InícioGrupo EspecialPorto da PedraUnida, Porto da Pedra caminha em busca do título da Série Ouro...

Unida, Porto da Pedra caminha em busca do título da Série Ouro e a volta ao Especial

Primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira Rodrigo França e Laryssa Victória, além do intérprete Nêgo e da rainha de bateria Tati Minerato, estão com o mesmo pensamento: a importância da entrega de cada um em busca do sonhado título

Mesmo com toda a pressão da concorrida Série Ouro deste carnaval, a Porto da Pedra está unida em busca do título e acesso. Na reta final dos preparativos para o grande dia, a rainha de bateria Tati Minerato, o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira Rodrigo França e Laryssa Victória, além do intérprete Nêgo, estão com o mesmo pensamento: a importância da entrega de cada um em busca do sonhado título em meio a responsabilidade de representar a Porto da Pedra.

Fotos: Raphael Lacerda/Site CARNAVALESCO

Dos detalhes da roupa e da dança ao samba contestado pela crítica. Em entrevista ao CARNAVALESCO, os quatro revelaram os bastidores e desafios em seus quesitos para o desfile. Todos juntos, na mesma energia, em busca do triunfo.

A rainha Tati Minerato sabe bem a responsabilidade que tem este ano. Além de estar à frente da bateria do mestre Pablo, entregar um excelente desfile em busca do título é fundamental. A sincronia é tanta, que Tati revela que os ritmistas já arriscam alguns ‘passinhos’.

“Eu sou bem tranquila e costumo ficar de boa, mas senti que este ano o negócio está tenso e a ansiedade está batendo na porta. A cada ensaio tenho ficado mais ansiosa e com o coração batendo forte. Estar à frente da bateria do mestre Pablo, a bateria Ritmo Feroz, é uma grande responsabilidade. Eu fico até emocionada, porque sempre vi a Porto da Pedra, uma escola muito linda, tradicional e que possui uma comunidade muito forte. Tem uma pequena parte do enredo em que eles fazem uma pequena coreografia e estou ensaiando para ficar bem alinhada e sincronizada com a bateria. Não é muita coisa, é uma pequena ‘evoluçãozinha’”, disse a rainha de bateria.

A fantasia foi batizada de ‘A riqueza da Amazônia’ pela própria rainha e ela explicou o porquê. Tati promete algo luxuoso, imponente e que jamais usou. Tati também falou sobre a sua relação com a comunidade.

“Ela vem toda banhada a ouro e com cristais, que na verdade são zircônias coloridas. Ela é muito linda e muito rica, parece uma jóia. Essa fantasia é algo bem diferente de tudo que eu já usei. Ela é muito luxuosa, muito linda. Estou muito feliz de ter a comunidade próxima. Eu sou uma rainha que sempre procura estar presente e eles me abraçaram como uma grande família”, completou Tati.

Até quem tem anos de carreira no carnaval vem com todo o gás para defender a Porto da Pedra. Nêgo, intérprete estreante na agremiação, diz vir com força máxima para ser campeão do carnaval e assim pode se consagrar logo em sua estreia pela escola. Morador de São Gonçalo há mais de 20 anos, o cantor e compositor está em casa e acredita que a Porto da Pedra tem a equipe ideal para chegar ao pódio. Nêgo também revelou que não esperava tamanha recepção na escola e planeja encerrar na agremiação sua carreira de cantor.

“Fico feliz de estar trabalhando na escola do município que eu moro e amo. Eu sou morador de São Gonçalo há 24 anos. Para ser campeão, tem que acreditar no trabalho, ter bons ensaios, assim como estamos tendo, além de criar uma boa equipe – Porto da Pedra criou uma boa equipe. Eu não esperava que o pessoal me recebesse com tanto carinho e amor, porque é a primeira vez que estou no Porto da Pedra. Eu venho com toda força e vontade para ser campeão do carnaval e espero, na fé de Deus, que eu termine minha carreira como cantor na Porto da Pedra”, declarou o cantor.

De samba criticado a entoado pela comunidade. Para Nêgo, o mini desfile mostrou que o ‘diferente’ pode ser interessante e calou os críticos do samba-enredo da Porto da Pedra. O intérprete também revelou qual a sua parte favorita na canção.

“Muitos diziam que o samba era difícil, que o refrão era difícil. Eu, anteriormente, também peguei um samba que era muito criticado, o do Império. Esse samba da Porto da Pedra é muito criticado pelo refrão, mas tudo que é diferente é bonito. Na Avenida colocamos um andamento certo, uma tonalidade certa e o samba hoje é cantado em vários lugares do Rio de Janeiro. A minha parte favorita é a ‘cabeça’ do samba”, revelou o intérprete.

