Cubango teve um bom rendimento na Sapucaí

A Acadêmicos do Cubango entrou na avenida com o enredo “O Amor Preto Cura: Chica Xavier – a Mãe Baiana do Brasil” fez uma homenagem à atriz Chica Xavier. A Escola apresentou um belíssimo conjunto de fantasias, mas pecou nas alegorias, com problemas de iluminação na avenida, além de falhas no acabamento. Ainda assim, o diretor de carnaval, Allan Jones, destacou a força da Escola.

Foto: Site CARNAVALESCO

“Tivemos um problema nos geradores, mas a Cubango veio forte, com belo conjunto de fantasias e alegorias. Foi um trabalho árduo durante dois anos para chegar e fazer o melhor carnaval possível. Sensação de dever cumprido”.

A comissão de frente foi coreografada por Fábio Batista e recebeu o nome de “Aos Pés da Jurema Sagrada”. A apresentação foi bem aplaudida por quem estava nas arquibancadas, mas tiveram alguns problemas nas trocas dos figurinos. Em entrevista para o site CARNAVALESCO, o coreógrafo disse ter ficado muito emocionado com a coreografia.

“Muito emocionado pelo dever cumprido. Fizemos uma linda apresentação e espero que os jurados tenham compreendido a mensagem. A missão de fazer essa homenagem para a Chica foi a coisam ais bonita que podia ter acontecido entre nós que somos cubanguenses”.

Foto: Site CARNAVALESCO

Era possível ver no rosto do componentes a felicidade de poder estar no Sambódromo defendendo as cores da Cubango. Animação e cantoria não faltaram. Também, com Pixulé no microfone é difícil alguém ficar parado. O interprete responsável por comandar o carro de som da Escola declarou que em alguns momentos, a voz ficou embargada.

“Sou suspeito para falar, mas foi maravilhoso. Depois desse tempo todo sem encarar a Sapucaí, teve um momento que a voz embargou porque fiquei emocionado. É ótimo voltar”, declarou Pixulé.

A família de Chica Xavier fez questão de estar no desfile. A neta da homenageada, Luana Xavier, estava muito emocionada no final da apresentação e não segurou as lágrimas. Ela declarou que nunca imaginou que viveria um momento como aquele.

“Segurei o choro o tempo que eu pude, aí quando chegamos no final, coloquei o choro pra fora. Nunca imaginei que pudesse viver um momento onde ouço milhares de pessoas cantando o nome da minha vó e conhecendo um pouco da trajetória dela”.

- ads-

Excelência consecutiva no Salgueiro! Nota 80 em Harmonia, Alemão do Cavaco fala do trabalho no carro de som da escola

O samba-enredo do Salgueiro foi muito comentando no pré carnaval, sendo considerado um dos melhores da safra de 2024. A obra ganhou popularidade após...

Unidos de Vila Isabel abre inscrições para cursos gratuitos na quadra

A Unidos de Vila Isabel já está com inscrições abertas para a nova fase do projeto social conduzido por meio do Instituto Celeiro de...

‘Roteiro dos Desfiles’: 15 anos promovendo o carnaval da informação’

O Roteiro dos Desfiles vestiu a fantasia e trouxe seus destaques para mais uma edição exclusiva da publicação mais querida da Sapucaí. Celebrou seus...