InícioGrupo EspecialMestre Marcão segue no comando da bateria do Tuiuti

Mestre Marcão segue no comando da bateria do Tuiuti

O Paraíso do Tuiuti informou na noite desta sexta-feira a renovação de mestre Marcão para o comando da bateria.

Foto: Allan Duffes e Nelson Malfacini/Site CARNAVALESCO

“Pelo terceiro desfile consecutivo, o comando da @bateriasupersom40 será de Mestre Marcão. O premiado profissional seguirá conosco na temporada para 2024. Avante, Tuiuti”.

Opinião sobre a bateria no desfile de 2023 (Por Freddy Ferreira)

A bateria do Paraíso do Tuiuti fez um ótimo desfile, sob o comando de mestre Marcão. Uma conjunção sonora de altíssimo valor foi exibida, além de paradinhas de impacto musical e plena integração com o samba, sem contar o enredo da escola de São Cristóvão.

A cozinha da bateria exibiu uma boa afinação das marcações, com destaque pro timbre agudo do surdo de segunda. Marcações de primeira e segunda fizeram um cortejo consistente e equilibrado. Surdos de terceira deram um inegável balanço ao ritmo da escola de São Cristóvão. Os repiques foram sólidos e coesos. Caixas de guerra deram consistência musical, graças a um toque executado de forma equilibrada.

A cabeça da bateria contou com uma execução privilegiada envolvendo as peças leves. Uma ala de chocalhos de altíssima técnica exibiu uma sonoridade de imenso destaque musical, inclusive em bossas. O naipe de tamborins fez um trabalho sólido, utilizando a melodia do samba para consolidar seu desenho rítmico. A ala de cuícas contribuiu com o preenchimento da musicalidade com virtude sonora, dando leveza à parte da frente do ritmo da “SuperSom”.

Uma bossa da cabeça deu profunda pressão ao ritmo, gerando um balanço único, complementado por uma retomada sempre bem realizada, puxada por ritmistas do repique mor.

Na sequência da paradinha, no verso “E nesse encontro entre o rio e o oceano” possui um arranjo remetendo ao Afoxé, numa releitura mais moderna, graças ao swing implementado pelos surdos de terceira. O término da convenção é simplesmente requintado, com o trecho “Ê batuqueiro…” sendo pontuado por um movimento rítmico ousado, em cima da divisão silábica do verso do samba. Uma concepção musical refinada.

O destaque musical entre as paradinhas ficou com a do refrão do meio, consolidando um ritmo dançante e envolvente do Carimbó, conforme pede o próprio samba-enredo do Paraíso do Tuiuti. Se revelou um acerto cultural ao dar à música o que ela solicita, sem contar o grau de complexidade da bossa e dificuldade de execução, sempre bem executada nos três módulos. A finalização envolve uma retomada pautada por um solo dos chocalhos fazendo ritmo, demonstrando ousadia.

Apresentação no primeiro módulo recebeu certa ovação do público, além de uma visível boa receptividade por parte dos julgadores da cabine dupla. Na segunda cabine, outro grande momento da “SuperSom” do Tuiuti, numa apresentação limpa, enxuta e de visível qualidade. A exibição no último módulo foi contagiante, arrancando aplausos de público e jurados. Um ritmo cujo maior acerto foi atrelar a cultura musical paraense à sua sonoridade, conforme pedia o samba. Um grande desfile da bateria do Paraíso do Tuiuti comandada por mestre Marcão.

- ads-

Excelência consecutiva no Salgueiro! Nota 80 em Harmonia, Alemão do Cavaco fala do trabalho no carro de som da escola

O samba-enredo do Salgueiro foi muito comentando no pré carnaval, sendo considerado um dos melhores da safra de 2024. A obra ganhou popularidade após...

Unidos de Vila Isabel abre inscrições para cursos gratuitos na quadra

A Unidos de Vila Isabel já está com inscrições abertas para a nova fase do projeto social conduzido por meio do Instituto Celeiro de...

‘Roteiro dos Desfiles’: 15 anos promovendo o carnaval da informação’

O Roteiro dos Desfiles vestiu a fantasia e trouxe seus destaques para mais uma edição exclusiva da publicação mais querida da Sapucaí. Celebrou seus...