InícioGrupo EspecialO sonho que virou realidade: Pitty de Menezes faz sua estreia no...

O sonho que virou realidade: Pitty de Menezes faz sua estreia no Grupo Especial pela Imperatriz prometendo muita emoção, alegria e diversão

'Minha maior referência todos sabem que é o Dominguinhos do Estácio, foi o cara que mais me ajudou no carnaval, me levantou e colocou para cantar na Viradouro', disse

Quando dava seus primeiros passos como cantor mirim no começo dos anos 2000, Luiz Fellype de Menezes Alves, no seu subconsciente já se projetava para voos maiores. Pitty de Menezes como é conhecido hoje, tem formação musical gospel, toca saxofone e é uns dos intérpretes mais elogiados da nova geração do carnaval. Atuando pela escola Virando Esperança, escola mirim da Viradouro, o garoto foi destaque nos primeiros ensaios. Como todo intérprete tem que ter seu grito de guerra, quando foi gravar o samba em 2007, ele ainda não tinha pensado em nada para o momento, só falava que o seu sonho teria virado realidade, e assim Pitty de Menezes contou como nasceu o seu famoso grito de guerra.

Foto: Nelson Malfacini/site CARNAVALESCO

“Começou na escola mirim da Viradouro. Na minha vida eu sempre coloquei metas e realizações, sempre acreditei que a gente pode realizar sonhos, para isso, tem que correr atrás ser determinado, ter dedicação e humildade que a gente chega e realiza. Como disse antes começou lá na escola mirim no dia que fui gravar o samba em 2007, quando me falaram que precisava gravar o grito de guerra, eu falei: ‘Gente eu não tenho grito de guerra, mas hoje o meu sonho está se tornando realidade. Começou daí, ‘O sonho virou realidade'”.

Ao longo de sua carreira Pitty de Menezes teve grandes inspirações o saudoso Dominguinhos do Estácio foi quem o levou para cantar pela primeira vez no carro de som da Viradouro, porém ele se inspira também em outros grandes nomes do carnaval carioca e não mensurou palavra de admiração para falar de alguns que foram e são importantes para sus carreira.

‘’Minha maior referência todos sabem que é o Dominguinhos do Estácio. Foi o cara que mais me ajudou no carnaval, me levantou e colocou para cantar na Viradouro. Tenho outras também. O Tinga é um cara que dispensa comentários, Wander Pires, Gilsinho, grandes intérpretes”.

Ele falou mais sobre o Gilsinho, destacou sua afinação e fez grandes elogios ao intérprete da Portela. “O Gilsinho também é uma grande referência, agora que o Dominguinhos está no céu, eu acho que um dos caras mais afinados do carnaval do Rio de Janeiro. A gente tem que falar e deixar registrado isso, porque é um cara que é totalmente musical e exemplo para gente que está começando”.

Além de cantor de apoio na Viradouro, Pitty de Menezes passou por outras agremiações como, Unidos da Tijuca e Renascer de Jacarepaguá. Em 2019 foi convidado para dividir o microfone com Luizinho Andanças, na Porto da Pedra, já em 2020 assumiu o posto de intérprete onde pela primeira vez fez o desfile solo na Sapucaí.

Após o desfile de 2022 Pitty pediu seu desligamento da Tigre de São Gonçalo e foi contratado pela Imperatriz Leopoldinense, onde este ano fará sua tão sonhada e esperada estreia na principal categoria do carnaval carioca, o Grupo Especial. Ele falou o que isso representa para sua vida e a expectativa para esta estreia.

‘’Representa muito para mim, chegar no Grupo Especial é a confirmação de um sonho. Este sonho de criança que sempre almejou estar no palco por onde passaram grandes intérpretes, eu estou pisando na passarela do samba no grupo especial, para mim é tudo a realização desse grande sonho. Agora, eu estou ansioso para o grande dia”.

A escola da Leopoldina busca a reafirmação no carnaval carioca, detentora de 8 títulos do Grupo Especial, o último conquistado em 2001, e após um duro golpe em 2019 que foi seu rebaixamento. A Imperatriz voltou logo no ano seguinte ficando em 10° lugar. Pitty explica se esse é o momento certo da sua chegada para a agremiação e da expectativa para o carnaval de 2023.

“No geral é o momento certo, não poderia ser o momento melhor para eu estar aqui na Imperatriz. Acho que Deus faz tudo no momento certo. A escola está e vem forte é uma Imperatriz diferente, que vai arriscar pisar forte nessa avenida”.

