Vencedor do prêmio “Estrela do Carnaval“, na categoria Revelação, Dowglas Diniz, estreante comandando o carro de som da Mangueira em 2023 ao lado de Marquinhos Art’Samba, falou sobre a alegria de vencer a premiação e dedicou ao trabalho realizado em conjunto com os cantores e músicos da Estação Primeira. A festa está marcada para o dia 7 de maio, a partir das 13h, na quadra da Imperatriz Leopoldinense (Rua Professor Lacé, 235, em Ramos), com direito a tradicional feijoada da escola. Valores: Pista: R$ 20,00 (Primeiro lote) e Mesa (4 lugares): R$ 120,00 (Primeiro lote); Feijoada: Antecipado: R$ 30,00 e No dia: R$ 35,00; Reserva: (21) 98317-6137.

Foto: Allan Duffes e Nelson Malfacini/Site CARNAVALESCO

“Eu fiquei muito feliz, gostaria de agradecer a toda a equipe do site CARNAVALESCO, para mim isso é muito importante poder estar honrando o meu trabalho, não só meu, ganhar o Estrela do Carnaval, mas coroar toda essa rapaziada que vem comigo, pois a gente trabalhou bastante. Esse prêmio não é só meu, é de todo mundo, é do morro da Mangueira, é do carro de som e do Marquinhos também, sem esse time eu não conseguiria”, acredita o cantor.

Com um trabalho de alto rendimento no elogiado samba da Mangueira, que tirou só notas dez no quesito, a dupla de intérpretes viu um dos jurados tirar um décimo da harmonia justificando “desencontro do canto com a bateria e com a base harmônica”, além de “por algumas vezes, notas graves do canto não foram atingidas”. Sobre esta avaliação Dowglas preferiu não dar uma definição se considera justa ou injusta.

“É muito complicado falar assim de nota, mas eu falo também feliz, satisfeito de um trabalho que foi feito durante esse tempo todo, a gente conseguiu executar tudo aquilo que a gente vem trabalhando. Agora eu não posso dizer se a gente concorda ou não concorda com esse 9.9. Vamos buscar não chegar a perfeição, mas fazer um trabalho digno de tudo aquilo que a gente ensaia”, concluiu.

Já Marquinhos Art’Samba externou sua discordância com a nota que foi descartada, mas preferiu valorizar o trabalho da escola.

“Foi legal pra caramba, fomos agraciados com esse quinto lugar, em um carnaval dos mais disputados dos últimos anos. A gente nunca concorda com a justificativa porque é o trabalho de um ano todo. Mas, a gente vai procurar acertar, sempre melhorar”, avaliou o experiente cantor.

Em 2023, a Estação Primeira de Mangueira foi a quinta colocada com o enredo “As Áfricas que a Bahia canta”.