InícioGrupo EspecialÁlbum do Grupo Especial 2024 recebe elogios das escolas e vice-presidente da...

Álbum do Grupo Especial 2024 recebe elogios das escolas e vice-presidente da Liesa diz que lançamento deve ser no Dia Nacional do Samba

Hélio Motta, vice-presidente da Liesa e presidente da Edimusa (gravadora da Liga), confirma também a intenção de repetir o sucesso do álbum ao vivo gravado nos desfiles

Pela primeira vez sendo gravado na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, em uma sala normalmente usada para ensaios de orquestras, o albúm com os sambas-enredo do Grupo Especial 2024, terá, desta vez, um formato audiovisual, com clipes gravados também no complexo cultural da Prefeitura do Rio. Participaram dos vídeos, além de intérpretes, mestres de bateria e ritmistas, os integrantes do carro de som de cada agremiação, entre coro e cordas, e os compositores. Hélio Motta, vice-presidente da Liesa e presidente da Edimusa (gravadora da Liga) explicou como surgiu a proposta das gravações e detalhou mais informações sobre o projeto.

“A ideia partiu com o sucesso do álbum ao vivo de 2023, que teve uma repercussão muito positiva. É o álbum, hoje, de maior sucesso da história da Liesa. Está nas playlists de todos os sambistas, o pessoal continua ouvindo. Tem como a gente mensurar todo o sucesso com os relatórios das plataformas digitais. E com essa concepção, a gente sentiu que, com o sucesso, o sambista quer realmente uma coisa muito de pegada ao vivo, as pessoas tocando juntas. Acho que o álbum de estúdio tira um pouquinho da energia do pessoal tocando junto. A gente achou que reunindo todo mundo em um mesmo ambiente, conseguiria traduzir melhor essa energia do coletivo que o carnaval tem. E porque vir para cá? Porque a gente está entrando na sala de orquestra. É mais um simbolismo. O samba está entrando dentro de um sala que até ontem era exclusivamente para a aristocracia, agora estamos escutando tamborim, violão de sete cordas, cavaquinho. É mais um ato simbólico”, define o dirigente.

Hélio Motta, vice-presidente da Liesa e presidente da Edimusa (gravadora da Liga). Foto: Divulgação

Em conversa com a reportagem do site CARNAVALESCO diretamente da Cidade das Artes, Hélio Motta contou que a direção do complexo cultural rapidamente abraçou o projeto e tem oferecido todas as condições para a realização de um grande trabalho por parte da equipe.

“A presidente da Cidade das Artes, Dani Santa Cruz, prontamente, adorou o projeto. Está dentro do escopo da prefeitura de popularizar a Cidade das Artes. Para não ficar apenas como um equipamento destinado a músicas instrumentais, eles querem tornar o equipamento algo popular, com eventos populares. Nós já estamos aqui batendo recordes na sala. É a sala de orquestra onde até hoje houve mais pessoas gravando. É o primeiro audiovisual que está sendo feito dentro daquela sala, e pela quantidade de pessoas. Tenho certeza que será um álbum de muito sucesso, porque nós estamos reunindo toda a força do coletivo, reunimos uma equipe muito boa de audiovisual, está todo mundo muito empolgado, e acho que está todo mundo recebendo e transmitindo essa energia, é isso que queremos colocar no álbum”, analisa o vice-presidente da Liesa.

Hélio Motta revelou que a Edimusa trabalha com o prazo de 02 de dezembro, Dia Nacional do Samba, para apresentar o produto final de todas as escolas. O dirigente também expôs que há grande possibilidade de que o lançamento das faixas aconteça em paralelo com a terceira edição do mini desfile na Cidade do Samba.

“Estamos fazendo um audiovisual, será lançado nas plataformas digitais, plataformas de vídeo, e a ideia é que nós façamos o lançamento no Dia Nacional do Samba, e esperamos que no dia também aconteça o mini desfile para que possamos brindar o sambista com um grande evento lá dentro da Cidade do Samba. Há grandes chances de se fazer e a ideia é a data específica para isso, já que é quando que nós costumamos fazer o lançamento do nosso álbum. A ideia é que no dia 02 (de dezembro), todas as faixas já estejam divulgadas, pode ser que nas seis primeiras que nós gravamos aqui, por diferença, a gente lance um EP (lançamento primário de um grupo de faixas em um álbum), e no segundo EP a gente faça um álbum só (já com todas as obras). Vai depender do tempo de mixagem e masterização para a gente lançar tudo no dia 02 de dezembro”, espera o Hélio Motta.

Outro ponto muito questionado pelos sambistas é a possibilidade de que a iniciativa do álbum ao vivo, gravado durante o desfile e bastante elogiado pela crítica e pelos sambistas em 2023, possa ter nova edição em 2024. O vice-presidente da Liesa explicou que a equipe da Edimusa em breve vai se reunir para debater diversos pontos sobre o produto para ter condições de entregar um álbum ao vivo ainda melhor no próximo carnaval.

“Não posso dizer que a gente criou um problema (risos). Mas agora a gente vai ter que fazer todo o ano porque realmente foi muito bom. O grande desafio será a gente manter essa qualidade e estar sempre entregando para o sambista um áudio com muita qualidade como foi feito em 2023. As dificuldades técnicas de se fazer este tipo de iniciativa são muitas, então, após a gravação aqui na Cidade das Artes, a gente vai se reunir para ver o que a gente pode mudar dentro do formato de posicionamento de microfone e outras coisas, para a gente poder aprimorar o que a gente recebe de captação da Avenida e poder facilitar o nosso trabalho de pós-gravação”, concluiu Hélio.

Em 2024, o Grupo Especial do Rio de Janeiro inicia seus desfiles na noite do domingo 11 de fevereiro com a apresentação da Porto da Pedra.

- ads-

Vinicius Pessanha e Jack Pessanha seguem como casal da Acadêmicos de Niterói

A dupla Vinicius Pessanha e Jack Pessanha seguirá defendendo o primeiro pavilhão da Acadêmicos de Niterói no carnaval de 2025. Depois de estrearem na...

Estandarte de Ouro celebra os destaques do carnaval com show de Dudu Nobre

O Prêmio Estandarte de Ouro está de volta para sua 52ª edição, em evento aberto ao público. Realizada pelos jornais O Globo e Extra,...

Laíla é escolhido para ser homenageado no enredo da Beija-Flor para o Carnaval 2025

Luiz Fernando Ribeiro do Carmo, o Laíla, um dos maiores sambistas da história, falecido em 2021, foi escolhido pela Beija-Flor de Nilópolis para ser...