InícioSérie OuroSérie Barracões: Estácio de Sá aposta na mistura de festejos e religiosidade

Série Barracões: Estácio de Sá aposta na mistura de festejos e religiosidade

Desde 2020 sem desfilar no Grupo Especial, a Estácio de Sá para esse carnaval vem com o enredo ‘São João, São Luís, Maranhão! Acende a fogueira do meu coração’, com o objetivo de retornar às glórias do passado. A intenção do carnavalesco Mauro Leite é explorar a religiosidade dentro do festejo junino de São Luís do Maranhão. Com bastante experiência na Marquês de Sapucaí, Mauro se inspira principalmente em Rosa Magalhães, de quem foi assistente durante muitos anos.

Enredo

A ideia de produzir um enredo sobre São Luís partiu da direção da escola. Mauro ainda não conhecia profundamente a história e a cultura da cidade. A partir da demanda pela construção do enredo, o carnavalesco começou a pesquisar em livros, vídeos e artigos na internet.

Nessa imersão pela cultura do Maranhão, o carnavalesco se interessou na origem do nome de São Luís e na Festa de São João. Segundo Mauro, a riqueza cultural maranhense é muito grande para caber em um desfile. Com isso, a Estácio de Sá irá fazer a homenagem no olhar de São João e São Luís.

“Todo mundo que fala em São Luís pensa em Bumba Meu Boi. É uma coisa muito rica que a gente aqui no sudeste não conhece. Tem vários tipos de Bumba Meu Boi, ritmos (…) Quando eu me deparei com isso, vi que era um mundo muito grande, não tinha nem como colocar tudo isso dentro de uma escola de samba (…) Então eu parti para essa homenagem que é uma visão do alto de toda festa lá embaixo”, disse Mauro.

Religiosidade na Festa de São João

A mistura entre religiosidade e festa será o ponto alto do desfile. Os santos serão representados vendo os festejos juninos do céu. No último setor, São João e São Luís chegarão para festejar ao lado do povo.

“Eu gosto dessa ideia da presença forte da religiosidade misturada com a festa. A gente vai trazer muita coisa de santo misturado com festa. Espero que seja interessante para o público ver os dois santos como se estivessem de corpo presente na Terra”, explicou Mauro.

Inspiração em Rosa Magalhães

No ano de 2022, Mauro teve seu primeiro desfile assinado sem a presença de Rosa Magalhães. Como trabalhou em vários carnavais ao lado de Rosa, o atual carnavalesco da Estácio de Sá se inspira muito nela. Apesar disso, também destacou virtudes em outros carnavalescos.

“Eu trabalhei anos com Rosa, não tem como não ter ela como referência. Mas eu gosto de vários carnavalescos. Acho que todos têm alguma característica que podemos nos influenciar”, falou Mauro.

Conheça o desfile da Estácio

A Estácio de Sá será o quarto desfile no sábado, dia 17 de fevereiro. A escola virá com cerca de 3000 componentes divididos em 20 alas, além de três carros alegóricos, um tripé e mais um elemento cenográfico.

Setor 1: “Eu fiz uma espécie de introdução onde eu dei uma pincelada geral em tudo que o pessoal vai ver no desfile.”

Setor 2: “A história começa a ser contada no segundo setor (…) A gente tem o encontro dos santos no céu.”

Setor 3: “A chegada dos santos na Festa de São João na cidade de São Luís.”

- ads-

Jackson Carvalho, Marcelinho Emoção e Fabão Rodrigues assumem Comissão de Harmonia no Arranco

Para o Carnaval 2025, o Arranco contará com uma Comissão de Harmonia formada por Jackson Carvalho, Marcelinho Emoção e Fabão Rodrigues. Jackson Carvalho começou sua...

Vizinha Faladeira será homenageada com conjunto de Medalhas de Mérito Pedro Ernesto

No próximo dia 23 de abril, a histórica Associação Recreativa Escola de Samba Vizinha Faladeira, uma das pioneiras no cenário do carnaval carioca, terá...

Jorge Silveira exalta preparação da Mocidade Alegre para ganhar duas categorias no Estrela do Carnaval: ‘São Paulo cada vez mais competitivo’

Em 2024, a Mocidade Alegre foi bicampeã do Grupo Especial do carnaval de São Paulo, conseguindo unir beleza e facilidade de leitura para tratar...