Em 2023 no seu quinto carnaval, a União do Parque Acari, conquistou o inédito acesso à Série Ouro e o direito de desfilar na Sapucaí pela primeira vez depois de se classificar em terceiro lugar na Série Prata.

Para o carnaval de 2024, ano que marca sua estreia abrindo os desfiles da Série Ouro, o Parque Acari anuncia como enredo “Ilê Aiyê, 50 Anos de Luta e Resistência”, que homenageia a história do primeiro bloco afro do Brasil.

O diretor de carnaval da escola, Xande Ribeiro, não mediu palavras ao expressar toda a sua felicidade e emoção de desfilar na Sapucaí e o orgulho do primeiro ensaio técnico.

“Eu não tenho palavras, isso é uma coisa que todos almejavam já há muito tempo e agora o sonho se tornou realidade… Foi para mim um ensaio muito produtivo, não só para mim como para toda a comunidade, a gente esperava realmente isso, a gente está vindo trabalhando para isso e mostrando que a escola veio e veio pra ficar”.

Era nítida a emoção dos moradores da comunidade que sempre acompanharam a escola e estão vivendo esse momento inesquecível de desfilar na Sapucaí pela primeira vez. O site CARNAVALESCO ouviu duas componentes que são da comunidade e contaram sobre esse momento.

“É um prazer! Maior satisfação, é muito bom! Desde pequena, desde garota eu desfilo aqui e agora meus filhos, meus netos e todo mundo está aqui. Muito orgulho!”, disse Enilda Modesto Ferreiro.

“É uma emoção muito grande, o coração bate muito forte e é muito gostoso! Eu desfilo na escola desde quando fui criada, nós nascemos na comunidade”, comentou Carmem Celia.

O ensaio técnico na Sapucaí também foi a primeira noite para o novo mestre-sala da escola, Vinicius de Jesus, que brilhou ao lado da porta-bandeira Layne Santos.

“Eu estou muito feliz, a escola vem dando todo o suporte para mim e para minha porta-bandeira. Meu primeiro ano como mestre-sala da União do Parque Acari, estou muito feliz! A Layne já estava e eu cheguei para dar todo suporte para ela também e todo apoio. A gente vem fazendo uma parceria super especial, não tenho o que reclamar, ela vem me dando todo o suporte”.

A escola conta com um samba enredo animado como pede o tema, leve e com uma melodia bem para cima, trazendo uma abordagem muito rica, o Bloco Ilê Aiyê desempenhou um papel importante na cultura afro-brasileira e na celebração da diversidade. Reconhecido como patrimônio a cultura da Bahia, o objetivo é lutar contra o racismo e dar representatividade às raízes africanas com a divulgação da arte em geral.

“É a primeira vez que o Parque Acari está na avenida estreando, e a gente tem que agradecer a toda comunidade pelo trabalho, o desempenho, é difícil chegar aqui, mas a escola está fazendo um bom trabalho, a comunidade veio alegre, veio leve, cantou, é um samba leve e a gente vai estar na avenida isso aí ó, levinho”, citou o intérprete Leozinho Nunes.