O diretor de marketing da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), Gabriel David, revelou em entrevista ao site CARNAVALESCO que a nova cervejaria que fechou o patrocínio para o Carnaval do Grupo Especial do Rio de Janeiro terá uma novidade para os apaixonados pelas escolas de samba: vão ser lançadas 12 latinhas colecionáveis de cada agremiação do Especial. O dirigente não citou a marca, mas os presidentes das escolas de samba já puderem conhecer todo o planejamento e objetivo da chegada da Ambev, em plenária na Cidade do Samba, e receberam a garantia da maior da divulgação da história dos desfiles da Sapucaí. Além disso, quando o contrato estiver assinado, todas escolas vão ter em suas quadras produtos da marca.

Foto: Nelson Malfacini/CARNAVALESCO

“Posso antecipar ao CARNAVALESCO que vamos ter latinhas colecionáveis das 12 escolas do Grupo Especial. Dentro da Liga e todos os presidentes das escolas estão muito felizes (com o acordo com a cervejaria). Já vínhamos conversando há alguns anos dentro das plenárias que precisávamos de reformulações estrurturais de base do modelo de negócios que a Liesa adotava. As escolas foram muito mais do que parcerias, apoiaram desde o início, entenderam que era um trabalho de longo prazo, mudanças que começaram há dois anos, e acreditaram na ideia para que pudesse ter resultado positivo e fundamental para o carnaval. Vai muito além do poderio financeiro. O ponto-chave é o poder de comunicação e de protagonismo da cultura com o relacionamento direto com o carnaval e o desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro. O público poderá ver no período de pré, durante e pós-carnaval”, citou David.

Perguntado sobre o modelo de divulgação dos desfiles das escolas de samba com a cervejaria, Gabriel David citou que o acordo envolve uma ampla presença do carnaval por parte cidade, principalmente, no entorno das quadras.

“A divulgação será na cidade toda, mas não somente nela, como também nas quadras das escolas e nos arreadores das quadras. Justamente, mostrando para todos os sambistas que o mais importante de tudo é o povo do samba. E que esse novo momento do carnaval possa trazer empresas que vão engrandecer ainda mais, não mudando ela, mas divulgando. É o grande objetivo. Será uma divulgação muito maior que fizemos aé hoje. É o maior poder de comunicação que as escolas já tiveram. Todo mundo agiu junto, esse trabalho em conjunto, isso nunca aconteceu com tamanho entrosamento. Isso potencializa o poder de comunicação. Quem ganha são as escolas e o povo do samba”.

Sobre o banco responsável pela comercialização dos ingressos para os desfiles, Gabriel David disse que no próximo mês a decisão será anunciada.

“Ainda não temos previsão de anunciar o banco. Estamos em fase finais de negociação. Tínhamos dois objetivos muito grandes: a parte de vendas e tiqueteira e consequentemente de cerveja, porque envolvia não só as escolas, como os camarotes. Resolvemos essa parte e agora entra o operacional. Acredito que o banco vamos ter uma certeza maior no próximo mês”.

Questionado sobre o mini-desfile do Grupo Especial, em dezembro, na Cidade do Samba, para marcar o lançamento dos sambas-enredo para o Carnaval 2024, o diretor de marketing da Liesa citou que deve ser a coroação do Dia Nacional do Samba.

“É com o presidente da Liga esse anúncio do mini-desfile. O tema foi falado em plenária. Os presidentes demonstraram vontade. Tem uma ideia de fazer uma grande homenagem aos sambistas no Dia Nacional do Samba (2 de dezembro), onde o mini-desfile seria essa coroação”.