InícioSérie OuroInocentesInocentes grava faixa oficial 2024 com dupla que fez sucesso na Caçulinha...

Inocentes grava faixa oficial 2024 com dupla que fez sucesso na Caçulinha da Baixada em 2012

O ano de 2012 talvez, em termos de resultado, tenha sido o mais importante da história da Inocentes de Belford Roxo. Fundada há 30 anos, a Tricolor da Baixada Fluminense conquistou naquele carnaval o título da então chamada Série A, hoje representada como Série Ouro, e conseguiu o acesso para a elite da folia carioca. Claro, que pensando em história, 2013 é o ano da agremiação no Grupo Especial. Mas, 2012, com certeza foi um ano em que a escola comemorou mais e que as coisas deram muito certo. Em comum aquele desfile, em 2024, a Inocentes vai reeditar uma dupla importantíssima para aquele resultado. Trata-se de mestre Washington Paz, que volta a comandar a Cadência da Baixada, agora ao lado de mestre Juninho, depois de um hiato de 2 anos, e Thiago Brito, intérprete que já retornou à escola no carnaval passado, no qual a agremiação conseguiu um terceiro lugar.

Fotos: Lucas Santos/Divulgação

Sobre este retorno à escola, mestre Washington Paz fez questão de enfatizar o carinho recebido da comunidade da Inocentes e do próprio mestre Juninho que comandou sozinho os ritmistas da Cadência da Baixada nestes dois anos de ausência do experiente mestre.

“Tem sido muito bacana, a comunidade sempre me tratando com muito carinho, nosso primeiro encontro nesta volta foi marcante, todo mundo vindo falar comigo, me abraçar, todo mundo comemorando, a própria recepção do mestre Juninho que é um irmão para mim. Eu costumo dizer que eu saí da escola, mas não saí da bateria, então, retornando para casa”, entende Washington.

Sobre a parceria com mestre Washington Paz que está de volta à agremiação, o intérprete Thiago Brito lembra com carinho o ano de 2012 e espera que a parceria para 2024 possa voltar a render o tão sonhado título e mais um acesso para a Caçulinha da Baixada.

“Foi um ano muito marcante para a minha carreira, trabalhando com o Washington que é um irmão desde outras agremiações, estamos juntos há muito tempo, e aquele ano foi a minha estreia na Inocentes de Belford Roxo, fizemos um carnaval maravilhoso, conseguindo conquistar o tão sonhado título para aquela cidade maravilhosa, e em 2013 fizemos um lindo trabalho também no Grupo Especial. Depois o Washington continuou, eu fui para lá, fui para cá, fiz outros trabalhos, retornei no carnaval passado, estamos aí para 2024 e agora com o retorno desse meu irmão, ele já é da casa, a gente se entende só no olhar, não tem mistério, a gente troca ideia, paramos para ajustar, e o resultado vocês vão começar a conferir na gravação e na Avenida vai ser maravilhoso, se Deus quiser, mais um título para Belford Roxo”, projeta Thiago.

Gravação já vai dar o tom do que a escola pretende levar para a Avenida

O enredo “Debret pintou, camelô gritou: ‘compre 2 leve 3!’ Tudo para agradar o freguês”, está sendo desenvolvido pelos carnavalescos Cristiano Bara e Marco Falleiros e busca exaltar a importância dos camelôs na história e na vida do brasileiro, desde a colonização, retratado nas pinturas de Jean-Baptiste Debret, até os dias de hoje. Quem ouvir a faixa oficial da Liga RJ da Inocentes vai poder perceber até toda aquela agitação e todo aquele burburinho que a gente escuta próximos dos profissionais que vendem os produtos pelas ruas ou nas barraquinhas, um traço da cultura do Rio de Janeiro. Sobre a gravação, Thiago Brito revelou uma perspectiva bastante positiva quanto ao resultado final.

