InícioGrupo EspecialEspecial gravações 2024: Com Supersom afiada, Paraíso do Tuiuti dá destaque a...

Especial gravações 2024: Com Supersom afiada, Paraíso do Tuiuti dá destaque a mais um grande samba

O Paraíso do Tuiuti vem apostando nos últimos anos em trazer sambas de um grupo que faz parte da ala de compositores da Azul e Amarela de São Cristóvão. Vitoriosos nos últimos dois carnavais quando houve disputa de samba, Claudio Russo, Moacyr Luz e Cia desta vez fizeram a obra a pedido do presidente Renato Thor, modelo que a agremiação já vinha recorrendo antes da pandemia e que tem gerado grandes composições para a escola, além de facilitar o trabalho. Com o enredo “Glória ao Almirante Negro!”, desenvolvido pelo carnavalesco Jack Vasconcelos, a agremiação pretende fazer uma homenagem a vida e história de João Cândido, marinheiro brasileiro que se empenhou na luta contra os maus-tratos, a má alimentação e as chibatas sofridas pelos colegas. O Paraíso do Tuiuti focou na musicalidade do samba no trabalho realizado na Cidade das Artes. Pelo terceiro desfile seguido como comandante da bateria SuperSom, mestre Marcão, explicou as vantagens que a agremiação tem ao produzir sua obra através do processo de encomenda.

Fotos: Lucas Santos/CARNAVALESCO

“Acho que a gente já vem trabalhando há quase cinco meses. Quando o samba é encomendado vem mais rápido, a gente trabalha melhor, produz as coisas bem mais rápido do que as outras. A gente vem desenvolvendo um projeto junto com a rapaziada, com a diretoria. Estamos com o pé no chão, apenas fazendo o nosso trabalho e seja o que Deus quiser. Agora é trabalhar mais um pouquinho, ainda tem ensaio técnico, treino é treino, jogo é jogo, a gente vai treinar para poder no dia do nosso desfile a gente ir bem”, projeta o profissional.

Com a excelência de ter gabaritado o quesito em 2023, mestre Marcão, não se deixa descansar e quer mais em 2024. Por isso, o comandante da SuperSom revela à reportagem do CARNAVALESCO que para a gravação no complexo cultural da Prefeitura do Rio, houve muita conversa entre o mestre, diretores da bateria, ritmistas e a própria direção da escola para chegar bem afiado no estúdio.

“Trabalhamos a gravação com a cara do Tuiuti. Colocamos um andamento bom, porque a nossa bateria tem um andamento característico, 141, 142, e não adianta colocar 144, porque a rapaziada não vai correr. Cada samba é um samba, botamos um pouco mais para frente, conversamos isso. O samba é muito melodioso, temos que vir com um entrosamento em relação ao carro de som, junto com a bateria, junto com a harmonia, para podermos chegar em um denominador comum”, explica Marcão.

O diretor de carnaval André Gonçalves aproveitou para esclarecer as vantagens que a escolha do Tuiuti por retornar a este modelo de confecção do samba proporcionou para o processo de carnaval da Azul e Amarela de São Cristóvão, demonstrando confiança em que a agremiação possa superar seu maior desfile.

“O modelo vem do nosso presidente e passa a ser muito bom porque a gente ganha um tempo bem maior para poder trabalhar esse samba. Nossos ensaios de canto começaram em agosto. Isso é muito bom, pois já estamos com um trabalho de canto adiantado. Aguardem belíssimas surpresas que iremos apresentar na Avenida, nosso trabalho no barracão já está a todo vapor. A gente está vindo com o objetivo de superar 2018 e recuperar aquele décimo que faltou para o tão sonhado título”, deseja o dirigente.

Responsável pelo arranjo do samba, Kaio Calado, membro do carro de som da escola, explicou como desenvolveu a harmonia musical da obra e o que priorizou neste trabalho.

