InícioSão PauloFesta de premiação do Estrela do Carnaval e Destaques do Ano em...

Festa de premiação do Estrela do Carnaval e Destaques do Ano em São Paulo revela espetáculo das escolas de samba

Realizado no Pratifaria Bar, evento que premia os melhores da folia paulistana no ano, teve ótimo público e também revelou os vencedores dos Destaques do Ano

Por Gustavo Lima e Will Ferreira. Fotos de Fábio Martins/CARNAVALESCO

Muitos pensam que toda segunda-feira é um dia frio, triste e melancólico. O último 22 de abril mudou tal visão do primeiro dia de útil de uma semana para os paulistanos: na data, foi realizada a entrega do Estrela do Carnaval, premiação do CARNAVALESCO, para as escolas de samba de São Paulo. No evento, em parceria com os Doentes da Sapucaí e Instituto do Samba, também foram revelados os vencedores dos Destaques do Ano – definidas pela votação popular e com empates em alguams categorias. Grande vencedora do júri formado pela equipe do site, o Império de Casa Verde encerrou a festividade no Pratifaria Bar já na madrugada de terça-feira. * VEJA FOTOS DA FESTA

Fotos de Fábio Martins/CARNAVALESCO

O primeiro troféu a ser entregue já foi de grande importância: Adriana Gomes, porta-bandeira da Mancha Verde, foi eleita a Sambista do Ano – uma das categorias dos Destaques do Ano, com voto popular. Em 2024, ela bailou juntamente com Thiago Bispo, atualmente formando o segundo casal da bicampeã do carnaval ao lado de Miriam Acedo. Tal troca de companheiro aconteceu porque, dias antes do desfile oficial, Marcelo Gomes contraiu dengue e foi impedido de desfilar defendendo o enredo “Do nosso solo para o mundo: o campo que preserva, o campo que produz, o campo que alimenta” por decisão médica.

Logo depois, foi a vez da maior campeã do carnaval paulistano ser premiada. Idealizador de um desfile marcante intitulado “Capítulo 4, Versículo 3 – Da Rua e do Povo, o Hip Hop: Um Manifesto Paulistano”, Sidnei França recebeu o Estrela do Carnaval de melhor carnavalesco.

Três dos prêmios dos Destaques do Ano foram entregues para uma escola que retorna ao Grupo Especial em 2025 com a faixa de campeã do Grupo de Acesso I no corpo. Trata-se da Estrela do Terceiro Milênio, que conquistou o segundo título da história da escola no segundo grupo do carnaval paulistano com o enredo “Vovó Cici conta e o Grajaú canta: O Mito da Criação”. A apresentação rendeu o prêmio de Revelação do Ano para Arthur Santos, mestre-sala da agremiação; Intérpretes do Ano para Grazzi Brasil e Darlan Alves e Desfile do Ano.

Arthur aproveitou para falar da importância de outras pessoas na vida pessoal e profissional dele: “Hoje eu estou realizando o sonho do Arthurzonho, mas não só dele. É de todo família, amo vocês. É é pro meu Grajaú, meu presidente Silvão e diretoria. Muito obrigado pelo apoio e dedicação. E ao CARNAVALESCO por sempre enaltecer a nossa arte”, pontuou.

Também veio do Grupo de Acesso I a maior vencedora de Destaques do Ano em 2024: o samba paulistano condecorou a Mocidade Unida da Mooca com nada mais, nada menos que quatro prêmios: Ala de Passistas; Rainha de Bateria do Ano, para Valeska Reis; Samba do Ano (que teve o refrão cantado pelos torcedores na entrega, por sinal); e Comissão de Frente do Ano. A apresentação tão condecorada defendeu o enredo “Oyá Helena”.

Valeska destacou o quanto queria reinar em um desfile de temática tão forte: “Era um sonho pra mim desfilar em um enredo afro. Uma novidade. Eu uni o útil ao agradável. É uma escola de samba muito acolhedora, que me fez sentir em casa e que eu tenho a sensação de que eu estou na MUM há muito tempo. Só queria agradecer ao presidente Rafael Falanga e toda diretora, a bateria, às passistas que me acolheram com muito amor e carinho e dizer que eu estou com vocês”, comemorou.

O ciclo do carnaval 2024 foi bastante intenso para a Tom Maior. A escola, que conseguiu voltar a ter uma quadra própria para ensaiar na Zona Oeste da cidade, também foi premiada pelo talento de seus artistas e profissionais de barracão com o Estrela do Carnaval de Melhor Conjunto de Alegorias para coroar o desfile que defendeu o enredo “Aysú: Uma História de Amor”.

Exaltando o que foi feito na temporada, Flávio Campello, que subiu ao palco para receber a premiação em questão, aproveitou para falar sobre o futuro e o misto de sensações que o ciclo encerrado em 2024 deixou: “É um trabalho que desde o início a gente apostava e acreditava. Essas alegorias simbolizaram uma parte do que a gente sonhou. Acho que esse prêmio dá um toque de consolação em relação ao resultado e para continuar trabalhando rumo ao Carnaval 2025”, vislumbrou.

Do Extremo Norte de São Paulo veio a força de uma vencedora de dois Estrela do Carnaval de 2024. Respirando o puro ar da Cantareira em plena Avenida Brigadeiro Faria Lima, a Acadêmicos do Tucuruvi foi condecorada com o Melhor Samba e com a Melhor Bateria de 2024. Com compositores e Mestre Serginho, da Bateria do Zaca, presentes, a agremiação relembrou o público a força da comunidade e também da canção que apresentou o enredo “Ifá” para o Anhembi já na manhã de domingo.

