InícioSão PauloIndependente Tricolor apresenta enredo afro que homenageará ‘Agojies’, único exército feminino

Independente Tricolor apresenta enredo afro que homenageará ‘Agojies’, único exército feminino

Agremiação Tricolor aposta em enredo afro com enfoque nas mulheres guerreiras

A Independente Tricolor apresentou na noite do último sábado seu enredo para o carnaval de 2024: ‘Agojie, A Lâmina da liberdade!’, ou seja, homenageará o único exército feminino, que surgiu na África, defendendo o reino de Daomé.

Fotos: Fábio Martins/CARNAVALESCO

Com uma apresentação envolvendo membros da comissão de frente, a Independente apresentou um vídeo no telão com cenas do filme ‘A Mulher Rei’, com atuação da Viola Davis, e ao mesmo tempo no chão ocorreu uma coreografia dos integrantes do quesito. Mulheres entraram e ficaram em uma posição ao centro da quadra durante boa parte da apresentação de 15 minutos. Enquanto outros membros em duas fileiras com velas, caminhavam e cercavam as mulheres fazendo uma espécie de um ritual, por fim dançaram juntos com as mulheres sempre sendo o centro de atenção. Cena marcante no final, uma criança levantando uma espada coreográfica e arrancando aplausos da comunidade.

Carnavalesco explica o enredo

A Independente Tricolor não tem o hábito de cantar um enredo afro, segundo a própria agremiação, será apenas o segundo em sua história, o outro foi em 2015 com “Bravos à Luta”. O carnavalesco Amauri Santos, que vai para o terceiro carnaval seguido na escola da Zona Norte de São Paulo, contou para o CARNAVALESCO sobre a ideia do enredo e como ele surgiu.

“O presidente (Batata) me fez um pedido de um enredo africano para minha surpresa, se é que existe perfil para escola de samba não seria muito o perfil da Independente. Mas para minha surpresa, ele pediu, caí na pesquisa, apresentei alguns enredos para ele e curtiu esse. Na verdade, encontrei as guerreiras africanas as Agojies, e fui buscar um pouco mais, na ancestralidade, passando pelas mães feiticeiras, passei pelas candaces que foram as rainhas guerreiras, essas mulheres que lutaram também pelo seu povo e as Agojies não foram diferentes. Essas Amazonas de Daomé, chamadas, chego até um pouco as mulheres de hoje, fazendo uma homenagem para essas mulheres também guerreiras, mulheres pretas que estão se empoderando e mostrando sua força, buscando sua liberdade. E tentar deixar uma mensagem de futuro que a gente precisa desse olhar para o passado para chegar ao futuro, então nosso enredo é falando de mulheres aguerridas, mulheres pretas, mulheres que lutam pela sua liberdade”.

Aposta ‘diferente’, mas aprovada pela agremiação

Danilo Zamboni é um dos fundadores da Independente Tricolor, e presidente do Conselho, é quem costuma falar representando a diretoria no palco. Após a divulgação do enredo para a comunidade, conversou com o site CARNAVALESCO e mostrou satisfação com tudo que foi realizado.

“Estamos muito felizes. Foi uma escolha do nosso presidente junto com diretoria, carnavalesco e diretora de carnaval. É importante, a Independente mostrar a força da mulher, a mulher preta, guerreira, ‘Agojie, A Lâmina da liberdade!’, a Independente vem muito forte, é um enredo forte. Vem com um samba forte, e nossa comunidade aceitou, vai defender muito esse samba no carnaval 2024”.

Assim como mostrou confiança, o carnavalesco Amauri Santos: “Na verdade é mais um desafio, mas também um momento da Independente mostrar que é grande, gigante, e pode ser versátil, não ficar preso a um perfil de enredo. Mostrar sua versatilidade, e para mim será mais um desafio, topei e vamos embora”.

