InícioIntendenteAlegria da Zona Sul realiza desfile irregular com deslizes em Evolução

Alegria da Zona Sul realiza desfile irregular com deslizes em Evolução

Por Luiz Gustavo

A Alegria da Zona Sul foi a décima primeira escola a desfilar na segunda noite de desfiles da Série Ouro, e fez uma apresentação com alguns senões como o desempenho do samba que não sustentou um bom canto da escola, e a evolução com alguns espaçamentos e um ritmo irregular.

Fotos: Divulgação/Superliga

Comissão de frente

A comissão representou os quilombolas e foi um ponto positivo, com uma marcação firme dos passos e uma coreografia mais enérgica, tendo boa execução.

Mestre-sala e Porta-bandeira

O casal obteve um desempenho regular, sem deslizes em sua apresentação, mas sem uma maior movimentação na pista ou um bailado que chamasse a atenção de uma forma mais significativa.

Enredo

O enredo foi desenvolvido de uma forma bem linear e bem dividida, terminando no carnaval e na Alegria da Zona Sul.

Samba-enredo

A correta obra não teve um bom desempenho na avenida, caindo ao longo do seu desfile. O intérprete Hugo Junior e o carro de som tentaram, mas não conseguiram fazer o samba ter maior sustentação durante a apresentação da escola.

Fantasias

Se não eram fantasias suntuosas em termos de beleza, em sua maioria tinham uma concepção que facilitava a leitura do enredo e estavam corretamente acabadas.

Alegorias

Um conjunto de alegorias de nível inferior às fantasias, inclusive com acabamento falho como no abre-alas. A terceira alegoria tinha parca criatividade nos seus elementos.

Harmonia

O samba não rendeu e afetou diretamente a harmonia da escola, que até tentou trabalhar o canto dos componentes e em alguns momentos conseguiu algum resultado, mas no geral foi uma passagem irregular, algumas alas pouco cantaram o samba.

Evolução

A Alegria apresentou uma evolução inconstante durante todo o desfile. Em nenhum momento teve um controle total do andamento em que a escola avançava na avenida, vários espaçamentos foram vistos, inclusive na frente de módulo de jurados como
na segunda cabine.

- ads-

Jorge Silveira exalta preparação da Mocidade Alegre para ganhar duas categorias no Estrela do Carnaval: ‘São Paulo cada vez mais competitivo’

Em 2024, a Mocidade Alegre foi bicampeã do Grupo Especial do carnaval de São Paulo, conseguindo unir beleza e facilidade de leitura para tratar...

Ei Psiu! Emerson Dias comemora chegada no carnaval de São Paulo e estreia levantando comunidade da MUM

A Mocidade Unida da Mooca apresentou seu novo intérprete para o carnaval de 2025, e é Emerson Dias, que fará sua estreia em São...

É a bateria do Zaca! Mestre Serginho se diz contente pela proposta diferente e conquista do Estrela do Carnaval

A “Bateria do Zaca” vive uma fase espetacular. É o segundo ano consecutivo em que a batucada comandada por mestre Serginho conquista os 40...