InícioGrupo EspecialSegunda noite do Especial define Vila, Imperatriz e Viradouro como favoritas ao...

Segunda noite do Especial define Vila, Imperatriz e Viradouro como favoritas ao título

Beija-Flor supera problemas inicias e não pode ser descartada na disputa pelo caneco

A segunda-feira de carnaval confirmou as expectativas de briga acirrada pelo titulo do Grupo Especial colocando ao menos três escolas com maiores chances de ser acalmada campeã na quarta-feira de cinzas. Vila Isabel, Imperatriz e Viradouro fizeram desfiles com grande qualidade visual e com competência nos demais quesitos. A Vila teve destaque também para comissão e casal. A Imperatriz viu o samba funcionar bastante com canto irrepreensível da comunidade. Já a Viradouro encerrou a noite tecnicamente perfeita e com grandes apresentações do primeiro casal.

Penúltima a passar na Sapucaí, a Beija-Flor chegou a sofrer com um princípio de incêndio na segunda alegoria e outros problemas na concentração, mas superou as adversidades fazendo um desfile de forte apelo popular com destaque para o samba e canto da comunidade nilopolitana. A Portela comemorando o ano do centenário na Avenida teve muitos problemas, principalmente em evolução e alegorias, se colocando fora da briga até das que voltam nas campeãs. Já o Paraíso do Tuiuti calou os críticos e fez um desfile com excelente visual estético, boa leitura e evolução sem grandes problemas, não correndo risco de rebaixamento. Veja abaixo como foi cada desfile.

Paraíso do Tuiuti

O casamento Rosa Magalhães e João Vitor Araújo produziu um desfile com grande apuro visual de uma singeleza e de um domínio do tema que ajudou muito a tornar fácil o entendimento de um enredo muito coeso e divertido. O samba muito elogiado no pré-carnaval teve um rendimento irregular por parte dos componentes. Já a evolução vinha muito bem ao longo de boa parte do desfile, mas pode perder alguns décimos por conta de um buraco formado no início da pista gerado por dificuldades na entrada do último carro. A comissão de frente também passou muito bem. Com o enredo “Mogangueiro da Cara Preta”, o Paraíso do Tuiuti encerrou seu desfile com 67 minutos. LEIA A ANÁLISE DO DESFILE // FOTOS DO DESFILE

Portela

Um sonho que virou pesadelo. Esta é uma forma que podemos definir o desfile da Portela, que deveria celebrar o seu centenário, mas que ficou marcado por uma série de erros em evolução e alegorias. Com uma abertura impactante e emocionante, a escola coloriu os céus com o nome de seus dois principais baluartes e despontou com um canto forte, que acabou afetado pelos problemas na pista. Além disso, quesitos como comissão de frente e mestre-sala e porta-bandeira cometeram “escorregadas” durante apresentações em cabines de jurados, podendo perder pontos preciosos para a agremiação. LEIA A ANÁLISE DO DESFILE // FOTOS DO DESFILE

Vila Isabel

A Unidos de Vila realizou um desfile espetacular na noite desta segunda pelo Grupo Especial do carnaval carioca. Contando com toda a criatividade do carnavalesco Paulo Barros, a azul e branca do bairro de Noel entrou na avenida extremamente feliz e se colocou na briga pelo título, muitos foram os destaques positivos, a começar pela apresentação da comissão de frente coreografada por Alex Neoral e Marcio Jahú, que fez os bailarinos flutuarem em plena avenida, a apresentação do casal de mestre-sala e porta-bandeira, Marcinho Siqueira e Cris Caldas arriscou ao promover uma troca de roupas em frente às cabines de julgamento, porém, em todos os módulos a ideia funcionou e serviu para que o público se entregasse. A comunicação com as arquibancadas foi incrível, a cada alegoria que entrava na Sapucaí, as pessoas paravam para admirar e observar a beleza e os truques, marca registrada de Paulo Barros. Aliás, o conjunto visual foi um dos melhores já desenvolvidos por Paulo em toda a sua carreira, ele derramou sobre a Vila todo o seu talento e bom gosto, a escola saiu da avenida com gritos de ‘é campeã’, e o carnavalesco, que teve sua contração contestada no pré-carnaval, foi aclamado. LEIA A ANÁLISE DO DESFILE // FOTOS DO DESFILE

Imperatriz

No retorno de Leandro Vieira à Imperatriz, a Rainha de Ramos levou para Sapucaí um desfile primoroso na questão estética, com fácil e divertida leitura do enredo e com o samba funcionando muito bem em um excelente estreia também do intérprete Pitty de Menezes. No mais foi bonito ver o resgate que vem acontecendo por esta diretoria com a comunidade que respondeu na Avenida cantando com muita garra e se divertindo no trajeto até a Praça da Apoteose. A comissão de frente retratou o enredo de forma divertida e delirante e o samba também teve uma boa resposta do público. Quarta escola a desfilar na segunda noite do Grupo Especial com o enredo “O aperreio do cabra que o excomungado tratou com má-querença e o santíssimo não deu guarida”, a Imperatriz Leopoldinense encerrou seu desfile com 68 minutos. LEIA A ANÁLISE DO DESFILE // FOTOS DO DESFILE

Beija-Flor

Beija-Flor de Nilópolis convocou a brava gente da baixada e realizou um desfile de forte apelo popular na noite desta segunda-feira pelo Grupo Especial do carnaval carioca. O famoso rolo compressor nilopolitano foi o grande destaque da apresentação, o samba, composto em forma de convocação serviu para impulsionar o desfile da azul e branca e passou de forma avassaladora. Porém, a escola pecou na realização de seus carros alegóricos, quase todos passaram pela avenida com falhas em acabamento, antes do desfile começar, um grande susto tomou conta da concentração, houve um princípio de incêndio na segunda alegoria, os bombeiros agiram rapidamente, mas alguns ferros ficaram à mostra. LEIA A ANÁLISE DO DESFILE // FOTOS DO DESFILE

Viradouro

Tecnicamente perfeito, assim pode ser definido o desfile da Unidos do Viradouro no carnaval de 2023. Sexta e última a desfilar na segunda noite de desfiles do Grupo Especial, a Viradouro apresentou na Avenida Marquês de Sapucaí, o enredo “Rosa Maria Egipicíaca”, do carnavalesco Tarcísio Zanon. Em uma hora e sete minutos, a Vermelha e Branca se destacou pelo bom conjunto estético apresentado, emocionante comissão de frente e alto nível nos quesitos de chão. Primeiro casal realizou fortes apresentações diante dos julgadores e o enredo se desenvolveu bem na avenida. LEIA A ANÁLISE DO DESFILE // FOTOS DO DESFILE

- ads-

Série Prata: Botafogo Samba Clube e Tradição sobem para Série Ouro e vão desfilar na Sapucaí em 2025

A Botafogo Samba Clube e Tradição venceram seus dias de desfiles na Série Prata e conquistaram o acesso para Série Ouro e vão desfilar...

Mocidade anuncia renovação do casal de mestre-sala e porta-bandeira

A Mocidade Independente de Padre Miguel anunciou na tarde desta terça-feira a renovação do casal de mestre-sala e porta-bandeira, Diogo e Bruna, para o...

Série Bronze: Boi da Ilha é a campeã; sobem para Série Prata também o Império de Nova Iguaçu, Alegria do Vilar e Chatuba de...

Por Lucas Santos e Rafael Soares O Boi da Ilha do Governador foi campeã geral da Série Bronze no Carnaval 2024 e garante o direito...