A parceria de Moisés Santiago, Líbero, Serginho do Porto, Celino Dias, Aldir Senna, Orlando Ambrósio, Gilmar L Silva e Marquinho Bombeiro foi apontada por 68,3% dos votos dos leitores como a favorita para vencer a disputa de samba-enredo do Salgueiro para o Carnaval 2023. * OUÇA AQUI OS SAMBAS FINALISTAS

A parceria de Moisés Santiago, Líbero, Serginho do Porto, Celino Dias, Aldir Senna, Orlando Ambrósio, Gilmar L Silva e Marquinho Bombeiro ficou com 20,6% e a parceria de Pedrinho da Flor, Arlindinho, Demá Chagas, Leonardo Gallo, Gladiador, Vanderlei Sena, Ramon Quintanilha e Renato Galante com 11,1%.

Foto: Anderson Borde/Divulgação Salgueiro

A Academia do Samba vai definir nesta terça-feira, véspera de feriado, o hino oficial para o carnaval 2023. Depois de receber 19 inscrições em setembro, três parcerias chegam à grande final do concurso: Pedrinho da Flor, Moisés Santiago e Marcelo Motta. Em 2023, o Salgueiro vai levar para a Sapucaí o enredo “Delírios de um paraíso vermelho”, desenvolvido pelo estreante na Academia, o carnavalesco Edson Pereira, que busca realizar uma valorização da liberdade de expressão mostrando que o paraíso cada um é que constrói o seu.

O Salgueiro busca sua décima conquista no Grupo Especial e em 2022 ficou na 6º colocação. O esquenta da grande final realizado pelo site CARNAVALESCO começa às 21h e a partir da meia noite, cobertura total da disputa e da festa da escola pelas redes sociais.

Animado com a disputa de sambas, o presidente André Vaz projeta, a partir da escolha de um grande samba-enredo, a busca do Salgueiro pelo título do carnaval que não vem desde 2009.

“Desde que a gente entrou aqui, desde o primeiro dia, o intuito sempre foi disputar o carnaval, esse é o DNA da escola, é o DNA do Salgueiro e vamos trabalhar para que cada dia possa melhorar. O carnaval hoje está muito disputado, então a gente tem que estar muito bem em todos os quesitos, samba, harmonia, todos os quesitos, para que a gente possa buscar esse título tão sonhado”.

Em sua primeira final como diretor de carnaval do Salgueiro, Julinho Fonseca comentou o que na sua opinião não pode faltar no samba vencedor. “No início da disputa, o Salgueiro foi até um pouco criticado pela safra, mas a proposta é outra, a tendência é outra, então o enredo é super diferente de tudo que já passou no Salgueiro. O samba hoje tem que estar dentro do enredo, dentro da melodia que a gente está precisando, andamento, tudo tem que ter a cara do Salgueiro e qualquer uma das finalistas que for escolhida está pronta para ir para a Avenida”.

Em 2023, o Salgueiro será a quinta escola a pisar na Sapucaí na primeira noite de desfiles do Grupo Especial.

Serviço:
Final de Sambas GRES Acadêmicos do Salgueiro
Data: 11 de outubro, terça-feira
Horário: a partir das 20h30
Valor: R$ 50 (pista); mesas com 04 lugares R$ 50; camarotes a partir de R$ 800 (laterais)
Classificação: 18 anos
Local: quadra do Salgueiro (Rua Silva Teles, 104 – Andaraí)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui