InícioSão PauloCanto forte é destaque de ensaio animado da Independente Tricolor

Canto forte é destaque de ensaio animado da Independente Tricolor

Escola da Vila Guilherme demonstrou ao longo do treinamento que está preparada para surpreender novamente após permanecer no Grupo Especial com resultado expressivo

Por Lucas Sampaio e fotos de Fábio Martins

A Independente Tricolor realizou seu segundo ensaio técnico no último sábado no Sambódromo do Anhembi em preparação para o carnaval de 2024. O forte canto da comunidade foi o principal destaque de um treinamento de alto nível. Os tricolores serão a quarta escola desfilar na sexta-feira dia 9 de fevereiro pelo Grupo Especial de São Paulo com o enredo “Agojie, a Lâmina da Liberdade!”, assinado pelo carnavalesco Amauri Santos.

O ensaio dos tricolores foi marcado por um conjunto praticamente irretocável, embalado por um dos melhores sambas da temporada. A quantidade de acertos em todos os segmentos faz com que as expectativas em torno do desfile da Independente se elevem ainda mais, levando em consideração o já bom desempenho no treino geral da semana anterior.

Comissão de frente

A comissão de frente realizou uma apresentação em dois atos separados por passagens do samba e é composta por dois grupos de mesmo tamanho, um masculino e outro feminino, com uma atriz como protagonista.

No primeiro ato, os dois grupos atuam juntos enquanto a personagem principal fica dentro de um pequeno elemento alegórico que ainda não estava adereçado. A dança dessa parte inicial é em um ritmo forte. Na etapa final, os homens retiram partes da cenografia que lembram escudos, a protagonista enfim se liberta e passa a liderar uma dança com as outras mulheres. Uma atuação impactante embalada pelo animado samba que promete chamar a atenção do público logo no início da apresentação da Independente no dia do desfile oficial.

Mestre-sala e Porta-bandeira

Elegância e confiança foram as marcas da apresentação do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da Independente, formado por Jeff Antony e Graci Araújo. A confiança que a dupla tem um no outro fica clara na execução de giros belos e cravados com vigor e ousadia, sempre respeitando os elementos exigidos da dança. O desempenho impecável do quesito é motivo para animar os tricolores quanto ao dia do desfile oficial. A pista molhada pela chuva, que costuma ser um desafio ingrato para os casais, foi um desafio superado por Jeff e Graci. A dupla falou sobre como foi encarar a intempérie.

“Nós viemos preparados! Nós faríamos o ensaio com fantasia, mas por conta da chuva viemos com o plano B. Para ter essa segurança, estamos com sapatos antiderrapantes. Vimos os casais que passaram e estávamos em prantos por eles. Sabemos que não é fácil, e entramos na Avenida inseguros quando é assim. No decorrer do ensaio sentimos a pista, fomos nos equilibrando, sentimos segurança no sapato e o recado foi dado. Saímos muito felizes, com sensação de dever cumprido”, disse Jeff.

“No começo fizemos mais giros de contratempo, até para entender até onde poderíamos seguir com passos que tem uma condução mais avançada. Eu consegui sentir bastante confiança, só quero ver depois a tinta no cimento, sentir confiança para descer bem. Pegamos apenas garoa, nada de chuva torrencial, então hoje, conseguimos passar conforme o planejado”, afirmou Graci.

A dupla também fez uma relfexão acerca do desempenho geral, apontando os êxitos obtidos ao longo do ensaio.

“Estávamos ansiosos por esse ensaio para saber onde seria delimitado o recuo para a gente, e calhou muito de ser próximo do terceiro jurado. Nesses últimos ensaios, estamos nos preparando para cair em um campo de visão. Conseguimos fluir com a dança em um campo de visão no recuo, e depois emendar em um quarto jurado e saindo inteiro”, disse Graci.

“A gente também fala de sair feliz porque não é fácil desfilar com a pista muito molhada, a gente entra com insegurança. No decorrer da pista, fomos criando essa segurança e pensamos que não era a chuva nem nenhuma adversidade iria destruir o trabalho que está sendo com garra, amor e valentia. Nossa comunidade é guerreira, nós somos e nós merecemos esse momento. Estamos muito, muito felizes”, concluiu Jeff.

Harmonia

A Independente Tricolor chegará para o carnaval de 2024 tendo a própria comunidade como uma forte aliada para suas pretensões. O canto vigoroso foi notável em todos os setores da escola, destacado especialmente pela espontaneidade dos animados desfilantes. O samba é fácil de ser compreendido, fazendo da harmonia dos tricolores um coral bonito de se apreciar. A diretora de carnaval Luciana Moreira fez uma análise geral do desempenho da escola no ensaio.

“Achei que a escola se entregou. Chegamos aqui embaixo de uma mega chuva, não sabíamos como ia ser. Não sabíamos se as pessoas viriam ou não, mas a escola chegou, os pontos principais para melhorar do ensaio anterior para esse a gente conseguiu suprir. É isso, fizemos o trabalho. Para nós foi válido mesmo com chuva”, declarou.

Luciana avaliou os pontos de progresso em relação ao ensaio técnico da semana anterior.

“O que melhorou e como trabalharam na semana. Domingo não tivemos ensaio, pós-ensaio técnico, fizemos reunião na semana, na quarta fizemos reunião de estratégia e planejamento, algumas coisas para poder melhorar e graças a Deus fluiu”, apontou.

A diretora celebrou a participação dos componentes como o ponto alto do ensaio da Independente Tricolor.