Pitty de Menezes já conquistou muitos prêmios e vitorias na carreira, tanto como intérprete, quanto compositor. Ele foi bicampeão na disputa de samba na Mangueira em 2015 e 2016, também no ano de 2016 fez parte do grupo vencedor do samba da Unidos da Tijuca. Como intérprete, além de cantar no carnaval carioca ele também já se aventurou em outras cidades e estados chegando a cantar em Belém do Pará, Minas Gerais, onde conquistou o bicampeonato como melhor intérprete em 2010 e 2011.

Agora, no Grupo Especial, ele não esconde o desejo de conquistar títulos individuais, mas ressalta que o mais importante é a Rainha de Ramos. “A gente tem nossos sonhos e metas, se falar que não tenho sonho de ganhar vou mentir para você, eu quero ganhar prêmio. O meu maior foco é confirmar, poder continuar no Grupo Especial e ajudar a Imperatriz a conquistar o tão sonhado título, levar esse troféu para Ramos é o que mais quero. Prêmio individual é consequência do trabalho bem-feito na avenida”.

Uma equipe só funciona bem com entrosamento, respeito e amizade, ao longo de sua vida Pitty teve a companhia de pessoas especiais que cresceram se desenvolveram e começaram a carreira junto com ele é o caso de muitos integrantes da sua equipe de som, ele nos contou a relação e do dia a dia desse pessoal que o ajuda a levar o samba da Imperatriz. “A equipe do carro de som são três pilares que sempre vou levar comigo, pessoas totalmente profissionais, musicais e amigos, família porque meu carro de som é uma família. A gente conversa, brinca, sai todos os dias. Brigamos também e depois saímos para jantar e resolver essas situações é uma família mesmo, não canso de ressaltar isso. Somos amigos, se você for ver são pessoas que vieram comigo na escola mirim, o Jonathan Fragoso, Lucas Macedo, a Tati, crescemos juntos ela na escola mirim do Estácio, o Chicão também, ou seja, somos todos amigos e isso faz a diferença. Fica mais fácil trabalhar, a gente se entende no olhar. Foi dessa forma que montamos o carro de som”.

A recepção que Pitty de Menezes teve ao chegar na Imperatriz foi excelente. Em pouco tempo já estava ambientado e se sentindo em casa. Com humildade, sabedoria e trabalho ele conquistou uma sinergia enorme com a “Swing da Leopoldina”, do mestre Lolo. O cantor destacou como foi sua chegada e como foi esse encontro com a bateria da escola.

‘’O mestre Lolo é muito receptivo, assim que cheguei na Imperatriz ele me abraçou, olhou para mim e disse, tinha que ser você, vamos juntos e conquistar tudo. Ficou fácil, não tem vaidade ali na Imperatriz, se você for no barracão da escola vai ver alegria, leveza é muito leve trabalhar aqui, não sei nem como explicar, é bom, trabalho com prazer. A bateria me abraçou, cheguei lá já fui recebido com churrasco feito pelos ritmistas, ficamos lá conversando, comendo, essa bateria eu já admirava sempre fui muito fã é um estilo que eu gosto e não tem um segredo, tem a conexão sem vaidade. A gente faz com alegria, se pegar o vídeo do mini desfile vai ver essa alegria, com responsabilidade, mas todos brincando a Imperatriz vai fazer isso, um carnaval sério, mas vamos brincar na avenida e fazer que o publico venha com a gente para brincar também, carnaval é isso”.

A estreia oficial de Pitty de Menezes na Sapucaí vai acontecer na segunda de carnaval, a Imperatriz Leopoldinense será a 4° escola a se apresentar com o enredo ‘O aperreio do cabra que o excomungado tratou com má-querença e o santíssimo não deu guarida’, onde contará historia de Lampião através da literatura de cordel, e como diz o grito de guerra de Pitty de Menezes: “O sonho virou realidade”.

- ads-

‘Quando o enredo conquista, tende a iluminar o compositor’, diz Claudio Russo, após vencer o Estrela do Carnaval com o samba da Estácio

Claudio Russo, um dos autores do samba-enredo da Estácio de Sá no Carnaval 2024, festejou a vitória no prêmio Estrela do Carnaval, oferecido pelo...

Tinga sobre ter sido vencedor no Estrela do Carnaval como ‘Melhor Intérprete’ de São Paulo: ‘É uma honra ganhar pelo Império’

O intérprete Tinga está totalmente adaptado ao Império de Casa Verde. O carioca chegou ao ‘Tigre Guerreiro’ no Carnaval 2023 e logo se identificou,...

Império da Uva reforça equipe com a contratação de Alcides Kenga como diretor de carnaval

A Império da Uva deu um passo significativo ao adicionar Alcides Kenga à sua equipe como Diretor de Carnaval. Com mais de três décadas...