InícioSão PauloGerente de comunicação da Liga-SP fala de mudanças e novidades para o...

Gerente de comunicação da Liga-SP fala de mudanças e novidades para o Carnaval 2024

TV Globo, camarotes, infraestrutura e outros assuntos são explicados por Jairo Roizen

A Liga-SP vem mostrando novidades de impacto para o Carnaval 2024. A estratégia da empresa é sair da ‘zona de conforto’ e executar mudanças para que o público se veja melhor dentro da folia e fique atraído por novas atrações. A ideia é que as pessoas tenham experiências além dos desfiles. Dentro disso, as principais novidades são os novos camarotes já divulgados, com destaque para o ‘Camarote Esquenta’, que ficará onde eram as cadeiras do setor A.

Foto: Felipe Araújo/Divulgação Liga-SP

Foi revelado que instalações para profissionais de imprensa se acomodar melhor serão realizadas no Anhembi. A entidade entende que as mídias especializadas merecem o seu devido destaque e querem uma relação cada vez mais aprofundada. Quem explica isso é o gerente de comunicação da Liga-SP, Jairo Roizen. O profissional conversou com o CARNAVALESCO e contou essas e demais novidades que estão por vir no próximo carnaval.

“Temos várias novidades. A primeira delas é uma nova sala de imprensa na concentração para os veículos registrarem o esquenta, que é onde tudo acontece. É uma emoção que nem todos conseguem ver das arquibancadas e a imprensa de carnaval gosta mesmo de fazer essa cobertura. A emissora do carnaval não consegue transmitir isso de maneira completa, mesmo com a intenção de fazer isso no próximo ano. A ideia é acomodar melhor a imprensa, ouvir, estar mais juntos para que as necessidades da Liga sejam entendidas por vocês e que vocês também possam passar as suas necessidades para nós atendermos da melhor maneira possível. O carnaval precisa da imprensa de carnaval e vice-versa. Eu sempre falo que é uma via de mão dupla e é isso que a gente se propõe a fazer”, declarou.

Festa de lançamento dos sambas

Um dos eventos mais esperados pelos sambistas paulistanos, que é o lançamento do CD dos sambas-enredo, promete grandes inovações. De acordo com Jairo, a festa não irá se limitar somente às apresentações das agremiações. A Liga quer realizar um grande dia para que o público ‘curta’ o Dia Nacional do Samba, no próximo 02 de dezembro. “A gente continua com os minis-desfiles, mas o trajeto vai ser maior. Estamos programando outras ocupações aqui na Fábrica do Samba onde as pessoas vão poder ver os pilotos das escolas e saber dos enredos. Vamos ter uma praça de alimentação mais completa e a ideia é que o público possa vir aqui e passar o dia para curtir a sua escola preferida, os sambas-enredo, mas também ter aqui um grande momento de confraternização, que é o que a gente merece”, explicou.

Mudanças no Sambódromo do Anhembi

É de conhecimento de todos que muita coisa vai mudar nos próximos anos com a concessão de todo o complexo do Anhembi. Quando se passa em frente à casa dos sambistas paulistanos, nota-se que obras já estão ocorrendo. Porém, o gerente frisou que só vai saber das condições quando a Liga receber o Anhembi em janeiro para a realização dos ensaios técnicos, mas que está em contato com a GL (empresa detentora do local) constantemente. “Nós só vamos saber do impacto das obras quando começar os ensaios técnicos, mas a Liga e a GL têm conversado. Eles têm nos consultado e a gente tem acompanhado na medida do possível algumas mudanças para que a rotina do carnaval, concentração e escolas, seja preservada da melhor maneira possível. Deve ser adaptado de uma forma que seja o melhor para o espetáculo, mas dizer como vai ser, só em janeiro quando será entregue para a Liga”, afirmou.

Parceria nos ensaios técnicos

Pelo curto calendário do próximo ano, o pré-carnaval será afetado. Os ensaios técnicos irão durar menos de um mês pelo fato de o Acesso II ter o seu desfile no dia 03 de fevereiro. São eventos visados pelos sambistas paulistanos, pois os contatos com as escolas de samba na pista acontecem de forma corriqueira e, segundo Jairo, querem sempre melhorar para proporcionar diversão ao público. “Nem sempre a gente recebe o sambódromo com tudo pronto. Não dá tempo de checar se o banheiro está em boas condições, por exemplo. Mas a ideia é sempre melhorar. Queremos um Sambódromo mais bem estruturado. A ideia é que com as novas marcas parceiras a gente possa fazer um espaço de convivência que começa nos ensaios técnicos e vai até o desfile, ter conforto e se divertir. A gente quer que esse pré-carnaval não seja improvisado, e sim tão grandioso quanto o dia do desfile”, disse.