Momento da Independente e valorização das mulheres

Buscando um enredo diferente do que vem apresentando, a Independente encontrou uma história que valoriza as mulheres, e a ideia é justamente trazer isso, juntar as mulheres guerreiras dos tempos das Amazonas de Daomé e trazer para o atual. Assim, Zamboni analisou como um bom momento para o enredo.

“Esse momento é especial para nossa escola. Pois já passamos por tudo que possamos imaginar em relação a problemas e também a vitórias. É uma escola relativamente jovem perante as demais e já superou tudo. Então nada melhor que neste momento vir com um enredo de guerreiras, de mulheres guerreiras, uma homenagem a mulher, acima de tudo de tudo a mulher. E também a mãe África, e temos todo um trabalho pela frente, a responsabilidade quando começarem a divulgação do samba, dos ensaios, de levar o projeto de 2024 que já é uma realidade. E o importante é que nossa escola está feliz, e motivada. Aqui as pessoas são apaixonadas, é uma escola diferenciada, não é melhor ou pior, mas ela é diferente. As pessoas aqui vestem a camisa mesmo, elas se emocionam, defendem a escola mesmo, respeitamos todos os pavilhões, não só do Especial, mas do Acesso, da UESP, que é importante ressaltar, que todas começaram na UESP”.

Enquanto o carnavalesco Amauri revelou que tem projeto bem encaminhado: “Já tenho um enredo todo montado. Toda montagem de enredo, samba alinhado, já já saindo do forno, como um grande samba, para mim um dos melhores sambas que já trabalhei, espero que seja, se der tudo certo. É encomendado, a escola tem tradição de fazer samba encomendando, já estamos fazendo piloto de fantasia, com a intenção de antes de terminar os pilotos, o presidente já quer começar a reprodução. Quer mostrar um belíssimo carnaval, aguerrido também, forte”.

Samba-enredo já encaminhado

A Independente segue o estilo de sambas já prontos e a promessa é que está bem encaminhado para ser apresentado em breve para a comunidade. Vale ressaltar que houve uma mudança na ala musical, Pê Santana deixou o carro de som, e Chitão estreou oficialmente neste sábado, em sua chegada já conversou com o site CARNAVALESCO.

“Samba muito bom, está praticamente pronto. Vai ser encomendado mais uma vez, a gente está marcando a gravação, o pouco que escutei, parece que o compositor fez para mim sabe? É um samba que tem minha cara, samba alegre, para frente, e tem tudo para dar um espetáculo, vem para brigar pelo título e podem esperar isso”.

Explicando a escolha da comunidade nos últimos tempos, Danilo Zamboni contou: “Normalmente, isso é uma coisa acordada com o presidente, é uma escolha dele junto com a diretoria, tem dado certo. E o que está dando certo, a gente não mexe, procura manter e melhorar. Estamos em um aprendizado constante como da vida, do carnaval, e isso tem dado certo, assim damos sequência. Agradecemos muito ao carnavalesco que está presente e cobrindo mais um evento nosso, fazendo esse trabalho importante a cultura e ao carnaval de São Paulo”.

- ads-

Nícolas Gonçalves acerta com Tucuruvi para fazer parceria com dupla de artistas da escola

Além da renovação de Dione Leite e Yago Duarte, o Tucuruvi anunciou a chegada do carnavalesco Nícolas Gonçalves que estará na parceria com a...

Tucuruvi anuncia renovação de carnavalescos para o desfile de 2025

O Tucuruvi anunciou nesta segunda-feira a renovação da dupla de carnavalescos, Dione Leite e Yago Duarte, para o desfile do ano que vem. Confira...

Elogiado e recomendado no passado por Laíla, Marquinho Marino fala da chegada na Beija-Flor: ‘sei do tamanho e magnitude’

Considerado um dos melhores diretores de carnaval do Rio de Janeiro, Marquinho Marino chegou na Beija-Flor. Em entrevista especial para o site CARNAVALESCO, ele...