Por Matheus Mattos

Encerrando a noite de ensaios do sábado, o Vai-Vai mais uma vez contou com a presença em massa do público que assistiu em grande parte no monumental e participou desfilando no final da escola. A agremiação trouxe placas em repúdio a violência contra a mulher.

Comissão de frente

Considerada um ponto alto para o desfile, a coreografia da comissão de frente mostrou estar bem entrosada. A dança usa a interação com o público de forma estratégica, principalmente com a presença de uma criança, que motiva ainda mais o sambista de fora. O ato faz com que a arquibancada participe ativamente de todo trajeto da ala.

Bateria

A bateria Pegada de Macaco, dos mestres Tadeu e Beto, realizou bossas que destacam os naipes em questão, seja ele o timbal ou o agogô.

“A batucada tá normal, não da pra você ver toda escola, a gente tá num setor e não da pra acompanhar tudo. Nós cumprimos o que tinha que cumprir de ponta a ponta”, explicou o mestre.

Evolução

A escola traz uma proposta bastante coreografada, e bem realizada, demonstra sinais de organização e comprometimento das pessoas envolvidas. Os passos não tornam a escola mecânica porque são feitas em trechos do samba. Talvez pela quantidade de pessoas que desfilam, o começo foi um pouco corrido. Com apenas duas passagens do samba, a primeira ala já estava em frente ao setor B.

Samba-Enredo

Por carregar uma letra forte e com alto nível de representatividade, o samba continua se mostrando a cara da comunidade. O componente canta, evolui de forma natural e isso gera um padrão sonoro.

“Acho que fizemos um bom trabalho, claro que sempre tem o que melhorar até o grande dia, mas foi gostoso, o pessoal cantou com a gente. O Vai-Vai tem um chão que pelo amor de Deus, eu sou suspeita né, mas o Vai-Vai tem um chão maravilhoso, todo mundo canta”, afirmou a cantora Grazzi Brasil.

Mestre-sala e Porta-bandeira

O casal oficial, Pingo e Paula, mantiveram o bom nível de entrosamento. Ambos carregam muita simpatia durante seu bailado com passos que valorizam o estilo clássico. Os dois voltaram a dançar no sambódromo quando a escola passou completamente pela linha final.

Harmonia

Houveram oscilações de canto entre as alas, principalmente entre os setores do meio da escola, mas nada que comprometesse o quesito.

“Durante a entrevista após o primeiro ensaio eu falei que o nosso objetivo era chegar no ponto mais alto da montanha, e que a cada dia a gente ia subindo um degrauzinho. Fizemos um primeiro ensaio muito bom, hoje fizemos um ensaio tecnicamente mais encaixado, ainda acho que falta encontrar uma explosão, que acho que acontece no momento certo”, disse Lourival, diretor de carnaval.

Outros Destaques

Circulou vídeos de um componente do Vai-Vai agredindo uma mulher durante o primeiro ensaio técnico. Em resposta, muitos setores da escola demonstravam seu repúdio com placas, faixas e mensagens nas roupas. Dentre todas as manifestações, o terceiro casal de mestre-sala e porta-bandeira se destacou ao bailar com o pavilhão repudiando o ato. A dupla evoluiu com máscaras representando o filme Pantera Negra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui