A Prefeitura do Rio de Janeiro apresentou na manhã desta quinta-feira, no Centro de Operações, na Cidade Nova, o plano operacional para o carnaval de rua de 2024. A folia terá 453 desfiles. A programação conta ainda com 10 megablocos. Por região a divisão é a seguinte: Jacarepaguá (9 desfiles), Barra/Recreio/Vargesn (12 desfiles), Grande Bangu (27 desfiles), Zona Oestre (29 desfiles), Grande Tijuca (60 desfiles), Zona Norte (56 desfiles), Ilhas (34), Centro (128) e Zona Sul (98).

Fotos: Matheus Morais/CARNAVALESCO

“Teremos o aplicativo (App Store e Google Store) com informações do carnaval em geral. Ele estará ligado direto com o Centro de Operações. Terá também a agenda dos blocos”, informou o presidente da Riotur, Ronie Costa.

O chefe executivo do Centro de Operações Rio, Marcus Belchior, explicou a atuação fundamental da coordenação de todas informações e lembrou a parceria com o Waze para divulgação em tempo real dos bloqueios das ruas.

“O Centro de Operações tem a função de coordenar os planejamentos operacionais dos órgãos. São mais de 450 desfiles e que trazem esforço operacional. O COR funcionou muito bem ano passado, principalmente, nos megablocos. As câmeras estão configuradas para acompanharem os blocos. As informações vão estar em tempo real no Waze com todos os bloqueios das ruas em tempo real. No aplicativo do carnaval já teremos novidades. Ele da possibilidade de configurar os bairros de interesse ao usuário. Os turistas vão ter versões em inglês e espanhol”.

Brenno Carnevale, secretário de Ordem Pública do Rio, informou que a dispersão dos blocos para liberação do trânsito e a volta a normalidade seguirá o esquema que deu certo no Carnaval de 2023. Uma novidade nos blocos é a ronda Maria da Penha com participação da Guarda Municipal e da Secretaria da Mulher.

“Nossa atuação por toda cidade tem como foco o ornamento urbano. Vamos zelar pelo comerciante/ambulante, que estará credenciado para esse período, e atenderá o conjunto de regras, como a proibição de garrafas de vidro. A Guarda Municipal vai dar apoio ao trânsito, inclusive, com a sinalização e proibição de estacionamento nas áreas dos blocos. Vamos auxiliar na dispersão dos blocos. É fundamental o retorno a normalidade da cidade após a passagem de cada blocos. Contamos com um efetivo de 3 mil agentes e 60 viaturas necessárias para que a gente possa ter o carnaval com muita organização e segurança”.

O presidente da Comlurb, Flávio, citou o recorde de equipamentos para o trabalho operacional. Vão ter fiscais nos blocos para multar quem fizer xixi nas ruas. O valor das multas para quem fizer xixi na rua é de R$ 773,65 e pequenos resíduos R$ 282,38.

“Estamos bastante fortes para o carnaval de rua. Ano passado fez sucesso e vamos repetir que é ir lavar a rua quando o bloco passar. A novidade é que dobramos o volume de equipamentos. Esse ano teremos a essência de eucalipto”, explicou Flávio Lopes.

Em seu setor de atuação, a CET-Rio terá 38 painéis de mensagens com orientações e mais de 150 trocas de mensagens/dia, 320 operadores por dia nas ruas, mais de 5 mil materiais distribuidos ao longo do carnaval, 20 reboques, 35 veículos operacionais, 49 motocicletas, 900 galhardetes e 36 faixas de orientação do trânsito, e 14 equipes semafóricas por dia com alteração de mais de 450 planos dos semafóricos da cidade.