InícioSão PauloPresidente do Tatuapé enaltece trabalho da equipe e confirma renovação geral

Presidente do Tatuapé enaltece trabalho da equipe e confirma renovação geral

Depois do susto em 2022, Tatuapé leva aprendizado para voltar aos trilhos

O Acadêmicos do Tatuapé viveu um drama durante seu desfile em 2022, um carro emperrou e a escola parou na avenida. Por usar um elemento fora do regulamento, perdeu 0,5 décimos e sofreu bastante na apuração, ficando boa parte entre os dois rebaixados. Porém a escola conseguiu escapar da queda, e leva aprendizados para melhorar na temporada de 2023. O presidente Eduardo Santos conversou com o site CARNAVALESCO e fez uma análise sobre o desempenho da escola.

Foto: Vinicius Vasconcelos/Site CARNAVALESCO

“O grande aprendizado é corrigir sempre as falhas. Nós sofremos um acidente, gravíssimo, com nossa segunda alegoria. Hoje, analisando os resultados, todas as notas, tudo que aconteceu. Chegamos à conclusão de que senão fosse o acidente, a gente estaria sendo campeão do carnaval, ou pelo menos brigando para que isso acontecesse. Claro que isso não tem muito sentido para o que aconteceu. Pois outras escolas tiveram problemas e se não tivessem, poderiam estar na mesma situação que estou descrevendo agora”.

Mas sem deixar o problema de lado, Eduardo Santos foi realista e enfático sobre a situação: “Fato é esse, entramos com meio ponto de penalidade e os 2 décimos que perdemos no único quesito, que perdeu nota, perdemos em função da quebra do nosso carro, segunda alegoria, provocou penalidade, e essa perda. Tirando isso, dos nove quesitos, o Tatuapé fez nota 10 em 8. Então é isso que nos dá a certeza, a possibilidade de falar hoje, com o resultado dado, que realmente era um carnaval vitorioso”.

Apesar da falha que culminou no susto, o Tatuapé vê com bons olhos o desfile de modo geral na temporada de 2022, e o presidente reforçou a dificuldade que está o carnaval paulista. Portanto entrar com meio décimo é algo preocupante, a outra concorrente que também sofreu punição semelhante, a Colorado do Brás, acabou rebaixada para o Grupo de Acesso.

“Foi um desfile tão bom, competente, que mesmo entrando com essa penalidade, conseguimos sobreviver, ficar no Grupo Especial. O que não é hoje em dia, uma tarefa muito fácil. Se você pegar a pontuação da escola campeã para a primeira escola que caiu, a diferença foi de oito décimos, nós entramos perdendo cinco. E perdemos mais dois décimos em função do acidente, então a gente, somando tudo isso, se o acidente não tivesse acontecido, teoricamente, não perderíamos a penalidade e esses dois décimos de nota”.

Voltando a refletir sobre o resultado de 2022, Eduardo complementou: “Nós faríamos 270 pontos, então em cima desse resultado a gente pode ter esse tipo de constatação. Isso não conta, não vale mais, é só análise, não quer dizer nada, o resultado está dado, a gente tem que aceitar, respeitar, e na verdade parabenizar todas as escolas, apesar de todos os pesares, das dificuldades, no nosso último desfile, conseguimos fazer um carnaval muito bonito, emocionante, luxuoso, muita competência, São Paulo deu uma lição de desfile de escola de samba esse ano”.

Devido a mudança no carnaval de 2023, a agremiação da zona leste cantará ‘Tatuapé canta Paraty, patrimônio da humanidade!’. Para 2023, o Tatuapé andou em ‘silêncio’ em suas redes sociais durante bom tempo. Entretanto, o presidente da escola, Eduardo Santos, ressaltou que a equipe está totalmente renovada para a próxima temporada.

“Nossa equipe está totalmente renovada. E não poderia ser por menos, nós fizemos um carnaval, perdemos dois décimos, o único quesito que perdemos nota foi em função do acidente que aconteceu. Não porque mexer, mudar, não tem absolutamente nada a fazer, a não ser exaltar o grupo, elenco, todo mundo renovado. E vamos com todo nosso time, força, com energia da comunidade, vamos mais uma vez para o melhor desfile da nossa vida”.

A única mudança foi da rainha de bateria, Muriel Quixaba, que estava no Morro da Casa Verde, assumiu o posto de rainha da Tatuapé, enquanto Andrea Capitulino virou madrinha de bateria da ‘Qualidade Especial’ do mestre Higor.

O Acadêmicos do Tatuapé venceu dois títulos consecutivos em 2017 e 2018, bateu na trave com o vice de 2016, e o quarto lugar em 2020. Portanto é uma escola em franca ascensão no carnaval paulista e mira voltar aos voos que vinha tendo, e em 2023 estará partindo para território carioca com Paraty.

- ads-

Confira a sinopse do enredo da Imperatriz Leopoldinense para o Carnaval 2025

O texto que apresento como enredo é fruto da escuta. Ele nasce da condição de ouvinte da sabedoria ancestral daqueles que guardam nas palavras...

Unidos de Bangu anuncia enredo em homenagem à resistência da Aldeia Maracanã no Carnaval de 2025

Símbolo de resistência na cidade do Rio de Janeiro, localizada nas proximidades do antigo Museu do Índio e ao lado do estádio do Maracanã,...

Diretor fala do pioneirismo da Mocidade ao abrir a nova terceira noite de desfiles do Grupo Especial em 2025

A Mocidade foi a décima colocada no carnaval deste ano. A expectativa para o próximo carnaval era de participar normalmente do sorteio da ordem...