InícioGrupo EspecialPrimeiro ensaio da Mocidade tem minuto de silêncio, emoção dos componentes e...

Primeiro ensaio da Mocidade tem minuto de silêncio, emoção dos componentes e filho de Wander Pires no carro de som

Independentes ficaram emocionados com o retorno, e, principalmente pelo desenvolvimento do samba-enredo na voz de Wander Pires e da bateria de mestre Dudu

A Mocidade Independente de Padre Miguel fez na noite desta quinta-feira, no solo sagrado da Vila Vintém, Zona Oeste do Rio de Janeiro, o primeiro ensaio para o Carnaval de 2022. Devido aos protocolos, a escola não pode ter todo seu contingente, mas os que foram ficaram muito emocionados com o retorno, e, principalmente pelo desenvolvimento do samba-enredo na voz de Wander Pires e da bateria de mestre Dudu. Na abertura, a Verde e Branco fez um minuto de silêncio pelos mortos por Covid-19.

Ao assumir o microfone, Wander Pires revelou que o filho Vander Pires entrou para o time do carro de som da Mocidade, que é um dos melhores do carnaval. “É uma emoção grande. Estava me preparando para esse momento mais esperado. É muita expectativa. Eu, por exemplo, já estive em dois lugares cantando o samba e ele estourou nas outras quadras. Todo mundo cantando. Foi algo divino, único. Me senti prestigiado, valorizado e minha escola como ela merece ser por todo o público. Todos nós estamos muito honrados. Tenho certeza que o rendimento e a expectativa desse samba será melhor até do que o de 2020, que aconteceu também na Avenida. O samba representa muito para o sucesso do desfile”, disse o intérprete Wander Pires.

Comandante da “Não existe mais quente”, mestre Dudu ressaltou o retorno do público na quadra. “A bateria já está ensaiando há quase dois meses cumprindo todos os protocolos. Infelizmente, a pandemia não acabou, a Mocidade perdeu muitos componentes, mas temos que trabalhar, vai ter carnaval. Não estava mais aguentando ficar parado. Como cria da escola, pisar aqui na Vintém, você fica arrepiado. Esse enredo mexe com a bateria. Passa um filme na cabeça. Aqui tem história. É onde tudo começou e foi um ensaio magnífico ver a comunidade cantando. É diferente a bateria ensaiar com o carro de som e comunidade. Fico emocionado falando de tudo isso, lembrar do meu pai, do mestre André, e falar de Mocidade me deixa com os olhos cheios de lágrimas. É um momento nosso, um carnaval de resposta. Nossa bateria foi muito crucificada, fomos garfados em 2020, está engasgado, esperem a Mocidade”, avisou mestre Dudu.

Diretor de carnaval da Mocidade, Marquinho Marino, falou ao CARNAVALESCO sobre a escolha da quadra da Vintém para o primeiro ensaio e revelou que a verde e branco desfilará com 3500 componentes em 2022. “Essa quadra representa muito para o Intendente. Como era o primeiro, depois de muito tempo, até pelas perdas que tivemos na Covid-19, era mais do que natural vir pra cá. Mexemos mais com o emocional do componente. Aqui está no coração de Padre Miguel. Foi emocionante. Já projetamos todos os ensaios até o dia do desfile. Como vai começar bem mais para o fim do ano, os eventos comerciais, planejamos mais para não termos choques de datas. Esse ano vamos todos os ensaios de quesitos separados para fortalecer a parte técnica. Em janeiro, a gente faz os ensaios de rua e aí junta o que ensaiamos separadamente. Tenho certeza que o resultado vai ser muito melhor dessa forma. Tecnicamente, em termos de canto, evolução e harmonia, vamos fazer a manutenção do trabalho que acontece desde 2017. Esperem que a Mocidade vai estar brigando entre as quatro, já tenho desenhado na minha cabeça com quem a Mocidade briga e aí que nós vamos”, explicou Marino.

Wallace Capoeira, diretor de harmonia da Mocidade, contou o planejamento do trabalho para 2022. “O nosso trabalho é feito em conjunto. É agregar e harmonizar nossa comunidade. Conversei novamente com meus diretores de harmonia e demos o pontapé inicial ao trabalho. Estamos aqui que representa tudo e todos os membros da comunidade. Essa quadra é nossa casa. Quem é Independente de verdade vem para cá. A comunidade nos abraça. Temos uma ideia de deixarmos os desfilantes soltos no desfile, dentro do regulamento, evolução, compactação, para eles brincarem ao máximo. Como diretor de harmonia não posso engessar meu povo”, frisou o diretor, visivelmente emocionado.

Veja fotos do primeiro ensaio da Mocidade

Fotos: Thaise Lima

- ads-

Opinião: Chegou a vez dele! Gabriel David mexeu no jogo do carnaval, plantou novidades e colheu frutos para o futuro

A semana do feriadão de São Jorge marca também uma nova era na Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), através da eleição presidencial,...

Mangueira lança enredo para o Carnaval 2025 na quinta-feira e começa campanha de divulgação

A Estação Primeira de Mangueira está nas vésperas de revelar seu enredo para o Carnaval 2025. Para isso, ao longo desta semana está divulgando...

Mauro Quintaes estreia ‘Quintas Com Quintaes’ na TV Alerj

Fazendo parte das comemorações de seus 20 anos de fundação, a TV Alerj através de seu diretor geral, Luciano Silva, traz para a sua...