InícioGrupo EspecialComponentes dos Gaviões da Fiel falam sobre a viagens pelo infinito em...

Componentes dos Gaviões da Fiel falam sobre a viagens pelo infinito em desfile no carnaval de 2024

Fiel Torcida levou ao Anhembi diferentes interpretações sobre o que seria o infinito inspirados em clássico samba da escola

Uma viagem para conhecer o infinito passou pelo Sambódromo do Anhembi em 2024 no desfile dos Gaviões da Fiel através do enredo “Vou te levar pro infinito”. A escola se inspirou em um verso do clássico samba campeão do carnaval de 1995 para levar o público para conhecer as diferentes formas de expressão do termo, passando pela clássica visão espacial, críticas sociais, a natureza e, é claro, a paixão pelo Corinthians. Um desfile marcado principalmente pela ousadia dos segmentos iniciais, compostos pela criativa comissão de frente, atuação divertida do casal de mestre-sala e porta-bandeira e o curioso carro Abre-alas, com uma linguagem estética diferenciada.

O Site CARNAVALESCO conversou com representantes de diferentes segmentos dos Gaviões para saber suas impressões a respeito do desempenho da Fiel Torcida na Avenida.

Padinho, presidente, sobre o desfile da escola

“Eu achei maravilhoso. Vou falar a verdade, eu nunca senti tanta emoção na minha vida igual eu senti agora. As pessoas cantando o enredo, e bateu bem o infinito. É infinito só de coisas boas, hoje eu vi só coisas boas e eu estou muito emocionado. Eu estou muito confiante também para nós beliscarmos a quinta estrela do campeonato, e para mim foi uma honra ter passado hoje pela última vez como presidente do Gaviões. Fico feliz e muito esperançoso pela vitória. Você vê que a arquibancada cantou, todo mundo cantou. Eu acho que o ponto alto para mim hoje foi tudo. Ultimamente o Gaviões vinha com carros mais preto e branco, só duas, três cores, e dessa vez mais colorido, bem mais colorido. Fico feliz mesmo, de verdade.”

Ernesto Teixeira, intérprete, sobre o desempenho do samba

“A passagem foi excelente. O samba funcionou como o esperado, como já estava funcionando nos ensaios. O povo veio cantando, a escola compacta. É uma expectativa totalmente positiva. O ponto alto foi o samba como um todo. Aquela partezinha do ‘boom’ ali que levanta a galera, essas coisas são legais nesses sambas de enredo. Os refrões também muito bons. No geral, um samba bom, que ajuda muito a escola.”

Wagner Lima, mestre-sala, sobre o desempenho do casal

“Cara, é um desfile de superação. Eu estou com essa linda e guerreira mulher. Hoje completam 30 dias que a gente começou uma parceria. Começamos a dançar e colocamos no papel o que a gente colocou na pista hoje, que a gente colocou há 30 dias atrás. Tem casais que começaram a trabalhar há 6 meses e em 30 dias colocamos um resultado bom. Conseguimos trazer o que a gente fez nos ensaios, tentamos trazer na pista e foi satisfatório. Foi um desfile lindo, foi bem bacana.”

Carolline Barbosa, porta-bandeira, sobre o desempenho do casal

“Para mim é uma emoção muito grande estar ao lado desse cara, que ele é incrível em todos os aspectos, em todos os momentos. Gratidão, gratidão a Deus. Foi surreal, surreal o tempo que a gente teve, tudo que a gente fez foi incrível. Eu não tenho palavras para expressar a gratidão e o amor que tem tudo isso aqui.”

Sérgio Cardoso, coreógrafo, sobre o desempenho da comissão de frente

“Deu tudo certo. Estava atento às nossas expectativas, a gente ensaiou bastante e agora é esperar pelo resultado. Fizemos um desfile tranquilo. Eu gostei principalmente de quando a gente usou a técnica do ‘bang power’, que são os elásticos em que elas saltam e que dão uma sensação de gravidade, de espaço, de estar voando. Eu acho bem interessante e é bem bonito também.”

Mestre Ciro, da “Ritimão”, sobre o desempenho da bateria

“A gente gostou bastante, acho que foi empolgante. A gente conseguiu fazer tudo o que tinha para fazer para apresentar para os jurados e estamos confiantes na nota. Eu acho que a bateria veio muito segura. A gente conseguiu executar todas as bossas, paramos na frente dos jurados legal para fazer também as apresentações para eles entenderem bacana as bossas. Acho que foi 100%, foi muito bom.”

- ads-

‘Quando o enredo conquista, tende a iluminar o compositor’, diz Claudio Russo, após vencer o Estrela do Carnaval com o samba da Estácio

Claudio Russo, um dos autores do samba-enredo da Estácio de Sá no Carnaval 2024, festejou a vitória no prêmio Estrela do Carnaval, oferecido pelo...

Tinga sobre ter sido vencedor no Estrela do Carnaval como ‘Melhor Intérprete’ de São Paulo: ‘É uma honra ganhar pelo Império’

O intérprete Tinga está totalmente adaptado ao Império de Casa Verde. O carioca chegou ao ‘Tigre Guerreiro’ no Carnaval 2023 e logo se identificou,...

Império da Uva reforça equipe com a contratação de Alcides Kenga como diretor de carnaval

A Império da Uva deu um passo significativo ao adicionar Alcides Kenga à sua equipe como Diretor de Carnaval. Com mais de três décadas...