“A expectativa é que saia uma faixa maravilhosa, um samba maravilhoso que a gente fez com todo o carinho, todo amor por essa escola, o enredo brilhante, tem tudo para dar certo, trabalhamos bastante para trazer o melhor na faixa da Inocentes, antes de gravar eu nem dormi, sou um cara que fico ansioso, pensando em fazer o melhor, ligo para o Vitor( Alves, diretor musical e arranjador da faixa), falo com o Washington, estou com essa ideia, vamos tentar ajustar, vamos fazer desse jeito, do outro, podem ter certeza que é uma faixa feita com muito amor, com muita dedicação, muito empenho, em prol desta escola que a gente tanto ama e temos o maior carinho”, prometeu o cantor.

“Debret debruçado na janela, viu a preta de benguela ensaiando o pregão” são os versos que abrem a cabeça do samba e já intencionam toda a irreverência que a obra quer trazer e que o próprio enredo pede. A agremiação chegou a fazer uma gravação independente assim que a música ficou pronta para poder nortear o trabalho desenvolvido para o carnaval 2024. O intérprete oficial da Caçulinha da Baixada avaliou a faixa da Liga RJ como um trabalho mais completo e maduro em relação ao samba e revelou que muita coisa desenvolvida no M&C Studio em Marechal Hermes deve ser levada para a Sapucaí em fevereiro do ano que vem.

“Acho que vai cair nas graças do povo, é a oficial da Liga RJ, a gravação independente o pessoal já curtiu com vários comentários positivos, e essa para a Série Ouro é ainda mais completa, já fizemos um arranjo que que provavelmente muita coisa a gente já vai usar para o desfile, já foi feita pensando nisso. Óbvio que vai ter mais alguma coisa, a gente não pode contar tudo, o samba a gente vai fazendo um laboratório, não adianta pensar que já está pronto, com o ensaio vem a ideia de um caco, o mestre pensa na bossa, a gente testa e vai agregando várias coisas”, analisa Thiago Brito.

Processo de confecção do samba facilita trabalho da escola

O samba-enredo mais uma vez foi produzido através do processo de encomenda. Os compositores da obra são Cláudio Russo, o intérprete Thiago Brito, Zé Luiz, Chico Alves, André Félix e Altamiro. O diretor de carnaval Saulo Costa analisou o processo e comentou sobre a participação do cantor Thiago Brito em todas as fases de confecção da composição.

“Facilita e muito você ter o intérprete oficial da escola junto com a parceria do Cláudio Russo e companhia na confecção do samba. Ele vai colocar a voz dele, a melodia dele, já sendo criada na feitura do samba, isso tudo facilita bastante e ajuda a chegarmos a um resultado mais satisfatório, aquilo que a gente quer”, aponta o diretor.

Terminada a gravação a escola já tem todo um cronograma preparado para as etapas de desenvolvimento do carnaval. O trabalho de canto vai estar a todo o vapor, promete Saulo Costa.

“Nós estamos todas as quartas-feiras, só com a comunidade, por enquanto na quadra, fazendo ensaio de canto. Passamos uns 10 ou 15 minutos sem a bateria e depois a gente coloca a bateria e o carro de som já completo, cantando o samba e o pessoal está chegando. No primeiro ensaio tivemos um contingente até que razoável, mas, a partir daquele boca a boca, um vai falando para o outro, agora já estamos com um contingente de comunidade bem positivo. E quando passar para a rua tenho certeza que será um estouro”, finaliza o profissional.

Buscando um segundo título do principal grupo de acesso do carnaval carioca, a Inocentes de Belford Roxo será a quarta escola a desfilar na primeira noite de apresentações das agremiações da Liga RJ.

- ads-

Orgulho do Brasil! Carnaval 2024 do Rio trouxe R$ 5 bilhões para cidade, movimentou 8 milhões de pessoas e gerou 50 mil empregos

Em coletiva na sede da Riotur, na manhã desta quarta-feira, a Prefeitura do Rio, através da Riotur, apresentou os expressivos números do Carnaval 2024...

Igor Sorriso é o novo intérprete do Salgueiro

O Salgueiro anunciou nesta quarta-feira a contratação do intérprete Igor Sorriso. Veja abaixo o comunicado da escola. "Com coração transbordando emoção anunciamos a chegada do...

Mangueira anuncia renovação dos intérpretes para o Carnaval 2025

A Estação Primeira de Mangueira anunciou na tarde desta quarta-feira a renovação dos cantores Marquinhos Art Samba e Dowglas Diniz para o Carnaval 2025....