InícioGrupo EspecialPaes quer criar calçada da fama do samba no Parque Madureira Mestre...

Paes quer criar calçada da fama do samba no Parque Madureira Mestre Monarco

'Ele deixou uma história para a cultura carioca. Vocês têm de ter muito orgulho dele. Vai ser lembrado para sempre', disse

Prefeito Eduardo Paes inaugura a placa em homenagem a Monarco no Parque Madureira – Foto: Marcelo Piu/Prefeitura do Rio

Durante a inauguração da placa que dá o nome do sambista Monarco ao Parque Madureira, ao som da bateria da Portela, escola da qual era presidente de honra, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, revelou que quer criar uma calçada da fama do samba no espaço. Em seguida à homenagem, ele participou da cerimônia de reabertura da Nave do Conhecimento Silas de Oliveira, situada no mesmo local.

“Eu quero a gente transforme o Parque Madureira Mestre Monarco numa calçada da fama do samba. Em breve, a gente vai botar uma grande escultura desse sambista (Monarco). Ele deixou uma história para a cultura carioca. Vocês têm de ter muito orgulho dele. Vai ser lembrado para sempre”, afirmou o prefeito do Rio ao ser referir a Hildemar Diniz, o verdadeiro nome do sambista, falecido no dia 11 de dezembro, aos 88 anos.

Confeccionada pela Secretaria de Conservação, a placa traz não apenas o nome Parque Madureira Mestre Monarco, mas também informações sobre esse ícone da música brasileira, baluarte da Portela e autor de clássicos, como “Coração em desalinho”. Familiares do sambista estiveram presentes à cerimônia, que também contou com a participação da bateria e diversos integrantes da Portela.

“Estamos com o coração muito alegre. Queria agradecer, em nome da família Diniz, ao prefeito Eduardo Paes. Ele transformou esse lugar, que era perigoso de se passar, num grande lazer para a população. E, hoje, eterniza o nome do nosso mestre no Parque Madureira”, disse Mauro Diniz, filho do Monarco.

Responsável pela manutenção do Parque Madureira Mestre Monarco, a Secretaria de Conservação, recentemente, devolveu aos frequentadores a Cascatinha e a Brincadeira d’água, que foram restauradas e voltaram a fazer a alegria de crianças e adultos. Desde janeiro, as equipes da Conservação têm executado vários serviços no local e, por exemplo, todos os brinquedos já passaram por vistoria e têm recebido os devidos reparos.

“É uma honra participar dessa homenagem a um dos expoentes da cultura carioca. Nada mais justo do que imortalizá-lo, também, na placa que identifica este espaço”, frisou a secretária de Conservação, Anna Laura Secco.

- ads-

Beija-Flor de Nilópolis confiante no sorteio da ordem dos desfiles para o Carnaval 2025; Selminha Sorriso quer a segunda-feira

A maior campeã do Sambódromo, Beija-Flor de Nilópolis, tenta se reorganizar depois do oitavo lugar no Carnaval de 2024, o que tirou a escola...

Barracão da Vila Isabel recebe visita de secretário do maior complexo de museus e pesquisa do mundo

O barracão da Unidos de Vila Isabel recebeu na terça-feira a visita de Lonnie G. Bunch III, secretário da Smithsonian Institution, o maior complexo...

Grande Rio deseja vir segunda ou terça de carnaval para buscar segundo título

Após um desfile de muitas inovações, principalmente, em relação ao uso da luz do Sambódromo, a Grande Rio se prepara para 2025, com grandes...