InícioSão PauloMocidade Alegre apresenta fantasias para o carnaval de 2024 com homenagens para...

Mocidade Alegre apresenta fantasias para o carnaval de 2024 com homenagens para presidente Solange Cruz

‘Festa dos Pilotos’ contou também com apresentação celebrando os 20 anos da presidente à frente da Morada do Samba

A Mocidade Alegre organizou na noite deste domingo a tradicional Festa dos Pilotos em preparação para o Carnaval 2024. O público que compareceu à quadra da Morada do Samba pôde conhecer em primeira mão as fantasias que contarão em alas e nas alegorias a história do enredo “Brasiléia Desvairada – A busca de Mário de Andrade por um país”. O evento foi marcado também por uma homenagem à presidente Solange Cruz pelos 20 anos de sua gestão. A equipe do site CARNAVALESCO esteve presente no evento para saber mais sobre o andamento dos preparativos da atual campeã do Grupo Especial do carnaval de São Paulo para o desfile do próximo ano.

Fotos: Lucas Sampaio/CARNAVALESCO

Compromisso cultural da Morada do Samba para 2024

O carnavalesco Jorge Silveira assumiu o microfone principal da noite para apresentar as fantasias que desfilaram na passarela montada diante do palco principal. O artista explicou o que as vestes da escola pretendem transmitir para o público no desfile da Mocidade Alegre no carnaval do próximo ano.

“Esse ano a Mocidade tem um compromisso cultural com o olhar do poeta Mário de Andrade. A gente vai percorrer o Brasil através de uma viagem que o Mário fez há 100 anos, e a gente vai celebrar a brasilidade através dos relatos de viagem do Mário. Mário é um personagem icônico da cultura paulistana. É um homem que traduz na sua obra o sentimento de ser paulistano, e a gente parte do olhar desse personagem tão importante para passear pelo Brasil e desvendar os recantos que ele descobriu. Então a gente vai de cabo a rabo com as fantasias traduzir brasilidade. A gente passeia pelos folguedos, pelas festas, pelas manifestações, por aquilo de mais rico e natural que o Mário encontrou em cada uma das regiões do Brasil. Então nosso grande desafio é esse, é abrasileirar o Anhembi mais do que nunca no ano em que São Paulo celebra 470 anos. Homenagear o Mário nesse momento, nessa viagem centenária dele é uma forma de louvar São Paulo, de louvar o Brasil e de nos reencontrar com a nossa identidade”, declarou o artista.

Após conquistar o 11º título da escola em 2023 com uma temática que misturou elementos africanos e japoneses, a Mocidade volta os olhares para o Brasil em um enredo com características multiculturais. Jorge contou a estratégia aplicada na elaboração das fantasias para um enredo tão diferente do anterior, e demonstrou otimismo com os resultados obtidos até aqui.

“Eu gosto sempre de trabalhar com leitura fácil. Faço muita questão que o público entenda aquilo que a gente está produzindo e que a minha comunidade entenda com muita força a história que está contando, para que ela seja contada com mais verdade. Meu compromisso primeiro é com a clareza do enredo, que ele possa ser traduzido de maneira literal para todo mundo. Me preocupo muito com a leveza das roupas, com a dinâmica. O componente da Mocidade é aguerrido, mas eu tenho que ajudar ele na Avenida. Nosso trabalho esse ano foi muito pensando nisso, aperfeiçoando algumas coisas do ano passado para esse ano, e acho que a gente conseguiu um bom resultado. Já estamos reproduzindo, já tem várias aulas prontas, graças a Deus. O processo está adiantado e agora é terminar a criança, embalar e ir pra Avenida”, detalhou.

O andamento da preparação para o carnaval de 2024 está com um progresso satisfatório na visão do carnavalesco, que é fruto da maneira como a escola organizou o início dos trabalhos desde o começo do atual ciclo.

“A gente está caminhando muito bem. A Mocidade começou muito cedo, a gente já tinha escolhido o enredo de imediato e eu já apresentei o projeto. Tem uma peculiaridade esse ano, é a primeira vez em toda a história da Mocidade Alegre que a gente começa o dia um de trabalho com 100% do projeto desenhado. A gente entrou no barracão com todas as equipes sabendo sistematicamente o que vai acontecer em cada etapa do processo. Isso facilita a gente para o orçamento, para comprar material, para antecipar os processos, para planejar o desenvolvimento do nosso carnaval. Acho que o que a gente faz esse ano é um aperfeiçoamento do modelo de 2023 para tentar buscar ir além”, disse.

Questionado qual é o segredo para que a Mocidade Alegre consiga repetir no próximo ano a conquista obtida em 2023, Jorge Silveira deixou claro que a missão da escola é superar mais do que as coirmãs com a qual disputará o Grupo Especial em 2024.

