O diretor executivo da Imperatriz Leopoldinense, atual campeã do Grupo Especial, João Drumond, participou do programa “Debate Arquibancada”, da Rádio Arquibancada, na noite da última segunda-feira, e em um dos questionamentos enalteceu o trabalho do carnavalesco Leandro Vieira.

Foto: Nelson Malfacini/CARNAVALESCO

“O Leandro não é só carnavalesco da Imperatriz. Ele pensa o futuro da Imperatriz, alinhado ao trabalho que ele desempenha. Quando ele pensa em trazer um enredo alegre, leve e bem-humorado como foi em 2023, essa conjuntura leva as pessoas a serem felizes vendo a Imperatriz desfilar. Esse ano é a mesma coisa. É um enredo totalmente leve e descontraído. Fala sobre o sentimento das pessoas. Contribui muito até para quem não é Imperatriz e olha com olhos diferentes de como enxergava no passado”, afirmou João.

O dirigente da Imperatriz respondeu também sobre o processo de trabalho da Verde e Branco que culminou com o título em 2023.

“A gente montou uma equipe para ser campeã, lógico que capiteneada pelo Leandro Vieira. Tínhamos também o Pitty, o Phelipe Lemos, o Marcelo Missailidis, com a mudança na direção de carnaval e harmonia, a peça-chave na engrenagem, como o Roni (Jorge, diretor de barracão), que sabe muito de carnaval. Com essa estrutura montada, a vontade dessas pessoas e a comunidade entalada na garganta com o décimo lugar de 2022, deu no que deu, disputamos ponto a ponto e nos saímos melhor. A gente sabia que tinha muita condição de ser campeã e aconteceu”.