InícioGrupo Especial'Pura cadência' se destaca em ensaio de rua da Tijuca marcado por...

‘Pura cadência’ se destaca em ensaio de rua da Tijuca marcado por organização e boa evolução

A escola realizou seu segundo ensaio de rua mostrando evolução , através de muita organização da direção de carnaval em seus processos

Com muitas caras novas neste 2024, mas ainda alicerçado em alguns pilares que seguem levando a Unidos da Tijuca, a escola realizou seu segundo ensaio de rua mostrando evolução , através de muita organização da direção de carnaval em seus processos, com o carro de som levando bem o samba, tudo isso amparado pela bateria de mestre Casagrande que com muita sobriedade, força e cadência, levou o componente a ter um canto satisfatório do samba e principalmente a fazer uma evolução bastante fluida, espontânea, mesmo tendo algumas alas coreografadas que, na verdade, coroaram o bom desfile da comunidade que participou deste treino mostrando muita alegria e vibração. Um dos destaques da noite, mestre Casagrande explicou mais sobre o processo de trabalho da bateria e enfatizou o esforço que a escola vem fazendo para dar a volta por cima em 2024.

“Já estamos com duas bossas, vamos entrar na terceira bossa, na confecção, a gente está criando uma terceira bossa, e a partir da semana que vem já vamos começar a ensaiar e a partir de quinta-feira que vem já deve estar pronta. Estamos ajustando as coisas, estamos bem, a bateria está bem, o samba está crescendo, agora é ensaio, a comunidade chegar. A comunidade desceu semana passada, hoje desceu mais um pouquinho, e agora é dar sequência no trabalho. O barracão está sensacional, nele não perdemos para ninguém, com todo respeito, ensaiamos terça, de quinze em quinze”, revela o dirigente.

O ensaio ocorreu na Via D1, uma das ruas próximas à quadra da escola. Em pouco menos de 700 metros, o treino começou por volta de 21h40 e teve uma 1h20 de duração. Para o diretor de carnaval Marco Marino a comunidade respondeu bem ao início dos ensaios e já evoluiu bastante de um para o outro.

“Até o dia do desfile tem que estar sempre em evolução, tem que estar sempre em crescente. Para um segundo ensaio, eu acho que a evolução foi cerca de 70 % melhor que no ensaio passado. Acho que isso vem do conhecimento técnico do próprio componente. Fazer o ensaio da forma que a gente faz, com a evolução contínua, em que o componente está sempre se movimentando, brincando, acho que isso ajuda e com a alegria, aparece mais ainda. Hoje, para mim foi difícil apontar um destaque só. A gente viu uma bateria perfeita, uma harmonia bem feita, o carro de som tocando e cantando bem o samba e com educação. Você vê os componentes felizes fazendo aquilo que a gente passou. O destaque hoje vai para a Unidos da Tijuca, vai principalmente para o componente que está acreditando na escola”, aponta o diretor.

Com o enredo “O Conto de Fados”, assinado pelo carnavalesco Alexandre Louzada, a proposta da escola do Borel é fazer uma viagem a Portugal para mostrar diversos aspectos da história do país como fábulas, mistérios e lendas populares. A amarelo-ouro e azul-pavão será a quinta agremiação a cruzar a Avenida no domingo de Carnaval, dia 11 de fevereiro.

Mestre-Sala e Porta-Bandeira

O casal formado para 2024, juntando a experiência de Lucinha Nobre com a juventude do promissor Matheus André, veio para este ensaio vestidos com as roupas em tons mais claros, predominando o branco. Sem a presença da comissão de frente, a dupla teve o privilégio e a responsabilidade de abrir o ensaio da Tijuca desta quinta-feira. E, mesmo, fora, dos lugares em que agremiação estipulou para simular a cabine de julgamento, o casal realizava alguns passos para o público, dando bastante atenção também ao seu deslocamento, com alguns passos, giros, “bandeiradas”. Um destaque, foi um passado típico do “vira”, dança portuguesa , no trecho do samba “Amar o fado…”. Apresentação segura ainda que falte um pouco mais de entrosamento entre os dois e por conseguinte sincronia. Lucinha impôs seu ritmo e Matheus André mostrou seguir.

