InícioSão PauloJurados relatam falhas em acabamento nas alegorias da Tatuapé

Jurados relatam falhas em acabamento nas alegorias da Tatuapé

Dois dias após a divulgação do novo modelo de gestão, a Liga das Escolas de Samba de São Paulo publicou as justificativas dos julgadores do carnaval de 2020. A Acadêmicos do Tatuapé, que liderava a apuração até a leitura do quesito alegoria, perdeu décimos importantes, e fez com que a escola caísse para a quarta colocação. O CARNAVALESCO detalhou as justificativas dos jurados que despontuaram a agremiação.

Lembrando que, a nota de um jurado foi desconsiderada por postura inadequada no momento da avaliação.

O jurado Emilliano Alves, localizado na torre 04, citou má qualidade na pintura das engrenagens do carro 02 e acabamento enrugado nos balões do carro 03. Despontuou dois décimos. Já o jurado da torre 09, Carlos Alberto, alegou falhas de pintura nas esculturas dos escravos e problemas com a proporção dos braços da alegoria 02. Na alegoria 04, o julgador citou outra falha de pintura na lateral. Despontuou um décimo. Como não houve descarte, as três notas, inclusive o dez do primeiro julgador, foram consideradas na somatória final.

Confira na íntegra a justificativa dos jurados

Emilliano Alves de Freitas Nogueira – “A escola apresentou falhas no ponto de avaliação execução. Na parte avaliação realização, observou-se que no carro 2 (minuto 0:26) a pintura em dourado que fazia arremate das esculturas de engrenagem tinha uma qualidade ruim de execução das peças. Conforme o manual do julgador, esse é um problema de realização, penalizando a escola em 0,1. No ponto de avaliação der acabamento, observou-se que no carro 03 (minuto 0:33) os revestimentos de todas as esculturas de balões possuíam acabamento enrugado. Pela quantidade de peças com falhas de acabamento (08 balões grandes, além dos pequenos), essa é uma falha grave (pontos de ocorrência).  Conforme o manual do julgador, 3 pontos de ocorrência em acabamento penaliza a escola em 0,1. Assim, somando 0,2 pontos de penalização, a nota da escola é 9,8”.

Carlos Alberto Tomelin – “Diante dos critérios de avaliação contidos no manual do julgador, durante o desfile foi identificado penalização no ponto de avaliação acabamento. A alegoria 2 – Esculturas escravos parte frontal com falha de pintura (38min). Alegoria 2 – Escultura lateral com problema de proporção dos braços em relação ao corpo (38 min). Alegoria 4 – Pintura lateral do carro com falha de pintura (47 min)”.

- ads-

Império Serrano anuncia que Darlin não é mais rainha de bateria da escola

O Império Serrano anunciou nesta sexta-feira que Darlin Ferrattry não segue cono rainha de bateria para o Carnaval 2025. Veja o comunicado da escola. "A...

Carnavalescos da Grande Rio promovem visita mediada em exposição neste sábado

Neste sábado, 02 de março, às 14h, acontecerá uma visita mediada pela exposição "Laroyê, Grande Rio!", em exibição no Museu de Arte do Rio,...

União da Ilha anuncia saída do casal de mestre-sala e porta-bandeira

A União da Ilha anunciou nesta sexta-feira a saída do casal de mestre-sala e porta-bandeira, Thiaguinho e Amanda. A dupla recebeu o prêmio "Estrela...