InícioGrupo EspecialPhelipe Lemos e Denadir Garcia defendem pavilhão da Unidos da Tijuca pela...

Phelipe Lemos e Denadir Garcia defendem pavilhão da Unidos da Tijuca pela primeira vez

O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da Unidos da Tijuca, Phelipe Lemos e Denadir Garcia defendem o pavilhão da escola do Borel pela primeira vez. Os dois, que já são amigos de longa data, dançam juntos pela primeira vez.

Sobre esse encontro, Phelipe destaca que está muito feliz e o fato deles serem amigos ajudou muito no processo, ele ainda pontua que a experiência dela tem aprendido muito com a experiência dela.

“Eu tô muito feliz, eu e Denadir somos amigos há mais de 20 anos, a gente tem uma ligação muito forte, uma amizade muito forte, a cumplicidade é um ponto forte, isso ajudou muito na nossa preparação para o carnaval da Tijuca, fico feliz de poder dançar com uma pessoa que eu já admirava antes, uma pessoa experiente, sou fã do trabalho dela, pegar um pouquinho da experiência dela tá me fazendo muito feliz”, conta Phelipe.

Denadir destaca que o encontro aconteceu na hora certa, apesar da pandemia ter sido ruim, ela acredita que esses dois anos de pausa serviram para que o casal se entrosasse e se conhecesse melhor.

“Dois anos sem carnaval, uma tristeza profunda, mas apesar disso, serviu para que eu e o Phelipe pudéssemos nos conhecer melhor profissionalmente, na vida pessoal já éramos amigos, mas foi bom porque podemos estudar bastante um ao outro, estamos preparadíssimos, graças a Deus”, frisa a porta-bandeira.

A fantasia do casal é toda vermelha, eles contam que representa o próprio fruto do Guaraná, enredo da escola, segundo Phelipe, a fantasia faz composição com a comissão de frente.

“A gente vai vir representando o Guaraná, que é fruto da lenda do Waranã, a comissão de frente vai ter um ato que vai representar o nascimento da fruta, na sequência o casal vem representando a fruta do Guaraná”, conta Phelipe.

Denadir complementa a fala do parceiro e diz que o objetivo deles é devolver notas boas para a Tijuca no quesito, ela acredita ainda que a escola brigará pelo título.

“A gente vem representando a fruta do guaraná, a expectativa é grande, a Tijuca tá muito bonita, a comunidade está com uma força, com uma vontade muito grande de disputar o título, de vir nos desfiles das campeãs, a nossa proposta, é de resgatar uma nota boa de mestre-sala e porta-bandeira pra Tijuca, nós vamos com esse intuito pra avenida e tenho certeza que papai do céu vai nos abençoar”, conta Denadir.

- ads-

Alberto João faz seu balanço do Carnaval 2024

https://www.youtube.com/watch?v=fCZ8MqElUEM Arte em cima da foto de Dhavid Normando/Divulgação Rio Carnaval

Vai e vem do Carnaval SP: Cahê Rodrigues é o novo carnavalesco do Camisa Verde

A semana pós-desfiles foi agitada nas escolas de samba de São Paulo e os carnavalescos de quase todas as agremiações do Grupo Especial foram...

Já de olho em 2025, Colorado do Brás comemora resultado e manutenção do trabalho

O rebaixamento da Colorado do Brás no Grupo Especial de 2022 foi bastante sui generis. A escola foi penalizada em meio ponto por conta...