“Ponto alto é sempre nossa energia e o nosso samba, os componentes gostam muito, a gente incorpora a energia do enredo e vai dar certo”, completou.

Evolução

O cortejo da Independente Tricolor no geral teve uma boa atuação. As alas tiveram boa separação umas das outras e não houveram aberturas de espaçamento ou efeito sanfona ao longo de toda observação. O único momento em que cabe uma ressalva foi na hora do recuo da bateria. A pequena ala à frente dos ritmistas da “Ritmo Forte” foi um tanto “espremida” na hora da manobra, com direito a alguns esbarrões entre os componentes das duas alas, em uma movimentação perigosa que não pode ocorrer no dia do desfile. A possível causa dessa falha pode estar no pequeno espaço aberto para a execução do recuo, já que o agrupamento diante da bateria ainda estava em cerca da metade da distância percorrida diante da área dos boxes, dificultando desnecessariamente a manobra.

Samba-enredo

O samba é aclamado como um dos melhores do Grupo Especial, e foi um dos principais responsáveis pelo ambiente acolhedor gerado pelo ensaio da Independente Tricolor. Versos fáceis de se cantar, que contam o enredo com didática e trazem a temática afro proposta pela escola de maneira alegre. O desempenho da obra ao longo de todo treinamento foi irretocável nas vozes da ala musical liderada por Chitão Martins, que garante que a chuva não atrapalhou o trabalho da comunidade.

“Nem um pouco! Nem cansada e nem desanimada. A chuva veio para lavar a alma, dar aquela refrescada naquele calor que pegamos na semana passada. A alegria contagiou tanto que até a chuva foi embora! Isso que é importante. A escola passou feliz, alegre, cantando, se divertindo. Bem melhor que na semana passada. Agora, a tendência é acertar os mínimos detalhes, se é que tem para acertar, para no desfile sair com o melhor resultado possível: o título”, afirmou.

O intérprete fez uma autocrítica em relação ao trabalho realidade e celebrou o progresso obtido desde o ensaio técnico anterior.

“A autocrítica desse ensaio técnico é a melhor possível. Semana passada ainda tinha o lance de não estarmos com o som da Avenida. O som sempre chega atrasado lá atrás, mas eu já tinha ficado feliz pela força do pessoal que vinha atrás do carro de som. Todos deram um feedback legal para a gente. Hoje consegui ver os erros que eu tive, passei com menos cacos, e olha que eu já tinha feito menos na semana passada, e hoje fiz ainda menos. Fiz mais na chegada do refrão, na virada do samba e cantei mais, que é o que vão querer da gente. A escola passou bem, o samba ajuda por ser para frente, é alegre, contagia quem está do lado. Agora, é só esperar o desfile e torcer para ser campeão do carnaval”, concluiu.

Outros destaques

A bateria “Ritmo Forte” liderada pelo mestre Cassiano Andrade demonstrou estar à vontade com o samba da escola. O comandante dos ritmistas da Independente Tricolor fez uma análise geral do desempenho do quesito no ensaio.

“A gente conseguiu corrigir, né? A gente fez três ensaios aqui, esse foi o terceiro. A gente fez um sábado passado e um na terça-feira. No sábado passado, a gente errou numa parada e na terça-feira a gente acertou naquilo que a gente errou no sábado. Aí erramos numa coisinha na terça, e hoje a gente já consertou. Pra mim, hoje, eu digo que a gente está preparado para fazer o desfile e entregar um bom resultado para a escola. Eu acho que a análise é essa. Quando você chega no último ensaio técnico, você tem que esperar no mínimo o 100% da sua rapaziada. Às vezes, uma coisa ou outra que você já pode meio que se precaver para o dia do desfile, que a gente tem alguns ensaios de quadra ainda que a gente pode acertar uma coisa ou outra que a gente vai vendo em vídeo e tudo mais”, declarou.

Questionado quanto a como ter um bom samba influencia nos trabalhos da bateria, o mestre fez questão de exaltar a obra que a Independente Tricolor possui para o carnaval de 2024.

“Quando o samba ajuda, cara, o mestre de bateria não precisa fazer muita coisa não. O samba ajuda, a bateria toca com vontade, você não precisa ficar o tempo inteiro com a mão para o alto quando o samba ajuda. É por aí mesmo, o samba ajuda, as bossas empolgam os intimistas. Cada bossa que você faz, cada virada, cada nuance que tem no meio do ritmo, isso empolga o intimista e faz com que a bateria não caia, faz com que o ânimo se permaneça do início ao fim. A bateria vem do início ao fim dando risada e isso para mim já vale bastante”, afirmou Cassiano.

O bom ambiente na bateria da Independente foi celebrado por mestre Cassiano ao falar do que mais gostou no ensaio.

“O ânimo, a felicidade. Para um mestre de bateria eu acho que só de ver a rapaziada tocando com vontade já vale tudo, já vale todo o esforço e o trabalho”, concluiu.

- ads-

Torrão amado quer o décimo título! Diretor deseja que Salgueiro encerre uma das noites de desfiles no Carnaval 2025

Após retornar ao desfile das campeãs em 2024 com o quarto lugar conquistado, o Salgueiro já se prepara para o Carnaval de 2025. Um...

Unidos de Padre Miguel preparada para brilhar e abrir os desfiles do Grupo Especial no Carnaval 2025

A Unidos de Padre Miguel venceu a Série Ouro do Carnaval 2024 do Rio de Janeiro e estará de volta ao Grupo Especial (já...