Os carnavalescos e os presidentes das 13 escolas de samba do Grupo Especial conheceram nesta quarta-feira, em reunião na sede da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), o projeto da nova iluminação do Sambódromo. A ideia foi bem aceita pelos artistas e dirigentes, mas esbarra em pontos importantes: o primeiro é o tempo para viabilizar os recursos financeiros para a iniciativa (no máximo em uma semana). O segundo ponto é o valor que deverá ser investido em um período em que as agremiações estão na luta incansável por recursos para desenvolverem seus desfiles.

Segundo o site CARNAVALESCO apurou o valor da novidade é de R$ 18 milhões, sendo que a Riotur indica o caminho para que verba saia através da Light, por meio da Lei de Incentivo, que depende do aval do governo estadual. O governador Wilson Witzel já teve participação fundamental no Carnaval 2019, quando apoiou a realização dos ensaios técnicos na Sapucaí (por meio da própria Light pela Lei do ICMS), tão fundamentais para cidade carente de eventos populares, e ainda conseguiu incentivar os desfiles das escolas do Grupo Especial.

Por isso, os presidentes e artistas acreditam na manutenção do apoio do governo Witzel, que deve ser concretizado ainda esse ano, mas estão cautelosos sobre a troca da iluminação da Avenida. A decisão sobre a verba para iluminação que precisa ser feita rapidamente estaria em segundo plano, já que a ordem no momento é ter verba para realizar os desfiles e os ensaios técnicos. Dessa forma, a proposta pode acontecer ainda para 2020, mas pode ser levada para os desfiles de 2021.

O diretor de fotografia de carnaval e entretenimento da TV Globo, Césio Lima, que já fez a iluminação do Sambódromo nos carnavais de 2003 e 2004 (foto abaixo), esteve presente na reunião para apresentar seu projeto. Ao site CARNAVALESCO, ele contou as novidades e que colocadas em prática vão modificar o lado cênico de todos os desfiles. No entanto, ele lembrou que as escolas não precisam se preocupar para 2020, já que se for aprovado o projeto será feito no modo básico, no primeiro ano, justamente para não mexer agora no projeto de iluminação de cada agremiação.

“Nos desfiles de 2003 e 2004 fizemos uma iluminação de show no Grupo Especial. A gente tem de se adequar à realidade e a primeira etapa do projeto consiste em trocar os 12 refletores brancos em 9 de led e 3 RGBs (coloridos apenas para as arquibancadas). Além de cores mais vivas tenho o controle da intensidade, acendimento e posso focar a luz de uma maneira mais uniforme. Cada carnavalesco poderia trabalhar a luz na intensidade que preferir. Poderia ser dado destaque no casal, mexer inclusive com o ritmo da bateria, como se faz em shows de rock”, explicou Césio Lima ao site CARNAVALESCO.

Entusiasta do projeto, o presidente da Riotur, Marcelo Alves, falou que sua ideia é que aconteça ainda para o Carnaval 2020 a mudança na iluminação do Sambódromo.

“Em um mês a gente finaliza, pois é apenas troca. Os carnavalescos entenderam muito bem o projeto. Importante frisar que os refletores que forem retirados serão destinados à área externa do Sambódromo, em escolas públicas que estejam necessitando, em quadras, praças. Trabalhamos com o prazo apertado de uma semana, entre a aprovação da lei e a liberação da verba. Não penso na hipótese de não conseguir. A iluminação do Sambódromo está para ser trocada há mais de 15 anos. Esse é um foco meu desde que assumi a Riotur em janeiro de 2017. Realizamos esse teste com um desses refletores e a potência dele equivale a 12 dos que hoje estão na Sapucaí”, disse.

O presidente da Liesa, Jorge Castanheira, enalteceu o projeto e citou também os telões que fizeram sucesso no Carnaval de 2019 e devem ser mantidos pela Riotur para 2020.

“É um projeto que a gente tem vontade de colocar em prática há muitos anos. O presidente da Riotur se mostrou muito interessado. Os telões no Carnaval 2019 já foram muito importante. Se a gente conseguir superar as dificuldades e encontrar uma saída para essa questão e ver a iluminação do Sambódromo com conceito de modernidade será maravilhoso”, afirmou Castanheira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui