No Carnaval de 2025 os desfiles da Série Ouro vão ser abertos por uma escola que pisará na Sapucaí pela primeira vez, na sexta, e, no sábado, por outra que passou dez anos desfilando na Intendente. Botafogo Samba Clube e Tradição iniciarão suas noites de desfile seguidas pelo Arranco, na sexta, e União do Parque Acari no sábado. Durante a noite do sorteio da ordem dos desfiles, o CARNAVALESCO conversou com os presidentes das escolas, em busca de saber o que esperam do Carnaval de 2025, já que antes do sorteio seus lugares já estavam pré-definidos.

Foto: S1 Comunicação/Divulgação Liga RJ

A Botafogo Samba Clube chega à Sapucaí com muita expectativa, e abre o carnaval da Série Ouro com o enredo “Uma gloriosa história em preto e branco”, que contará a história do próprio clube. O presidente da agremiação, Sandro Lima, comentou como é essa chegada a Série Ouro e a desfilar na Sapucaí: “É uma honra. É um prazer, é um sonho. É uma meta realizada, a gente esperou isso desde o primeiro dia de ideia da escola e, graças a Deus, esse ano aconteceu e estamos buscando um espaço no meio dessa galera”.

O presidente prosseguiu falando sobre a relação entre o clube, a SAF, e a escola, inclusive perante a disputa de samba-enredo: “O Botafogo hoje é dividido entre o clube social olímpico e a SAF. A gente tem uma conversa muito boa com os dois. O clube social tem aberto as portas para gente, já teve evento lá e nós faremos nosso concurso de samba enredo lá dentro, em General Severiano. E com a SAF a conversa é muito boa em relação ao futuro, em relação ao próximo carnaval. Em relação a divulgação, a página do Botafogo hoje é pela SAF. Algumas coisas no estádio passam pela SAF. Graças a Deus eles abraçaram a ideia da escola e a gente está vivendo uma parceria bem bacana”.

Por fim, Sandro comentou sobre a possibilidade de alguns jogadores, que passaram pelo Botafogo, desfilarem na escola e aproveitou para falar um pouco da organização que a escola já está tendo em relação ao desfile do ano que vem: “Já entramos em contato com alguns. A gente tem vindo de alguns podcast, de algumas entrevistas, com uma participação na TV Botafogo e tem sempre um ex-jogador participando, sempre animado de participarem. Confesso que a gente está definindo agora lugares, porque a escola está com uma fila de espera de quase mil e quinhentas pessoas para desfilar e a gente está meio sem saber se a gente aumenta, se a gente mantém o jeito que está. Estamos fazendo algumas reuniões a partir disso, conversando com o Alex de Souza para ver o que é que a gente faz. Mas, a gente não quer inflamar muito em relação a camisa, em relação a galera que vem em volta ali, para não atrapalhar o desfile, mas com certeza vai ter muita gente bacana que participou da história do clube desfilando com a gente”.

Tatiana Santos, presidente do Arranco, comentou sobre a escola já vir com uma posição pré-definida, por conta do resultado do último carnaval, mas que ficou muito feliz com a posição por conta do horário: “O Arranco é uma escola que ela gosta de estar sempre no início. O nosso número da sorte é três, mas não foi três, foi dois. A gente está muito feliz, porque a gente já não queria uma colocação mais para a tarde, mas o número que viesse a gente iria abraçar no peito e iria para briga”.

Ela ainda ressaltou que o enredo do ano que vem virá para emocionar quem estiver na avenida, ou em casa, assim como ocorreu no último carnaval: “Eu acho que independente de ter cinquenta milhões de pessoas ou dez milhões de pessoas ou cem milhões na Marquês de Sapucaí, as pessoas que estiverem na Marquês de Sapucaí, todo mundo que estiver assistindo dentro de casa, vai se emocionar. Assim como se emocionaram com Nise da Silveira, vão se emocionar, porque todo mundo tem mãe, quando vê a história linda que vai ser contada, vai ser marcante de qualquer maneira”.

Já na Tradição, a presidente Raphaela Nascimento comentou sobre o retorno da escola à Sapucaí depois de uma década longe da principal avenida de desfiles da cidade, onde vai abrir o segundo dia de desfile, no sábado de carnaval: “A Tradição está muito feliz, está radiante. É o ano dos quarenta anos dela. Após dez anos estar voltando é uma felicidade imensa. O povo de Campinho está muito feliz”.

Em relação a quadra da escola, a presidente comentou que tudo está em processo e que virão novidades em breve em relação a este assunto. Ela também ressaltou que o samba da escola será encomendado: “Vai ser uma surpresa muito grande”.

Acari vai encomendar samba-enredo para 2025

Por fim, a União do Parque Acari, que virá em seguida, já planeja o lançamento do enredo para o fim deste mês, e que se tratará de um enredo focado na cultura musical brasileira, segundo o presidente Dudu, que ressaltou que a escola está buscando um ineditismo em relação ao tema: “A gente vai fugir um pouquinho do que normalmente, a nossa cultura brasileira nos leva ao afro, àquela coisa lúdica, homenagem a alguma personalidade. A gente vai fazer uma coisa inédita, um pouco diferente. É inédita, mas não é tão diferente, vamos falar da musicalidade, da nossa cultura musical. Esse mês vai ter o lançamento dia 30 de junho. O que eu posso adiantar, junto ao CARNAVALESCO, é que vai ser um show de musicalidade. É um enredo musical. A cultura musical do nosso país. Vai ser muito bacana, a gente está acreditando muito nesse enredo”.

O presidente aproveitou para comentar também que o samba foi encomendado: “Já tem samba, já está pronto, que é do Moacyr Luz e Fred Camacho, a gente está com uma parceria muito boa com eles. O samba ficou lindo. E realmente vai ter uma surpresa boa para vocês ano que vem”.