Harmonia

Comandados por Ito Melodia, badalada contratação da Tijuca para 2024, o carro de som também conta com nomes experientes nas vozes de apoio: Tem Tem Jr, que é primeiro no Império Serrano, Tuninho Jr do Acadêmicos de Niterói, Matheus Gaúcho, que divide o microfone oficial da União de Maricá, além de Maninho, que já cantou no Especial como primeiro ao lado de Leozinho Nunes na São Clemente. O time de vozes foi de grande ajuda, impondo muita força e potência no samba e deixando Ito bastante à vontade para ser o que sempre foi por onde passou, “incorporando” e inflamando os componentes.

“Tivemos essa estratégia de ter vozes experientes no carro de som para reforçar o canto e deixar o Ito mais a vontade, e ter um carro de som seguro atrás deles, aí pegamos pessoas que se destacavam e deixamos só dois que já eram nossos. Pegamos o Tem Tem, o Matheus (Gaúcho), o Tuninho, que já são puxadores só Acesso para dar o reforço e estamos dando conta dos ensaios e isso estamos começando agora, até o dia do desfile, vamos melhorar com certeza”, entende o diretor geral de harmonia da escola, Fernando Costa.

Já o canto da escola, ainda não está em um nível tão empolgante, mostrou evolução, está crescendo e teve destaques em diversas alas. Algumas poucas ainda, se notava, um ou outro componente com a letra. Mas, no geral, há boa expectativa para os próximos testes. Fernando Costa deu a receita para buscar a perfeição no canto.

“Agora é ensaio, começamos semana passada já foi bom. A tendência é crescente. Cada ensaio, a gente vai vendo problemas, defeitos ali, vai corrigindo e quando chegar no dia 14, no ensaio técnico, acredito que vai estar bem melhor e para o desfile vai estar 100%”.

Evolução

Um ponto de muito destaque da noite, pois a Unidos da Tijuca soube mesclar a evolução mais espontânea com algumas alas coreografadas. Uma delas, trazia os componentes fazendo danças típicas portuguesas no trecho “Que o fado vira samba, e o samba vira fado”. Uma das últimas aulas, em determinado momento os componentes se juntavam, formando um único organismo. A escola, em seu treino, não apresentou buracos, realizou bem as paradas para a apresentação, principalmente do casal, já que a comissão de frente não esteve presente. A entrada e saída do recuo foram eficientes, da bateria, tudo de forma bastante organizada e fluída. Legal destacar a velha-guarda vindo ainda no início, logo depois do casal, na cabeça da escola.

Samba-enredo

A obra teve um rendimento bom, impulsionada pelo bom trabalho de mestre Casagrande e seus ritmistas que procuravam colocar a composição em um andamento para favorecer tanto o canto e principalmente para que ela não ficasse arrastada e perdesse suas características de ataque, principalmente na cabeça do samba. Com muita cadência, mantendo o ritmo até o final, a obra acabou gerando uma maior alegria do componente, influenciando na harmonia e evolução. O trabalho de Ito Melodia e do carro de som também ajudou a sustentar o andamento e manter a animação. Os trechos mais cantados foram os dois refrões da obra.

Outros destaques

Milton Cunha gravou antes deste ensaio o quadro “Enredo e Samba” para a emissora detentora dos direitos de transmissão dos desfiles. A rainha Lexa, de visual novo, morena, mais uma vez reinou a frente da Pura Cadência sempre sambando bastante e esbanjando simpatia com a comunidade e seguimentos. O diretor de carnaval, Marco Marino, em seu discurso antes do ensaio, chamou os componentes a responsabilidade no canto, destacando que a escola tem feito a sua parte no barracão. Acompanhando o treino da calçada, no meio do povo, o presidente Fernando Horta parecia gostar do que via.

Veja outras fotos

- ads-

Império Serrano anuncia que Darlin não é mais rainha de bateria da escola

O Império Serrano anunciou nesta sexta-feira que Darlin Ferrattry não segue cono rainha de bateria para o Carnaval 2025. Veja o comunicado da escola. "A...

Carnavalescos da Grande Rio promovem visita mediada em exposição neste sábado

Neste sábado, 02 de março, às 14h, acontecerá uma visita mediada pela exposição "Laroyê, Grande Rio!", em exibição no Museu de Arte do Rio,...

União da Ilha anuncia saída do casal de mestre-sala e porta-bandeira

A União da Ilha anunciou nesta sexta-feira a saída do casal de mestre-sala e porta-bandeira, Thiaguinho e Amanda. A dupla recebeu o prêmio "Estrela...