“Eu brinco dizendo que todas as escolas de São Paulo têm 13 adversárias esse ano. A Mocidade tem 14, porque ela tem a própria Mocidade Alegre para superar o próprio trabalho que foi feito, e tenho fé que a gente vai dar muito trabalho esse ano”, finalizou.

Uma aniversariante orgulhosa e focada

Antes da apresentação das fantasias que ilustrarão o próximo desfile da escola, a Morada do Samba prestou uma homenagem à sua líder maior Solange Cruz, que comemorou não apenas os aniversários seu e do marido, mestre Sombra, como também completou este ano 20 anos como presidente da Mocidade Alegre. A trajetória da dirigente foi retratada por uma apresentação teatral que contou com crianças recordando seu primeiro desfile pela agremiação como componente e o início de sua gestão, em 2004, quando logo no primeiro ano conduziu a comunidade do Limão a um título de campeã depois de mais de duas décadas.

Solange demonstrou satisfação com as fantasias da escola e elogiou o trabalho dos artistas envolvidos na elaboração, destacando a riqueza dos elementos apresentados.

“Eu gosto porque a gente trabalha em cima da leitura. O que é carnaval é a leitura do enredo. É você mostrar o que cada aula representa. É a hora que você olhar para a fantasia e identificar o que ela representa. Gosto muito do trabalho do Jorge Silveira, acho que ele fez uma estreia incrível com a Mocidade Alegre. O Fabson é uma pessoa que já trabalha com a gente há tanto tempo que ele conhece o gosto da escola. Claro que tem umas coisinhas e outras aí agora que, a gente olhando, eu vou consertar aqui, arrumar ali, mas no saldo geral, no balanço geral, eu gostei bastante do conjunto, do colorido, da alegria, da diversidade, tem muito a ver com o samba e eu estou muito feliz”, declarou.

A presidente também exaltou a celeridade com a qual a Mocidade Alegre está se preparando para o próximo desfile, destacando a importância de respeitar as escolas coirmãs, que também estão em busca de realizar grandiosos trabalhos.

“Graças a Deus está (avançada a preparação). A gente tem poucas alas para fazer, pouquíssimas. Muita coisa do que vocês viram aí já está confeccionado, graças a Deus. Tem coisas que a gente vai fazendo, o sambista gosta de trabalhar até o último momento. Mas quando a gente faz antes, a gente também fica procurando pelo em ovo e querendo pôr mais coisas, arrumar aqui, arrumar ali e isso é muito bacana. Mas acho que o carnaval ele evoluiu de uma tal maneira que ninguém está dormindo. As pessoas só cochilam. Dormir não, só cochilam, e aí todo mundo consegue trabalhar. A gente já viu apresentações aí de grandes pilotos. Vai ser novamente um carnaval super bem disputado e eu jamais menosprezo meu oponente porque as pessoas falam: ‘ah eu não tenho inimigos’. A gente tem oponentes, e o concurso é na pista, na faixa amarela e a gente torce para que todo mundo se dê bem e que a disputa seja sempre acirrada como vem sendo no carnaval de São Paulo, que é décimos, é mínimo, né? Então todo mundo tem que tomar o seu cuidado para poder fazer o melhor”, disse a dirigente.

Solange garante que a comunidade receberá da escola mais um bom trabalho, e demonstra satisfação com a qual o povo da Mocidade Alegre está se empenhando nos preparativos defender o título de campeã do Grupo Especial.

“Da nossa parte, eu acredito que eles podem contar com uma plástica bem elaborada e bem-feita. A parte da comunidade vai ficar para eles, mas eu tenho certeza de que será maravilhosa também porque nos ensaios e na gravação do coro do CD já foi incrível. A gente já está trabalhando tudo isso, fora os trabalhos paralelos que existe. E é isso, a gente deseja boa sorte a todos, mas é claro que a gente também quer estar nessa disputa aí acirradíssima”, concluiu.

A Mocidade Alegre será a terceira escola a se apresentar no sábado, dia 10 de fevereiro de 2024, em desfile válido pelo Grupo Especial do carnaval de São Paulo.

- ads-

Império Serrano anuncia que Darlin não é mais rainha de bateria da escola

O Império Serrano anunciou nesta sexta-feira que Darlin Ferrattry não segue cono rainha de bateria para o Carnaval 2025. Veja o comunicado da escola. "A...

Carnavalescos da Grande Rio promovem visita mediada em exposição neste sábado

Neste sábado, 02 de março, às 14h, acontecerá uma visita mediada pela exposição "Laroyê, Grande Rio!", em exibição no Museu de Arte do Rio,...

União da Ilha anuncia saída do casal de mestre-sala e porta-bandeira

A União da Ilha anunciou nesta sexta-feira a saída do casal de mestre-sala e porta-bandeira, Thiaguinho e Amanda. A dupla recebeu o prêmio "Estrela...