InícioGrupo EspecialMarquinho Marino: ‘Trocar de casa nunca é fácil, mas estou muito feliz...

Marquinho Marino: ‘Trocar de casa nunca é fácil, mas estou muito feliz e satisfeito na Tijuca’

Se tem uma coisa que a Unidos da Tijuca fez esse ano, foi reformar sua equipe, e não foi diferente na direção de carnaval. Considerado um dos melhores diretores de carnaval do Rio de Janeiro, Marquinho Marino foi o novo reforço da escola para esse cargo. Atuando na Mocidade de 2017 a 2023, Marino foi fundamental para o último título da Estrela Guia de Padre Miguel e na restruturação da agremiação que vivia um momento difícil na época de sua chegada. Agora, na Unidos da Tijuca, ele garantiu que não mudará nada, mas sim quer somar e agregar, para que assim atinjam seus objetivos juntos.

Fotos: Isabelly Luz/CARNAVALESCO

“Estar aqui na Tijuca representa uma nova página da minha vida, estou realmente muito contente, fui recebido muito bem. Confesso que estava um pouco preocupado, afinal, trocar de casa depois de tanto tempo nunca é fácil, mas esses meses vem sendo maravilhosos. A Tijuca já tem uma equipe bastante sólida, não é à toa que foi tantas vezes campeã de 2010 para cá. São pessoas que já possuem muito conhecimento sobre a agremiação, então eu de fato só cheguei para somar, não vim para mudar nada. A escola em si já é muito grande, e para o carnaval de 2024 fez contratações sensacionais”, garantiu.

Quando perguntado sobre como foi receber o convite de Fernando Horta para compor o novo time de sua escola, Marino confessou ainda estar emocionado com toda essa mudança em sua vida, mas afirmou estar contente e a vontade em sua nova casa. O diretor afirmou estar recebendo todo o suporte do presidente da escola, além de elogiar a tamanha organização.

“Confesso que até agora ainda estou um pouco emocionado, foi uma decisão que nem pensei muito. Eu recebi proposta de três escolas, e logo de primeira não tive dúvidas e fechei com a Tijuca. O presidente Fernando Horta é um visionário, entende muito não só da parte administrativa, mas também do carnaval em si. Ele me dá muito apoio, a equipe é forte e boa, eu respeito muito quem já estava aqui e quem está chegando agora. Minha função aqui é ajudar. Minhas intenções aqui são as melhores possíveis, quero realizar um trabalho bastante técnico”.

A função de diretor de carnaval na Unidos da Tijuca, há algum tempo vinha sendo ocupada pelo diretor Fernando Costa, que também é diretor de harmonia e se subdividia entre as duas funções. Agora com a chegada de Marino, Costa passa a ficar somente com a harmonia. Em entrevista ao CARNAVALESCO, Marino contou como vem sendo trabalhar com o novo parceiro.

“Eu já tenho uma amizade de anos com o Fernando Costa, considero ele um craque. Ele é um cara de diversos títulos no carnaval, inclusive possui mais títulos do que eu”, brincou. Costumo dizer que todo mundo que pisa no barracão, é diretor de carnaval. O Fernando entende demais de harmonia, ter essa dedicação exclusiva fará muito bem a ele. Mais do que dividir função, estamos juntos nessa para somarmos forças”.

Outra amizade que Marino carrega de anos é com o carnavalesco Alexandre Louzada. Juntos no título da Mocidade em 2017, a dupla carrega alguns anos de experiência conjunta. Após a saída de Louzada da Mocidade, a Tijuca está proporcionando o primeiro reencontro dos dois.

“Eu dificilmente não encaixo com os carnavalescos que trabalho, quase sempre tudo flui muito bem, e com o Louzada não seria diferente. Nós trabalhamos juntos em 2017, 2018 e 2019, inclusive brigamos muito em 2019, porque ele queria sair e eu não queria que ele saísse de jeito nenhum. Louzada é um gênio, profissional do mais alto gabarito, inteligentíssimo, além de ser extremamente sensível. Admiro a capacidade dele de saber ouvir. Na construção desse enredo nós conversamos muito, é um prazer muito grande estar novamente do lado de um cara com o coração tão imenso”, completou.

Quanto as novidades para o carnaval de 2024, Marino fez suspense. Mesmo admitindo já terem data para tudo, incluindo o começo dos ensaios. “Posso revelar é que no dia 30 de setembro, já estaremos com três sambas finalistas. Estamos tendo um início de projeto bem mais cedo do que o comum, isso me deixa muito animado e satisfeito. Com esse andamento perfeito e com esse Tijucaprojeto tão promissor do Louzada, só vai dar errado se eu for um idiota”.

- ads-

Após sexto lugar, componentes da Vila Isabel estão de cabeça erguida, cientes dos décimos perdidos no casal e prometendo disputar o título em 2025

A Vila Isabel terminou o Carnaval de 2024 em sexto lugar. A escola apostou na rredição de "Gbalá - Viagem ao templo da criação"....

Casinolobster: Os melhores casinos do Brasil

Os jogos de cassino têm se tornado cada vez mais populares no Brasil, e com isso, surgem diversas opções de cassinos online para os...

União da Ilha anuncia saída do intérprete Nêgo

A União da Ilha anunciou nesta segunda-feira a saída do intérprete Nêgo. O cantor chegou na escola para o Carnaval 2024. Ele vinha de...