Obra idealizada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, inaugurada em 1984, o Sambódromo da Marquês de Sapucaí completa 39 anos nesta quarta-feira e transformou-se no Templo do Samba, servindo de modelo a vários outros sambódromos construídos em diversos estados brasileiros.

Foto: Divulgação/Liesa

Com as obras concluídas recentemente, ganhou novo recapeamento asfáltico e pintura na pista de desfile, novo sistema de escoamento de águas pluviais e readequação do sistema de prevenção a incêndio, com a instalação de novos hidrantes e sinalização nas áreas de escape, acatando instruções do Corpo de Bombeiros.

“Em nome da Diretoria da LIESA, externamos, mais uma vez, o nosso reconhecimento e os agradecimentos ao Prefeito Eduardo Paes, e à presidente da Riotur, Daniela Maia, pelo carinho dedicado à Passarela do Samba. A eles, as nossas congratulações e o desejo de promover, em abril, um dos Maiores Espetáculos de todos os tempos. Nossas Agremiações estão se preparando com afinco e demonstraram o resultado desse esforço dias atrás, na Cidade do Samba, durante a Abertura do Rio Carnaval 2022. A Cidade do Rio de Janeiro, aniversariante de ontem, ganhou um presente à altura de suas tradições culturais”, disse Jorge Perlingeiro, presidente da Liesa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui