InícioIntendenteUnião do Parque Curicica presta homenagem a Pedro Scooby e exalta sua...

União do Parque Curicica presta homenagem a Pedro Scooby e exalta sua cultura urbana

A União do Parque Curicica foi a terceira escola a desfila na Nova Intendente na noite de sábado. Com o enredo “Pedro Scooby, amante desse mar de gente de Curicica”, a escola desfilou com boa evolução e contou com a presença do homenageado.

Comissão de frente

O coreógrafo Jardel Lemos montou uma comissão de frente que buscou representar o surgimento do sol já vida do Pedro Scooby. Com vestimenta simples de cor amarela, detalhes dourados e laranja, a roupa e coreografia faziam clara referência ao sol. No entanto, os bailarinos se mostraram tensos e desconfortáveis com as vestes. Nas duas primeiras cabines de jurados, foi possível ver pequenos erros na coreografia. Já no último módulo, um dos bailarinos deixou a parte de cima (cabeça) da roupa cair, enquanto era nítido que outros bailarinos tentavam evitar o mesmo.

Mestre-sala e Porta-bandeira

O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Fellipe Mendes e Joyce Santos, fez seu desfile de estreia na Curicica. A apresentação de 1min50, teve como inspiração o encontro de Scooby com as águas do mar. Com roupas em diferentes tons de azul e muito brilho, o casal estava vestido de forma bela. Na apresentação, foi possível ver muita troca de olhares e movimentos que faziam referência ao balanço do mar.

Harmonia

O intérprete Andinho Samara fez apresentação forte, mas pareceu não se mostrar muito entrosado com a bateria “Audaciosa”, do mestre Yan Pac Man. Assim, passaram pela Nova Intendente sem levantar o público. O chão da escola também não cantou o samba. Contudo, vale destacar a animação da velha-guarda da escola.

Enredo

A União do Parque Curicica fez uma homenagem ao surfista Pedro Scooby. No enredo, a escola buscou apresentar sua essência apaixonada pelo funk, rap, futebol, arte urbana, a resenha suburbana e a praia.

Evolução

A União do Parque Curicica evoluiu sem grandes complicações. Desde o começo do desfile encontrou um ritmo constante e conseguiu mantê-lo sem correria ou grandes paradas. Assim, a escola fechou o desfile brincando muito e em relógio parou em 39 minutos.

Samba

O samba estava dentro do enredo, entretanto, não animou o público mesmo com belo esforço do carro de som.

Fantasias

As fantasias era coloridas, porém, com problemas de acabamento e não cumpriram o papel de ajudar na leitura do enredo.

Alegorias

O abre-alas “cenário do surf: A praia e o mar” teve muitos problemas de acabamento, inclusive, na escultura principal. O destaque positivo fica para segunda alegoria, “Nós é cria da Zona Oeste”. Nela, foi possível ver um pouco das referências da cultura de rua de Curicica. Os familiares do homenageado vieram em cima do carro.

Outros destaques

A escola desfilou com apenas 21 baianas. Destaque especial para musa que veio à frente da ala “Carnaval” dos “Cria’ em Curicica”, eleita representante da comunidade.

- ads-

Jorge Silveira exalta preparação da Mocidade Alegre para ganhar duas categorias no Estrela do Carnaval: ‘São Paulo cada vez mais competitivo’

Em 2024, a Mocidade Alegre foi bicampeã do Grupo Especial do carnaval de São Paulo, conseguindo unir beleza e facilidade de leitura para tratar...

Ei Psiu! Emerson Dias comemora chegada no carnaval de São Paulo e estreia levantando comunidade da MUM

A Mocidade Unida da Mooca apresentou seu novo intérprete para o carnaval de 2025, e é Emerson Dias, que fará sua estreia em São...

É a bateria do Zaca! Mestre Serginho se diz contente pela proposta diferente e conquista do Estrela do Carnaval

A “Bateria do Zaca” vive uma fase espetacular. É o segundo ano consecutivo em que a batucada comandada por mestre Serginho conquista os 40...