“Eu tive contato com o samba através dos compositores e ali eu tentei me aprofundar na ideia que eles queriam passar com o samba. Embora a obra fale bem do que o enredo precisa dizer, eu tentei pegar o que os poetas quiseram dizer quando fizeram o samba. Posteriormente eu sentei com o Marcão e com o Pixulé juntos, um pouco antes de uma gravação própria da escola. Fizemos para entender o samba e ali eu consegui pegar as nuances que o Marcão queria e colocar um arranjo bem a cara do Pixulé, que está chegando na escola e tinha que chegar com força total, com um arranjo bem trabalhado para a voz dele. E a obra representa um samba bem melodioso e que valorizou bastante o coro. E quis aproveitar isso e coloquei as vozes de coro já na cara por parte do grito de guerra. O coro vem o samba todo fazendo umas nuances bem bonitas e acho que foi o que mais priorizei, a melodia e deixando uns ‘suspenses’ bem legais para que a harmonia pudesse andar bem”, esclarece o profissional.

Tuiuti terá estreia no microfone oficial em 2024

No último desfile, o Paraíso do Tuiuti teve como voz oficial o grande Wander Pires. Muito visada pelo excelente trabalho que vem fazendo no Grupo Especial, a escola tem se acostumado a perder profissionais que se destacam ano a ano e despertam o interesse de agremiações com maior recurso financeiro. Mas, também tem dado uma resposta bastante satisfatória ao mercado, sempre realizando a reposição a altura e apresentando ao carnaval profissionais ou dando oportunidade a talentos que se destacam em outros grupos. Desde 2014 fora do Grupo Especial, já estava demorando para se ver o ótimo Pixulé de volta à elite do carnaval carioca. E parece que o cantor e o Paraíso têm muito em comum. Focado em fazer uma grande gravação do samba, Pixulé definiu a obra como um presente que recebeu dos compositores, e se disse muito feliz por estar vivendo esse momento.

“É uma emoção muito grande a gente chegar no Grupo Especial, no Paraíso do Tuiuti, e interpretar este belíssimo samba que eu ganhei de presente. Estou bastante emocionado. É um samba emotivo que vai tocar todo mundo no dia do desfile, preparem-se que vai vir pancadão. Está sendo uma experiência maravilhosa, eu debutando no Tuiuti, com um samba maravilhoso, eu não tenho palavras para expressar a minha emoção e a minha felicidade de estar fazendo parte do Grupo Especial”, admite o intérprete.

Já integrado ao “Quilombo do Tuiuti”, o cantor falou sobre sua relação com Marcão e como esse período de adaptação a agremiação desde que foi anunciado após o carnaval 2024, o fez desenvolver um entrosamento com o mestre e com a SuperSom.

“O Marcão está preparando várias bossas, várias nuances dentro do samba, que será uma pedrada na Avenida, vai pegar todo mundo de surpresa. Quem está esperando que o Tuiuti vai passar igual um arroz com feijão, se engana, vai passar uma feijoada completa, vai ser brabo de segurar o Tuiuti na Avenida. Estou muito feliz por essa oportunidade que o presidente Renato Thor me deu. E eu e o mestre Marcão já estamos trabalhando no olho. Marcão é um grande mestre que eu o respeito muito e reverencio ele pela capacidade e pelo profissionalismo dele. Sintonia perfeita de Pixulé com bateria SuperSom”, garante o cantor.

Cláudio Russo e Moacyr Luz por mais um ano na confecção do samba

“Liberdade no coração/O dragão de João e Aldir/À Cidade em louvação/Desce o Morro do Tuiuti” são os versos do refrão principal da obra composta pelos poetas Cláudio Russo, Moacyr Luz, Gustavo Clarão, Júlio Alves, Alessandro Falcão, Pier Ubertini e W Correia. Pelo sexto desfile seguido assinando o samba do Paraíso do Tuiuti, o poeta Moacyr Luz também foi conferir e participar das gravações da Azul e Amarela na Cidade das Artes. Moacyr definiu o Tuiuti como sua casa e explicou que o processo foi muito prazeroso, mais uma vez.

