InícioSão PauloCom samba forte, mestre Carlão e Gilsinho mostram sintonia para 2023; Estreantes...

Com samba forte, mestre Carlão e Gilsinho mostram sintonia para 2023; Estreantes na escola, casal conta sobre trabalho

A Tom Maior nasceu em 1973, são 49 anos de história, e tem brigado pelo seu primeiro título na história com desfiles marcantes em 2018 e 2022. De 2005 para cá, o único ano que não esteve no Especial foi em 2016, quando foi vice-campeão do Grupo de Acesso I. Antes de assumir a presidência da escola, Mestre Carlão revelou para o site CARNAVALESCO.

Fotos: Fábio Martins/Site CARNAVALESCO

“O que posso dizer é que a Tom Maior continua respeitando as dificuldades de fazer um grande trabalho, mas alcançando metas, cronograma está em dia, e pode esperar uma Tom Maior altamente competitiva mais um ano. Nos últimos quatro anos nós empatamos em primeiro lugar em duas oportunidades, e no descarte ficamos em quarto lugar. E pode esperar a Tom competitiva”.

Naquela altura, Mestre Carlão ainda era vice-presidente da agremiação, poucos dias depois viria a assumir a vaga deixada por Luciana, que segundo nota oficial, renunciou por problemas pessoais.

Alinhamento da ala musical e bateria, samba elogiado

Os ensaios são feitos por inúmeros motivos para a comunidade alinhar o canto, os passos, a bateria afinar sua relação com comunidade e a ala musical. O intérprete Gilsinho ressaltou a importância do ensaio de quadra e elogiou o trabalho em conjunto com a bateria Tom 30.

“Exatamente (sobre ensaio de quadra ser para alinhar ala musical, bateria e canto da comunidade), e posteriormente a gente chega para a rua, com tudo alinhadinho, em seu devido lugar. Estamos fazendo um bom trabalho, do carro de som e bateria temos uma integração muito forte, está tudo funcionando e indo bem. O Carlão colocou essa bossa e já funcionou muito bem. Não temos dúvida de nada”.

Seguindo a linha, o mestre Carlão também ressaltou o trabalho e o ensaio de quadra: “A importância é muito grande, o ensaio é onde une a ala musical, que é o canto oficial com a bateria, e o canto das alas. Quanto maior entrosamento for ganhando, isso vai refletir positivamente no desfile”.

O samba-enredo da Tom Maior que cantará: “Um Culto às Mães Pretas Ancestrais” é um dos mais elogiados do período pré-carnaval, pela sua força no recado passado. O intérprete Gilsinho seguiu a onda de elogios e avaliou como a agremiação tem trabalhado em quadra.

“Sempre esperamos fazer o melhor, e espera receber o melhor da comunidade, da bateria, de todo mundo. Então sentimos que o ensaio deu uma evoluída muito grande, deu um salto de qualidade legal, grande, está todo mundo cantando, se divertindo. A comunidade pegou o samba muito fácil, a bateria colocou mais uma bossa e ficou perfeita. Não tivemos dificuldades com essa bossa, é só comemorar, treinar, treinar até o carnaval para a gente fazer um grande desfile e chegar no objetivo”.

Entrosamento do casal

Vindos da Colorado do Brás, o casal Ana Paula Sgarbi e Ruhanan Pontes estão juntos há muitos carnavais, passaram por Unidos do Peruche, Mocidade Unidos da Mooca e Colorado do Brás nos últimos carnavais, colecionando notas 10. O entrosamento é grande, assim como a missão de substituir o casal tradicional, Jairo e Simone que defenderam o pavilhão de 2007 até 2022, e ainda a passagem de 94 até 2003, ou seja, uma vida. O mestre-sala Ruhanan comentou sobre a conexão com a agremiação.

“A Tom Maior é uma escola que acolhe bem o casal, dá para trabalhar tranquilo. Não temos problemas com nada, todo suporte necessário que precisamos, a escola está dando, então fica mais fácil”.

