InícioSérie OuroPúblico avalia primeira noite de desfiles da Série Ouro no Carnaval 2024

Público avalia primeira noite de desfiles da Série Ouro no Carnaval 2024

No primeiro dia de desfiles da Série Ouro do carnaval carioca, oito escolas de samba deslumbraram o público na histórica Marquês de Sapuca. O site CARNAVALESCO esteve nas arquibancadas, entrevistando espectadores da Passarela do Samba para obter suas impressões. Entre os destaques, a Estácio de Sá foi mencionada frequentemente pelos entrevistados, apontada como uma das agremiações que enfrentaram maiores desafios na noite. Apesar da adversidade, a escola conseguiu superar as expectativas e deixou sua marca na avenida.

Larissa Mendes, de 30 anos, técnica de enfermagem e torcedora da Estácio falou: “o carro quebrou e parou totalmente, abrindo um buraco na escola, atrasou e vai perder um décimo porque passou do tempo”.

Outra escola que chamou atenção, mas por razões menos favoráveis, foi o Império da Tijuca. Segundo relatos do público, a agremiação teve problemas com alegorias e fantasias. Bruno Gonçalves, de 33 anos, supervisor de TI, comentou sobre os desafios enfrentados pela escola: “Algumas alegorias estavam mal acabadas. Foi triste ver uma escola tão querida enfrentando essas dificuldades durante o desfile”.

A opinião parecida foi compartilhada por Ana Lúcia Almeida, de 72 anos, aposentada, porém observando a questão das fantasias. “A gente vem com aquela expectativa, mas desta vez, a escola passou um sufoco. Veio faltando fantasia. Algumas incompletas”.

No entanto, a noite também foi de inovação e surpresas agradáveis. A nova iluminação da Sapucaí foi notada e apreciada pelos espectadores, que destacaram como essa ferramenta cenográfica, antes exclusiva do Grupo Especial, agora também realça a beleza da Série Ouro.

“Eu fiquei bem surpresa com a nova iluminação. Agora, não são apenas as escolas do grupo especial que podem usar essa ferramenta cenográfica, e isso fez uma grande diferença”, disse Larissa.

Uma outra surpresa veio com o desfile da União de Maricá. A escola, com suas cores vermelha e branca, conquistou o coração do público, sendo frequentemente mencionada pelas pessoas entrevistadas pelo seu desempenho. Nádila Chagas, de 27 anos, psicóloga, expressou entusiasmo com o desempenho da União de Maricá. “Eu fiquei bem surpresa com a Maricá. A vermelha e branco conseguiu conquistar o coração do público com seu desfile emocionante. Curti bastante o samba deles e, sem dúvida, foram um dos grandes destaques da noite para mim”.

Outra surpresa no desfile da Série Ouro foi a Inocentes de Belford Roxo. A escola conseguiu capturar a atenção e o coração de Alessandra Luisa, de 46 anos.

“Cara, assim, foi uma emoção que não dá pra explicar. A escola estava maravilhosa, estava linda. Não tem o que falar, é uma emoção inexplicável”, disse.

- ads-

Tuiuti apresenta direção de carnaval e harmonia para o Carnaval 2025

O Paraíso do Tuiuti apresentou a direção de carnaval e harmonia para o desfile do ano que vem. Veja abaixo a publicação da escola. "O...

Ana Botafogo segue como diretora artística da Imperatriz Leopoldinense

A Imperatriz Leopoldinense, vice-campeã do Grupo Especial do Rio de Janeiro no Carnaval 2024, anunciou a renovação de Ana Botafogo para o desfile de...

Viradouro anuncia mais renovações para o Carnaval 2025

A Viradouro, atual campeã do Grupo Especial do Rio de Janeiro no Carnaval 2024, anunciou mais duas renovações. Seguem na escola os coreógrafos Rodrigo...