Em entrevista para Mais Carnaval, a presidente da Imperatriz Leopoldinense, Cátia Drumond, falou sobre a posição de desfile da atual campeã do Grupo Especial do Rio de Janeiro. A verde e branco vai encerrar o domingo.

Fotos: Allan Duffes e Nelson Malfacini/Site CARNAVALESCO

“A vontade era encerrar. A Imperatriz está preparada para encerrar o domingo. A gente ou a Viradouro, que era a chave, teriam condição de brigar pelo campeonato no domingo ou na segunda. Não é fácil, mas vamos trabalhar. Faço parte do grupo do dia 11 e a cigana diz que 12 não é um dia bom”. * LEIA AQUI A SINOPSE DO ENREDO DE 2024

A dirigente leopoldinense falou ainda sobre a importância do trabalho do carnavalesco Leandro Vieira na conquista do título em 2023.

“Não poderia ter o peso. É difícil. A Imperatriz não ter caído já causou uma diferença na avaliação. Saímos do décimo lugar e chegamos no primeiro. O carnaval muda. Cada ano é mais cobrado. Cada escola quer apresentar sua maior versão. Quando sentei com o Leandro (Vieira) falei que queria ser campeã, falei que faltava ele no meu time, precisava dele”.