A porta-bandeira Ana Paula complementou sobre o espaço da escola: “O trabalho está fluindo, a energia é leve, é uma escola com energia leve. Então estamos só aperfeiçoando a coreografia como ele falou e rumo ao campeonato”.

Sempre alto astral, Ruhanan chegou a brincar sobre a gravação da Globo: “A Globo chama a gente para o BBB, é isso. Só chamar que a gente vai”. Logo a porta-bandeira questionou o companheiro por conta do reality ser durante o carnaval, e Ruhanan completou gerando risadas do casal: “Eu me elimino antes, peço para sair, Ana Paula vai ensaiando, também vou ensaiando e a gente sai antes”.

O trabalho de um casal é sempre árduo, ensaia bastante durante a semana, faz toda uma preparação para a perfeição durante a apresentação. Como dizem, mestre sala e porta bandeira é o único quesito com nome e sobrenome, frase muito usada por Adriana Gomes, da Mancha Verde. Ruhanan comentou sobre o trabalho e o foco de Ana Paula.

“Estamos ensaiando basicamente uns três meses já, montamos coreografia de cabine. Tanto que no último ensaio já quero ensaiar de 15 em 15, estava ótimo, mas conhecendo minha parceira e ela não vai querer. Então estamos ensaiando duas vezes por semana, tem a coreografia, está tudo batido e agora é pensar em fantasia, o que ajustar e o que não vai”.

A importância do ensaio de quadra na visão do casal

Para Mestre Carlão e Gilsinho, o ensaio de quadra tem seus pontos com a comunidade, entrosamento da ala musical e bateria, sentindo como o samba vai fluindo. Para o casal também segue uma conexão com a comunidade. A porta-bandeira Ana Paula explicou na sua visão como isso é importante.

“A maior importância para mim é a troca de energia que a gente tem com o restante da escola, comunidade. Como entramos esse ano na escola, acabamos conhecendo bastante gente, todo ensaio é um ensaio, eu amo ensaiar, adoro ensaio de quadra, conversar com as pessoas e para mim é de suma importância”.

O mestre-sala, Ruhanan, aproveitou outro ponto para citar o quanto esse momento dos ensaios de quadra que acontecem geralmente semanalmente nas escolas é fundamental para a arte do casal e de uma escola de samba.

“Além disso, o que mais gosto é de poder mostrar para as pessoas o que eu amo fazer. É no ensaio de quadra que as pessoas vão vir aleatórias, pessoas de outros lugares, que vão vir para curtir o ensaio, vão ver a arte do mestre sala e porta bandeira e tento cada vez cativar essas pessoas, para cada vez mais ter gente, ser mais valorizado dentro da escola de samba, ter protagonismo”.

Expectativa é alta na escola

Assim como mestre Carlão comentou sobre a expectativa alta de um bom resultado para o carnaval de 2023, o intérprete Gilsinho seguiu esperançoso sobre o caminho percorrido pela escola.

“Spoiler? Podem esperar um carnaval muito forte, um carnaval com a essência muito boa da escola. A escola está muito animada, empenhada, cantando um samba que é muito bom, então acho que vai dar bom”.

A Tom Maior será a sexta escola a desfilar na sexta-feira, dia 17 de fevereiro, pelo previsto no cronograma, entrará na pista às 4h40.

- ads-

Rodrigo Meiners não é mais carnavalesco dos Gaviões da Fiel

A direção dos Gaviões da Fiel anunciou a saída do carnavalesco Rodrigo Meiners. Confira abaixo a publicação da escola. "Gostaríamos de informar que o carnavalesco...

Viradouro: arte do enredo de 2025 virá de Pernambuco

A arte do enredo da atual campeã do Carnaval do Rio de Janeiro será escolhida através de um concurso cultural promovido pela Viradouro em...

Festa de premiação do Estrela do Carnaval e Destaques do Ano em São Paulo revela espetáculo das escolas de samba

Por Gustavo Lima e Will Ferreira. Fotos de Fábio Martins/CARNAVALESCO Muitos pensam que toda segunda-feira é um dia frio, triste e melancólico. O último 22...