InícioGrupo EspecialLeonardo Bessa lança nova música e desabafa: 'Falta muita empatia com o...

Leonardo Bessa lança nova música e desabafa: ‘Falta muita empatia com o sofrimento do setor das artes e música’

A pandemia segue cruel com os sambistas. Sem shows, eventos, ensaios e desfiles é preciso se reinventar e lutar pela sobrevivência. Além de cuidar da saúde, eles necessitam de novos caminhos para levarem o pão de cada dia para casa, afinal, com mais de um ano de Covid-19, nenhum auxílio efetivo foi dado para os nossos produtores de cultura. Assim, o intérprete Leonardo Bessa, do Tucuruvi e Renascer de Jacarepaguá, preparou a música “Indestrutível” e lançou nesta sexta-feira da Semana Santa. Ao site CARNAVALESCO, o cantor falou sobre o momento. * VEJA AQUI O CLIPE

“Estou tentando a cada dia me reinventar mas sem abandonar a arte que eu amo tanto e acredito. Estamos vivendo um tempo muito estranho, as pessoas, apesar da pandemia, não conseguem entender a dor e as dificuldades desse setor tão massacrado das artes e da música. Falta muita empatia com o nosso sofrimento”, disse.

Perguntado sobre os posicionamentos dos colegas Wantuir Oliveira e Neguinho da Beija-Flor sobre as dificuldades dos sambistas, Bessa frisou que muita gente está sofrendo e precisa ser ouvida e cuidada com atenção.

“Acho que quando ícones dessa grandeza se pronunciam, a tendência é que a situação fique mais exposta e tenha mais atenção. É importante que não se calem e que se façam ouvir pois tem muita gente sofrendo com falta de apoio e sendo julgadas covardemente por quem não entende a natureza da nossa atividade profissional”.

Ele explicou o que significa o título “Indestrutível” da música composta por Neném Chama e Leandro Saramago. A produção caprichou no clipe. Um dos pontos escolhidos foi a a escadaria da Igreja da Penha, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

“Indestrutível é a nossa fé, a nossa esperança em acreditar que a intervenção divina pode guiar os passos da nossa vida em todos os momentos, sobretudo, nesses tempos tão difíceis que estamos atravessando. O clipe foi gravado em três partes. Nos estúdios da Som Livre gravamos com os meus músicos. A segunda parte em parceria com o Renê, da Leme Filmes, procuramos um lugar que representasse bem essa busca pelo milagre e a escadaria da Igreja da Penha traduz muito bem esse sentimento. E a terceira parte fizemos tomadas aéreas com um drone em alguns lugares emblemáticos no Rio, como o Cristo Redentor, a Igreja da Penha e outros pontos da cidade. Aliás, quero agradecer ao Padre Tiago Sardinha da Igreja da Penha e ao Ronaldo do Cacique que nos acompanhou nessas gravações”.

- ads-

Flávio Campello celebra prêmio Estrela do Carnaval de 2024 da Tom Maior: ‘Nossa escola tem uma alma guerreira’

No carnaval de 2024 a Tom Maior realizou no Sambódromo do Anhembi um desfile que se destacou pela exuberância plástica. A criatividade no uso...

Rock in Rio e Diogo Nogueira levam projeto do Clube do Samba para o Global Village

Novidade na Cidade do Rock, o Global Village vai emocionar todo o público presente nesta edição que celebra os 40 anos de história do...

Wallace Palhares explica andamento das conversas para construção da Cidade do Samba 2

Presente na festa de premiação do Estrela do Carnaval 2024, no domingo, no Imperator, no Méier, o presidente da Liga-RJ, Wallace Palhares, discursou na...