No palco, Hudson Luiz, intérprete do Zaca, parabenizou toda a instituição: “Isso aqui é um prêmio que engrandece não só a bateria, mas o trabalho como um todo da Acadêmicos do Tucuruvi. Parabéns Mestre Serginho, parabéns a todos os compositores do Samba do Ano do carnaval paulista de 2024”

Vice-campeã do carnaval paulistano em 2024, a Dragões da Real contou com muita energia, dança e bailado de toda a comunidade da Vila Anastácio, Extremo Oeste de São Paulo, para defender o enredo “África – Uma Constelação de Reis e Rainhas”. Toda a força e gingado dos componentes foi excepecionalmente representada por dois segmentos: Rubens de Castro e Janny Moreno, que conquistaram o Estrela do Carnaval de Melhor Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira da temporada; e a Comissão de Frente, vencedora dos Destaques do Ano no setor.

Os vencedores, que estavam radiantes com a premiação, foram enfáticos ao falar com o público: “Hoje eu só quero agradecer. Esse prêmio chegou na hora certa”, afirmou Janny. Já Rubens aproveitou para exaltar todos os companheiros de segmento do carnaval paulistano: “Quero agradecer aos nossos amigos que ajudaram a chegar na nota merecida. Muito obrigado a todos os casais que são inspiração também”, pontuou. Por parte da comissão de frente, Ricardo Negreiros, coreógrafo da instituição, falou do trabalho em equipe desenvolvido: “Eu estou muito feliz, agradeço a todos envolvidos nesse projeto. Parabéns ao site CARNAVALESCO pelo trabalho que vocês desenvolvem. O nosso projeto foi realizado por mais de 50 pessoas. Foi uma alegria muito grande e esse prêmio é pra toda essa galera”, dividiu.

Atual bicampeã do carnaval paulistano, a Mocidade Alegre faturou diversas premiações no evento organizado pelo CARNAVALESCO – o que motivou uma inusitada, animada e delirante volta olímpica em torno do palco enquanto a apresentação da Morada do Samba acontecia com cada uma das placas de vencedora. No Destaques do Ano, a agremiação foi eleita pelo voto popular como a Melhor Bateria, comandada por Mestre Sombra; Gestora do Ano, para a presidente Solange Cruz; e Escola do Ano. A instituição do bairro do Limão, na Zona Norte paulistana, também conquistou os Estrela do Carnaval de Melhor Conjunto de Fantasias e Melhor Ala das Baianas pelo desfile de “Brasiléia Desvairada: A busca de Mário de Andrade por um país”.

Marcos Rezende dos Santos Nascimento, popularmente conhecido como Mestre Sombra, também valorizou o trabalho de todos os ritmistas e diretores do segmento ao ser agraciado: “Parabéns às indicadas também. A gente sabe o quão difícil é colocar uma bateria na avenida. A gente tem que agradecer demais o empenho da nossa diretoria, que é toda formada na casa. É uma honra receber esse prêmio”, pontuou.

Já a presidente da Morada do Samba destacou a competição e o respeito, citando outros grandes baluartes: “Eu quero agradecer ao CARNAVALESCO, todos que votaram popular e no voto oficial do site. Dixer que aqui se encontram grandes escolas de samba e é natural. Um dia eu também fiquei assistindo até chegar a minha hora. A única coisa que a gente pede é respeito com todas as agremiações, principalmente no sentido de merecimento. Acho que isso não é desfeita para ninguém. A Mocidade nunca deixou de participar de premiações mesmo não tendo ganho, como o presidente Eduardo Santos do Tatuapé veio aqui hoje, mesmo não ganhando nenhum prêmio. Independente do que falem… se é macumba, se é oração, se é fé. Tudo falam, mas ninguém fala do trabalho que a gente executa. Daquilo que a gente faz atrás por trás dos bastidores para chegar onde a gente chegou. Como diz Jorge Aragão: ‘respeite quem pôde chegar onde a gente chegou'”, proferiu Solange.

Para encerrar a noite, a grande vencedora do Estrela do Carnaval 2024. No voto da equipe do CARNAVALESCO, o Império de Casa Verde foi a única agremiação que conquistou três prêmios: Melhor Intéprete, em honraria conqustada pelo carro de som comandado por Tinga; Melhor Comissão de Frente e Melhor Desfile para homenagear uma das grandes estandartes da cultura paraense e brasileira na apresentação de “Fafá, a Cabocla Mística em Rituais da Floresta”.

Intérprete do Tigre, Tinga revelou um problema de saúde que teve na noite do desfile e agradeceu à comunidade e companheiros imperianos: “Agradeço a toda comunidade do Império por todo o carinho de sempre. Cantei com hipertensão, mas consegui entrar na avenida. Mas graças a Deus por esse prêmio, comunidade do Império, carro de som. Agradecer ao Tiago Nascimento que segura minha onda em São Paulo sempre. Meu vice-presidente Fabinho, musas e passistas”, finalizou.

- ads-

Beija-Flor de Nilópolis confiante no sorteio da ordem dos desfiles para o Carnaval 2025; Selminha Sorriso quer a segunda-feira

A maior campeã do Sambódromo, Beija-Flor de Nilópolis, tenta se reorganizar depois do oitavo lugar no Carnaval de 2024, o que tirou a escola...

Barracão da Vila Isabel recebe visita de secretário do maior complexo de museus e pesquisa do mundo

O barracão da Unidos de Vila Isabel recebeu na terça-feira a visita de Lonnie G. Bunch III, secretário da Smithsonian Institution, o maior complexo...

Grande Rio deseja vir segunda ou terça de carnaval para buscar segundo título

Após um desfile de muitas inovações, principalmente, em relação ao uso da luz do Sambódromo, a Grande Rio se prepara para 2025, com grandes...