O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira virá com novidades para a Marquês de Sapucaí. Há 18 anos na agremiação e após 16 com Cintya Santos, Rodrigo França terá Laryssa Victória como seu par na Avenida e com isso espera muitos anos de união e cumplicidade. Os dois já entendem bem o desafio deste ano: garantir nota máxima e levar o título para São Gonçalo.

“Quando a Porto da Pedra me deu a responsabilidade de escolher uma porta-bandeira, o principal quesito seria a humildade em querer aprender. Não me arrependi de escolher a Laryssa e já pensamos em ficar muitos anos juntos. Estamos dando super certo. É uma responsabilidade imensa. É um trabalho árduo, mas a comunidade está gostando do nosso trabalho. Eu creio que a nota máxima vai vir, porque a dedicação, responsabilidade e o amor por esse pavilhão é muito grande. Creio que essa junção vá ajudar a chegar nesse tão sonhado título”, comentou o mestre-sala.

“Estrear em uma escola de tanto peso como a Porto da Pedra e estar seguindo um legado deixado pela Cintya é responsabilidade. Estamos trabalhando muito. Graças a Deus eu tenho um mestre-sala que tem muita paciência e que me ensina muito. A gente tem muita troca. Com certeza, na quarta-feira de cinzas, estaremos pulando de felicidade com o campeonato e com a nota máxima. A Porto da Pedra tem um legado muito grande de portas-bandeiras e a Cintya deixou um muito lindo que eu planejo seguir ”, completou a porta-bandeira.

Além da pontuação máxima, prêmios profissionais sempre são bem-vindos. Bastante premiado, o mestre-sala Rodrigo agora torce para que Laryssa conquiste os seus. A porta-bandeira, por sua vez, já pensou no que fazer se a conquista vier.

“Com toda humildade do mundo, graças a Deus sou bem premiado (risos). Eu vou ficar muito orgulhoso se a Laryssa ganhar bastante prêmios e vou sentir como se fossem meus também”, revelou Rodrigo.

“Não vou mentir, já estou muito a fim de fazer uma prateleira lá em casa (risos). Com certeza sim; a gente está trabalhando muito para isso. Entramos na Avenida não só pensando nas notas, mas nos prêmios, porque o jurado vê ali no desfile, enquanto os sites e quem faz a premiação acompanham os nossos ensaios e dia-a-dia. Isso é muito bacana, já que eles acompanham tudo isso”, enfatizou Laryssa.

O casal aproveitou para falar sobre suas referências e o que mais gostam no quesito, além do que mais chama a atenção na dança um do outro. Para a porta-bandeira, a dança romântica de Rodrigo é o ponto forte, enquanto para ele, a entrega de Laryssa é um grande fator.

“Gosto quando um casal consegue te prender logo de primeira. Tenho uma listinha de referências: Rafaela da Imperatriz – que é a minha madrinha – Marcella e amo muito a Lucinha Nobre. Sobre as qualidades, o Rodrigo tem uma dança muito mais clássica e romântica do que eu já estava acostumada e isso me agregou muito. É uma calma, um olhando para o outro, apreciando meu mestre-sala e dançando para ele. Isso é uma das coisas que eu mais gostei de estar dançando com ele”, revelou Laryssa.

“Eu não olho muito mestre-sala e porta-bandeira não. Eu acho que cada um tem sua técnica e maneira de dançar. O que me encanta mais no casal é quando eu consigo sentir a energia deles. Quando tem muita parceria, muito sentimento me admira. Quando a gente se encontrou, era só dança. Não tinha aquele namoro, aquele romantismo e acho que consegui trazer isso para ela. Hoje, o que ela mais me encanta é o olhar, o sorriso e a entrega dela. Isso é o que mais me deixa orgulhoso e emocionado”, revelou Rodrigo.

Ansiosos e prometendo um belo carnaval, os componentes da Unidos do Porto da Pedra poderão fazer os últimos ajustes no ensaio técnico que ocorrerá neste sábado, na Marquês de Sapucaí.

- ads-

Jackson Carvalho, Marcelinho Emoção e Fabão Rodrigues assumem Comissão de Harmonia no Arranco

Para o Carnaval 2025, o Arranco contará com uma Comissão de Harmonia formada por Jackson Carvalho, Marcelinho Emoção e Fabão Rodrigues. Jackson Carvalho começou sua...

Vizinha Faladeira será homenageada com conjunto de Medalhas de Mérito Pedro Ernesto

No próximo dia 23 de abril, a histórica Associação Recreativa Escola de Samba Vizinha Faladeira, uma das pioneiras no cenário do carnaval carioca, terá...

Jorge Silveira exalta preparação da Mocidade Alegre para ganhar duas categorias no Estrela do Carnaval: ‘São Paulo cada vez mais competitivo’

Em 2024, a Mocidade Alegre foi bicampeã do Grupo Especial do carnaval de São Paulo, conseguindo unir beleza e facilidade de leitura para tratar...