InícioGrupo EspecialPresidentes do Grupo Especial do Rio decidem adotar os mesmos critérios de...

Presidentes do Grupo Especial do Rio decidem adotar os mesmos critérios de julgamento usados nos desfiles de 2020

Liga vai hospedar os julgadores e seus acompanhantes em um hotel do Centro da Cidade nos dias dos desfiles

Os critérios de julgamento que serão adotados nos desfiles das Escolas do Grupo Especial no Carnaval 2022 serão os mesmos que foram utilizados no último espetáculo, em 2020. A decisão foi tomada pelos presidentes das agremiações, que compõem a plenária da Liesa.

Coordenador de Julgadores Júlio César Guimarães (à esquerda) começa a organizar o Curso de Julgadores, que acontecerá em janeiro. Foto: Henrique Matos

Resultado do Seminário realizado nas últimas semanas, no mesmo auditório, reunindo carnavalescos, diretores de carnaval, julgadores, presidentes e representantes da Imprensa, foram colocadas em votação as principais sugestões de mudanças apresentadas por este colegiado, destacando-se: o fechamento dos envelopes dos julgadores ao final dos desfiles de domingo; a concessão (facultativa) de 0,1 (um décimo) para a escola que o julgador considerasse a melhor entre as melhores no seu quesito, justificando o motivo de sua escolha; e a validade das notas de todos os 45 julgadores, sem descartes. Todas as sugestões foram discutidas, porém nenhuma teve a aprovação da maioria dos presidentes.

“Continuo considerando a iniciativa vitoriosa, pois foi a primeira vez em mais de três décadas, que a Liesa conseguiu reunir especialistas de notório conhecimento para analisar os atuais critérios de julgamento do espetáculo. Várias dessas propostas continuarão criando expectativa e poderão ser aproveitadas em futuros desfiles”, comentou o presidente da Liesa, Jorge Perlingeiro.

Logo após a decisão, o coordenador de Julgadores, Júlio César Guimarães, adiantou que a próxima providência será levar para a aprovação do plenário os nomes dos 45 jurados que atuarão nos desfiles de 2022. Afirmou que o Curso de Jurados acontecerá em janeiro, com palestras de fixação de critérios de julgamento, reunindo julgadores e representantes das Escolas – entre eles diretores de carnaval, coreógrafos de comissão de frente e casais de mestres-salas e porta-bandeiras, mestres de bateria, etc.

O plenário considerou justa a sugestão apresentada ela Liesa de hospedar os julgadores e seus acompanhantes em um hotel do Centro da Cidade, nas proximidades do Sambódromo, nas duas noites de desfiles (Domingo e Segunda-Feira de Carnaval). Esta iniciativa evitará grandes deslocamentos dos micro-ônibus designados para levar os jurados em casa, no final dos dois dias de espetáculo.

- ads-

Salgueiro oferece curso gratuito sobre Imposto de Renda para Pessoa Física

O Projeto Salgueiro Social, do GRES Acadêmicos do Salgueiro, em parceria com o Centro Universário Internacional Signorelli, dá início neste mês de abril a...

Leia a sinopse do enredo da Portela sobre Milton Nascimento para o Carnaval 2025

Cantar será buscar o caminho que vai dar no Sol Uma homenagem a Milton Nascimento “Só quem toma um sonho Como sua forma de viver Pode desvendar o...

Três novos enredistas se juntam à equipe da Beija-Flor de Nilópolis para o Carnaval de 2025

A Beija-Flor de Nilópolis anuncia a chegada de três novos talentos que formam a equipe de enredistas para o Carnaval de 2025. Bianca Behrenda,...