Não basta ter samba no pé, para fazer bonito na avenida é preciso cuidar da comunidade que faz parte do dia a dia das escolas de samba. É com essa proposta que o Programa Empoderadas, da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, e a Beija-Flor acabam de fechar uma parceria. A quadra da agremiação em Nilópolis irá ganhar uma unidade em janeiro de 2023.

A proposta é levar um núcleo do Empoderadas, que já funciona em 46 polos em todo o Estado, e atender as mulheres da comunidade com atividades de técnicas de prevenção e enfrentamento a violência contra mulher, rodas de conversa com assistentes sociais, e também atendimento psicólogo e jurídico. Além de acolher e dar suporte para mulheres vítimas de violência, o foco é na prevenção e, por isso, todas as mulheres podem, e devem, participar.

O presidente da Beija-Flor, Almir Reis, destacou a importância do Programa Empoderadas para o acolhimento das mulheres e para a reeducação sobre o que é a violência doméstica e assédio:

“Todos os dias eu recebo mulheres e familiares na quadra com pedido de ajuda sobre situações relacionadas à violência doméstica ou assédio de adolescentes. É algo que não pode mais acontecer, precisamos olhar profundamente a nossa comunidade e espero que a Beija-flor seja um canal de aprendizado junto ao Empoderadas ajudando essas mulheres a sair dessas relações e denunciar seus abusadores”, disse Almir.

O Empoderadas atua com técnicas esportivas de Prevenção e Enfrentamento a Violência contra mulheres por meio dos sinais que antecedem a violência. O Programa, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, é coordenado pela campeã Mundial de Jiu-Jitsu, Érica Paes. E, trabalha com ensinamentos que vão do uso da inteligência emocional a sistemas de autodefesa, abordando técnicas especiais para a proteção e prevenção da agressão, visando resgatar a dignidade, direitos humanos e autoestima da mulher.

Além disso, realiza a promoção e conscientização dos direitos das mulheres, divulgando leis voltadas à proteção; atendimento psicológico (com extensão para os filhos das alunas); cursos de capacitação e qualificação profissional e reiteração aos estudos.

Presente em cerca de 40 municípios do Estado do Rio, com mais de 130 profissionais atuantes, o Empoderadas já atendeu aproximadamente 120 mil mulheres desde a sua criação.

O projeto presta ainda capacitação por meio de workshops com aulas coletivas e técnicas de defesa pessoal, disciplina e fortalecimento de vínculos.  Espera-se como esse trabalho ajudar as mulheres participantes na busca pela autonomia, conhecimento dos seus direitos, acesso aos equipamentos públicos da rede de atendimento às mulheres, quebra do ciclo de violência, restabelecimento de autoestima e empoderamento.

Como se inscrever no Empoderadas

O Polo será coordenado pela professora Monique Bispo, lutadora de Jiu-jitsu, também Coordenadora do Programa e responsável por outros polos de grande destaque como Nova Iguaçu, Belford Roxo e São João de Meriti.

“As mulheres, após a introdução das aulas, começam a mudar seu posicionamento sobre certas atitudes que antes eram vistas como normais, seja no ambiente doméstico ou ambiente de trabalho. Vejo essa influência se refletir na criação de seus filhos meninos que antes não dividiam as tarefas de casa a mãe ou a irmã. Para mim elas renascem como mulher, e principalmente como ser humano quando começam a entender os seus direitos. E principalmente, que não estão sozinhas”, conclui Monique.

Nilópolis já possui outras duas unidades, com o maior número de alunas fixas matriculadas em todo o estado.

O Instagram do Empoderadas @empoderadas.rj tem o link na descrição com as informações de cadastro, é necessário escolher o local mais próximo a sua casa e, quem quiser fazer parte do polo da Beija-flor basta escolher “Beija Flor de Nilópolis”.

Link: https://linktr.ee/empoderadasrj