Em noite de casa cheia, a Imperatriz Leopoldinense coroou, na sexta-feira, a jovem Maria Mariá como sua nova Rainha de Bateria. Aos 20 anos, Mariá se torna a mais jovem rainha leopoldinense. Para a estudante de comunicação da UFRJ, e moradora do Complexo do Alemão, o momento ficará para sempre na memória. * VEJA AQUI FOTOS DA COROAÇÃO

Fotos: Nelson Malfacini

“É um dia inesquecível e que vou lembrar pro resto da minha vida. Espero representar muito bem minha comunidade ao longo desse reinado. Hoje sou apenas emoção”, declara a rainha.

Leandro Vieira, carnavalesco da Imperatriz e idealizador da coroa banhada à ouro em formato de boné com a sigla CPX, falou sobre a criação carinhosamente destinada à nova rainha como uma homenagem à comunidade e ao território que abraça a escola.

“Coroas são símbolos de poder. A que agora está sobre a cabeça da Maria é uma coroa que se estende para outras cabeças como sinal de poder coletivo. É uma coroa popular: por ser comum a tantos, ela é singular. Sobre sua cabeça, o complexo e a Imperatriz. Sua territorialidade banhada a ouro e cravejada de pedras brilhantes”, afirma o artista.

Referência no mundo do samba, Evelyn Bastos recebeu o convite da presidente da Imperatriz, Cátia Drumond, para coroar a jovem Mariá Mariá.

“Emoção inexplicável! Hoje é mais um dia de vitória na busca do protagonismo preto feminino no samba. É um marco para celebrarmos juntas essa coroa para uma mulher periférica”, declara Evelyn.

As rainhas Bianca Monteiro, da Portela, e Lorena Raissa, da Beija-Flor, também estiveram presente na quadra e participaram do cerimonial.