“Tuiuti já é minha casa, desde 2018 com aquele ” Meu Deus, Meu Deus” , e o meu relacionamento com o Cláudio Russo, com a rapaziada toda, com o Gustavo Clarão, já tem um tempo que a gente trabalha, não tem distância, vai pelo whatsapp mesmo, se encontra uma hora, para resolver as arestas, e o tema é muito bom, falar do meu parceiro Aldir Blanc, com quem eu fiz tantas músicas juntos, com João Bosco e a gente poder citá-los no samba, no refrão, eu estou com uma expectativa muito boa. É um samba clássico, a novidade é manter a tradição”, define o poeta.

Sobre cantar o samba produzido pela parceria da dupla Cláudio Russo e Moacyr Luz, Pixulé se disse tranquilo com o processo e foi outro profissional a ver as vantagens que este tipo de modelo permite à agremiação, além de contar mais sobre sua preparação para este importante momento.

“Pode esperar um belíssimo samba e uma belíssima gravação. Não muda muita coisa não, a responsabilidade é a mesma, fica até mais fácil para a gente trabalhar o samba, a gente vem acompanhando a confecção desse samba até o momento da gravação. Não tem mistério nenhum. Tenho certeza que a comunidade vai cantar um belíssimo samba e acreditem que o Pixulé vai dar tudo de si para que tudo corra bem no desfile.E em relação aos cuidados para esta gravação, a preparação de um cantor é o sono. Tem que dormir bem. Esse é o principal”, revela o profissional.

Ensaios de rua tão esperados devem fazer crescer a obra

Sempre buscando estar um passo à frente das demais escolas, por mais um ano, o Tuiuti foi uma das primeiras agremiações a iniciar os ensaios de rua. Depois de alguns meses trabalhando o samba na quadra, o diretor geral de harmonia, Jeferson Carlos, revelou ao site CARNAVALESCO os próximos passos da agremiação em sua preparação para o desfile de fevereiro de 2024 após esse momento de gravação.

“Independente da gravação oficial que a gente esteve produzindo, a gente já faz o nosso ensaio dentro da quadra, ensaio de canto, bateria, carro de som ajustando as coisas para ficar tudo certinho e render bem nos ensaios de rua. Já temos mais de dois meses com o samba definido e todas as segundas-feiras estamos trabalhando a obra. E a cada semana percebemos uma evolução interessante”, avalia Jeferson.

Outro que promete um grande trabalho é o diretor de carnaval André Gonçalves convocando os componentes e o mundo do samba a participar dos ensaios de rua que começaram no final de setembro.

“Esperem um belíssimo trabalho, esperem uma belíssima gravação, tivemos o nosso primeiro momento na Cidade das Artes, foi uma gravação muito boa, com um clima muito bom, e coisas bem diferentes dos últimos anos. Já estamos com o nosso calendário pronto, começamos nossos ensaios de rua no final de setembro, acontecendo ali perto do Colégio Pedro II no Campo de São Cristóvão, é um ensaio muito esperado todo ano, não só do Tuiuti, da comunidade, mas de todo aquele que gosta de carnaval e gosta de samba”, define André.

No próximo carnaval, o Paraíso do Tuiuti será a quinta escola a desfilar na segunda-feira de carnaval.

- ads-

Orgulho do Brasil! Carnaval 2024 do Rio trouxe R$ 5 bilhões para cidade, movimentou 8 milhões de pessoas e gerou 50 mil empregos

Em coletiva na sede da Riotur, na manhã desta quarta-feira, a Prefeitura do Rio, através da Riotur, apresentou os expressivos números do Carnaval 2024...

Igor Sorriso é o novo intérprete do Salgueiro

O Salgueiro anunciou nesta quarta-feira a contratação do intérprete Igor Sorriso. Veja abaixo o comunicado da escola. "Com coração transbordando emoção anunciamos a chegada do...

Mangueira anuncia renovação dos intérpretes para o Carnaval 2025

A Estação Primeira de Mangueira anunciou na tarde desta quarta-feira a renovação dos cantores Marquinhos Art Samba e Dowglas Diniz para o Carnaval 2025....