Aumento da capacidade com camarotes

Como dito anteriormente, novas experiências com camarotes criados pela própria Liga estão sendo realizadas, como o ‘Camarote Esquenta’ e o ‘Camarote Lounge’. O gerente diz que os espaços de cadeira e mesa de pista, onde serão ocupados os novos locais, não eram mais vistos de maneira satisfatória como anos atrás. “Muita gente gosta dessas mesas e cadeiras de pista. Foi uma modalidade que fez muito sucesso durante muitos anos, só que com a ampliação de alguns setores e camarotes, a gente viu que mesmo com as preferências de algumas pessoas, não é um espaço tão democrático, porque cabem menos pessoas. E aí você compra a sua cadeira na primeira fila e o cara de trás não consegue ver. Em um espaço que tinha aproximadamente 250 pessoas, a gente montou o ‘Camarote do Esquenta’. A gente vai poder receber lá até 900 pessoas perto do esquenta, que é um momento em que o público gosta de assistir. Também é um local em que as pessoas vão poder comer e beber. Tudo isso por um preço muito próximo do que eram as cadeiras e mesas de pista. E tem o ‘Camarote Lounge’, que fica próximo ao recuo de bateria, que em 2023 foi um sucesso. Há uma demanda muito grande, já tem um dia praticamente esgotado, que é o sábado de carnaval. A ideia é essa, que a gente possa aumentar a capacidade com esses camarotes e com preços parecidos aos de cadeira e mesas de pista. E as pessoas vão se divertir bastante”, contou.

Uma nova TV Globo

A TV Globo, que há muitos anos é detentora dos direitos de transmissão do carnaval de São Paulo e Rio de Janeiro, promete uma revolução no método de abordar a ‘Globeleza’ como produto. Será muito mais voltado ao entretenimento do que jornalismo. Segundo Jairo, houve uma reunião da Liga com o staff da TV Globo e afirmou que esse novo método será benéfico a todos os envolvidos. “A Globo fez uma reunião muito legal com a gente na última semana com a presença do Boninho, do Max e da Ana Escalada, que é a diretora de jornalismo e explicou a nova maneira que eles entendem o carnaval, que é com o entretenimento e eu sou super a favor. Sou um entusiasta desse formato. Acho que em 2023 o comparativo de São Paulo com o Rio de Janeiro ficou muito evidente. Aqui foi muito jornalismo e lá no Rio foi mais entretenimento. A gente conversou com eles e tinha que ter mais entretenimento, de São Paulo não ser tão assíduo em detalhes. Eu costumo falar isso e muita gente fica brava comigo, mas a TV Globo não faz a transmissão dela pensando em nós que estamos no Sambódromo. Nós não somos o público que eles querem atingir. E nós não queremos que a TV Globo atinja só o nosso público. Queremos ultrapassar o muro. Para o mesmo cara que gosta de assistir o The Town, Rock in Rio e Lollapalooza na TV Globo, o carnaval precisa ser um produto de entretenimento. Você precisa ter entrevistas com celebridades e pessoas interessantes que o público gosta de ver, como se fosse um grande Big Brother, que é um produto que dá muito certo na TV Globo. Então, esse passo de assumir o carnaval como entretenimento, vai ser muito positivo para todos. Com certeza mais pessoas vão se interessar pelo nosso carnaval e quem sabe em 2025 eles não estejam com a gente aqui no Anhembi e eles terão que ir atrás de mais público ainda”, declarou.

Recado para o sambista paulistano

Para fechar, o profissional que presta serviços à Liga-SP há 10 anos, deixou um recado para os sambistas. “A gente está trabalhando e vai trabalhar sempre para fazer valer o nosso lema de ‘O Maior Carnaval do Brasil’. Não é o melhor carnaval do Brasil e a gente nem tem a pretensão disso. É muito importante que todos os carnavais sejam grandes e fortes. Não existe essa competição aqui, mas a Liga das Escolas de Samba de São Paulo é a única entidade que organiza desfiles de 33 entidades com a mesma infraestrutura, qualidade de som e iluminação. Temos 33 escolas de samba alojadas em galpões, seja na Fábrica do Samba I ou Fábrica do Samba II. São administrados por essa mesma Liga e a gente quer dar condições para que o desfile tenha a mesma qualidade da escola que chegou do Especial de bairros da UESP para a escola que foi campeã do carnaval, onde tenham condições de apresentar um grande espetáculo para o público. Seja aquele que venha acompanhar gratuitamente no Acesso II ou seja o público que gaste um valor alto no camarote do Grupo Especial no sábado para que ele saia e fale: ‘O carnaval de São Paulo é legal e ano que vem eu estou de volta’”, finalizou.

- ads-

Império Serrano anuncia que Darlin não é mais rainha de bateria da escola

O Império Serrano anunciou nesta sexta-feira que Darlin Ferrattry não segue cono rainha de bateria para o Carnaval 2025. Veja o comunicado da escola. "A...

Carnavalescos da Grande Rio promovem visita mediada em exposição neste sábado

Neste sábado, 02 de março, às 14h, acontecerá uma visita mediada pela exposição "Laroyê, Grande Rio!", em exibição no Museu de Arte do Rio,...

União da Ilha anuncia saída do casal de mestre-sala e porta-bandeira

A União da Ilha anunciou nesta sexta-feira a saída do casal de mestre-sala e porta-bandeira, Thiaguinho e Amanda. A dupla recebeu o prêmio "Estrela...