Algumas importantes etapas da criação de um desfile de escola de samba serão temas do seminário “Retratos Carnavalescos da Independência”, que vai acontecer no sábado, 5 de novembro, no barracão da Unidos do Viradouro, na Cidade do Samba, Zona Portuária do Rio. O evento, que tem patrocínio da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, foi contemplado pelo Projeto Retomada Cultural 2, com temas voltados ao Bicentenário da Independência, e vai reunir profissionais de alguns setores da escola de Niterói em palestras. Da programação, também consta uma oficina de figurinos, na qual os inscritos poderão criar fantasias inspiradas em enredos que fazem parte da história do carnaval carioca.

Idealizador do seminário, Marcos Salles, de 46 anos, formado em Gestão de Carnaval e que atua na produção de fantasias há 14 anos (como aderecista, coordenador de ateliê e comprador), explica que o encontro foi pensado para profissionais e estudantes da área de moda e design.

“Ainda é grande o desconhecimento em relação à cadeia produtiva que a festa engloba. A maioria não tem ideia de como um desfile de escola de samba toma forma e é capaz de absorver gente com diversas especializações. Por isso, praticamente não existe renovação de mão de obra qualificada no seto”r.

Salles ressalta ainda que, na retomada das atividades nos barracões após um ano sem desfiles por conta da pandemia, muitos profissionais não retornaram.

“Quando começaram os preparativos para os desfiles deste ano, a escassez de mão de obra qualificada foi um problema. Muita gente competente decidiu não retornar, pois tinha arrumado emprego em outras áreas”.

Carnavalesco campeão e mais profissionais gabaritados integram projeto

A programação do seminário vai começar, pela manhã, com palestras que terão os seguintes temas e palestrantes: “Como carnavalizar enredos históricos”, com o pesquisador e jornalista João Gustavo Melo; “Como desenvolver harmonia e direção de carnaval em enredos históricos”, com o diretor de carnaval Alex Fab; “Pesquisa e criação na elaboração coreográfica de enredos de temática histórica”, com Marcio Moura, coreógrafo e professor de dança”; e “Do enredo ao figurino”, com Alessandra Reis, chefe de ateliê da escola, com o figurinista Roberto Monteiro e com o carnavalesco Tarcísio Zanon, que assinou, com Marcus Ferreira, o desfile que deu o campeonato à Viradouro em 2020.

À tarde, haverá oficina de figurinos, com os aderecistas Biano Ferraro, Rogério Sampaio e Waldimir Viana. O encerramento será com um desfile das fantasias criadas pelos inscritos.

As inscrições são gratuitas. Informações: (21) 98597-1478 (Whatsapp), com Marcos Salles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui